Você está na página 1de 10

A evolução da moeda em

Portugal
Índice
A)Da troca direta a indireta
B)As primeiras moedas portuguesas
C)Da moeda –papel ao papel moeda em Portugal
D)Do escudo ao euro
Troca direta
Chama-se troca direta quando, se troca-se, por exemplo um Kg de
cenouras por um Kg de Maças e vi-se versa .
Inconvenientes da Troca
Direta
• A dificuldade que cada pessoa sentia em encontrar outra que estivesse interessada
na troca de determinados produtos .

• Facto de as pessoas atribuíram valores diferentes aos produtos, que não sendo por
vezes fraccionáveis , não possibilitavam o acordo quanto á transação a efetuar .

• Peso dos produtos a transportar por vezes era difícil .

• Também , a sua validade , tinha-se de trocar quando se tinha em excesso e do tempo


dos produtos da sua época .
Troca Indireta
Chama-se troca indireta quando se troca , por exemplo , uma boa alimentação por
dinheiro e vi-se versa , sendo esta a mais usada hoje em dia .
Agora qualquer indivíduo que pretenda trocar um bem encontrará , com facilidade .
Um outro indivíduo que lhe entregará , em moeda , o valor correspondente ao bem que
ele deseja trocar.
As Primeiras moedas
portuguesas
• As primeiras moedas portuguesas foram cunhadas por D.Afonso
Henriques.
• Eram feitas de uma liga metálica de cobre e prata .
• Durante o reinado de D.Sancho I apareceu a primeira moeda de
ouro- o morabitino.
• D.joao I mandou cunhar a primeira moeda de cobre o real preto.
Moeda-Papel
Papel-moeda é dinheiro ou moeda escritural oficial de um país, dessa forma
sendo emitida pela autoridade oficial - competente de uma Nação.
Em valor impresso ,na forma de papel impresso emitido por um banco
denominado como central autorizado pelo governo e distribuído pelos
demais bancos da rede oficial de crédito nacional.
Papel-moeda
O papel-moeda tem as mesmas finalidades que as próprias moedas metálicas e da
moeda escritural. Representada pelo cheque e o Cartão de Crédito, só que tem a
garantia do governo se a nota for autêntica, com traves de segurança e dessa forma tem
o curso forçado, segundo a Constituição Federal das Nações e sendo seu meio de
pagamento básico e número 1, o sendo denominado na econometria como "M 1"..
Escudo
O Escudo português, cujo símbolo é o cifrão ($), foi a moeda de Portugal, por ocasião da
proclamação da República, que veio substituir aquela que era designada por Réis. Foi a
última moeda antes do euro. Durante esse período, deu igualmente origem a outras
variações de Escudo nas dependências africanas do seu território ultramarino.
O código do escudo português segundo a norma ISO 4217 é "PTE".
A designação provém da própria figuração nelas representada: um escudo.
Eram de ouro baixo, 18 quilates e valiam 50 marcos.
Do Escudo ao Euro
O escudo português foi substituído pelo euro no início de 2002. A taxa de conversão
entre escudos e euros foi estabelecida em 31 de Dezembro de 1998, tendo o valor de 1
euro sido fixado em 200,482 escudos.