Você está na página 1de 28

„Hoje, sexta-feira dia 16

de Outubro de 2009
vão se infectar cerca de
400-600 pessoas em
Moçambique!
A maioria em Sofala, Gaza e
Maputo.

Julho de 2009 Programa Multisectorial GtZ&DED 1


„A maioria vão ser
Meninas
entre 15 e 20 anos

Julho de 2009 Programa Multisectorial GtZ&DED 2


Sensibilização sobre

Género e HIV e SIDA

Andrea Ulrike Leitner


Programa Multisectorial em Combate ao HIV e Sida
em Mocambique da Cooperacao Alema (GTZ-DED)

Julho de 2009 Programa Multisectorial GtZ&DED 3


Objectivos
1. Entender que há diferenca entre sexo e
género
2. Assumir que estistem uma desigualdade
de género
3. Compreender que a desigualdade de
género; quer dizer a desigualdade de
poderes entre homens e mulheres –
(principalmente na sexualidade) alimenta a
pandemia da SIDA.
4. Encorajar outros para discutir sobre
Género em varios fóruns
Julho de 2009 Programa Multisectorial GtZ&DED 4
O que significa
ser homen?

O que significa
ser mulher?
Julho de 2009 Programa Multisectorial GtZ&DED 5
Ser homem Ser mulher
Ter responsabilidade Ser chorona
Ter Poder económico Ser Mãe
Ser forte Ser fraca
Ter Pénis Ter vagina
Ser chefe da família Ser carinhosa
Ser Pai Poder
amamentar
Produzir espermatózide Gerar o bebé

Julho de 2009 Programa Multisectorial GtZ&DED 6


Ser homem Ser mulher
Ter responsabilidade Ser chorona
Ter Poder económico Ser Mãe
Ser forte Ser fraca
Ter Pénis Ter vagina
Ser chefe da família Ser carinhosa
Ser Pai Poder
amamentar
Produzir espermatózide Gerar o bebé

Julho de 2009 Programa Multisectorial GtZ&DED 7


Há dois tipos de diferenças
entre mulheres e homens:
Sexo identifica as diferenças biológicas
entre mulheres e homens.

Género refere-se aos diferentes papéis


que as mulheres e homens desempenham,
os quais são determinados de acordo com os
usos, costumes e desenvolvimentos da sua
sociedade

Julho de 2009 Programa Multisectorial GtZ&DED 8


Género/características

Julho de 2009 Programa Multisectorial GtZ&DED 9


As Caracteristicas
determindadas pela
sociedade podem criar
Estereótipos (crenças/preconceitos)
São imagens ou comportamentos
(atitudes, sentimentos e acções) que
se repetem e se reproduzem sem
variação, não distinguindo qualidades
individuais.

São generalizaçoes abusivas que


distorcem a realidade.
Julho de 2009 Programa Multisectorial GtZ&DED 10
Exemplos de estereótipos
(crenças/preconceitos)

A mulher é sexo fraco, feita para


obdecer sempre ao homem 
Mulher só sabe gastar dinheiro 

Homem que é homem, não chora



Homem é agressivo por natureza,
por isso bate na esposa 
Julho de 2009 Programa Multisectorial GtZ&DED 11
Estereótipo
É importante compreender que
essas Estereótipos não resultam de
problemas ou dificuldades pessoais
Estereótipos resultam do tipo de
educação que recebemos e
transmitimos na familia, escola,
nos meios de comunicação
Para desmontar e eliminar a
injustica dos Estereótipos preciso
um intenso trabalho.
Julho de 2009 Programa Multisectorial GtZ&DED 12
Lições
O que não muda é a constituição
biológica (ter sexo, tipo de sexo,
ter côlo, dar parto, produzir
espermatozóide, amamentar, etc)

 As atribuições e as estereótipadas
feitas pela sociedade em relação
ao mulher e homen podem ser
mudadas pela própria sociedade

Julho de 2009 Programa Multisectorial GtZ&DED 13


Lições
 Ospapéis entre homens e
mulheres podem ser
equilibrados, pois a
sociedade é que os atribui.

A sociedade e cada um de nós !!!

 MudoEU, outros tambem vao


mudar ...

Julho de 2009 Programa Multisectorial GtZ&DED 14


Género e HIV e SIDA

Género, as caracteristicas/atribuicoes diferentes entre


mulheres e homens,
tem grande influência
na percepção da sexualidade das
pessoas
O HIV infecta e afecta as mulheres e
os homens de forma diferente
Género influencia o tratamento e
cuidado das pessoas infectadas pelo
HIV ou afectadas pelo SIDA
Julho de 2009 Programa Multisectorial GtZ&DED 15
Género e HIV e SIDA

O desequilíbrio entre
homens e mulheres
contribui para o
aumento das taxas de
infecção

Julho de 2009 Programa Multisectorial GtZ&DED 16


CHEMBA PROVINCIA DE SOFALA:
PREVALENCIA DE HIV POR
MARINGUE
I CAIA
DISTRITO*
I

MARROMEU
GORONGOSA CHERINGOMA População 1,616,721
MUANZA
habitantes

NHAMATANDA
N A A

DONDO
34%
BUZI BEIRA
29%
CHIBABAVA
19%
Prevalência de HIV na
13% população de 15-49
MACHANGA
G anos é 26.5%
9%
~250,000 PVHS
Julho de 2009 Programa Multisectorial GtZ&DED 17
„Cada terceira pessoa –
cidadã de Beira está
infectada com o HIV !“

Julho de 2009 Programa Multisectorial GtZ&DED 18


Vulnerabilidade das
mulheres
As mulheres são mais vulneráveis
devido a vários factores:
Biológicos (constituição física mais susceptível a
infecções)
Económicos (poder financeiro mais baixo na maioria,
devido a falta de escolaridade e oportunidade)
Sócio-culturais (baixa escolaridade, tipo de
educação familiar, religiosa, cerimónias de purificação de
viúva, período de amamentação,....)
Prevalência de diferentes formas de
violência contra mulheres (desrespeitando os
direitos Humanos)

Julho de 2009 Programa Multisectorial GtZ&DED 19


A maioria das MULHERES …
• têm um papel social muito inferior comparando com o
papel social do homem
• não têm o mesmo nível de Educação e Informação quanto
aos Homens
• nao têm rendimento próprio ou podem tomar decisões
financeiras
• nao recebem apoio (social/institutional) quando há
Violência contra elas
• sao educadas para obedecer o chefe da família, e não
devem tomar decisões para si ou para família
• não podem negar um ritual tradicional, mesmo sabendo
que poderá ser perigoso por pegar uma infecção
• têm dificuldades de negar uma relação transacional com
um homem que oferece presentes
• têm que ter filhos para mostrar fertilidade
• sabem primeiro que são infectadas com o HIV porque são
obrigadas a fazer testagem na gravidez
• são culpadas pelos homens de serem Portadoras Principais
do Virus.
Julho de 2009 Programa Multisectorial GtZ&DED 20
• etc…etc…etc…
95 % da Infecções são transmitidas
durante a relação sexual
desprotegida

Mulheres entre 15 e 20 anos estão 3


vezes mais infectadas do que os
Homens na mesma Idade!

Homens entre 45 e 54 anos estão 2,5


vezes mais infectados do que as
mulheres da mesma Idade

Julho de 2009 Programa Multisectorial GtZ&DED 21


Vulnerabilidade dos
homens
Homens são vulneráveis devido a
vários factores:
Sócio- culturais
 Pressão de grupo (amigos, colegas)
 Profissão (mobilidade)
 Tabús culturais, segundo os quais o homem
deve ter relações sexuais regularmente para
evitar impotência
 Falta de conhecimento ou relutância sobre a
utilização do preservativo;
 Esistencia de Poligamia

Julho de 2009 Programa Multisectorial GtZ&DED 22


A maioria das HOMENS …
 foram educados para ser chefes de família e tomar todas as
decisões sem discussão
 Tem trabalho fora da casa
 Têm que ter muitos filhos ( de preferência homens) para mostrar a
sua fertilidade
 pensam que ganham respeito na família mostrando-se fortes e
inacessíveis
 acham que o sexo sem preservativo dar mais prazer
 não querem „morrer sozinhos“
 acham que fazer sexo muitas vezes é necessário para ficar saudável
é forte
 Têm que ter muitas mulheres jovens e bonitas além da esposa para
se mostrar „verdadeiro homem“
 Sabem que a poligamie esta mais ou menos aceitada na sociedade
 et…et…

Julho de 2009 Programa Multisectorial GtZ&DED 23


A parceria múltipla e
concorrente é a causa
principal da
transmissão do Virus
da Imundeficiência
Humana (HIV)

Julho de 2009 Programa Multisectorial GtZ&DED 24


Papéis e responsabilidade de
homem e mulher na
sociedade
Tanto homem como a mulher têm
responsabilidade pela vida
individual e
pela/pelos(as) ...

família
pessoas infectadas e afectadas
todas outras que fazem parte da
sociedade em que vivem
Julho de 2009 Programa Multisectorial GtZ&DED 25
Acções que contribuem para reduzir a
vulnerabilidade das mulheres e dos
homens:
 Promover acitividades na Economia para mulher. Consentizar que ela tem
um rendimento que ela própria pode administrar
 Encorajar a mulher na Educacao, para ela ter mais acesso às informações e
para melhorar o conhecimento/entendimento dela
 Dar informação sobre os seus direitos a mulher e faca actividade no
sentido que nao há mais violencia contra mulher, principalmente contra
mulher seropositivo
 Incentivar discussoes no sentido que não há mais estigma e discriminação
contra a mulher, diminuir os Esterótipos existentes.
 Promover actividades que incluam aspectos focalizados nas mulheres na
comunidade, no local de trabalho
 Promover actividade no sentido de sensibilização dos homens,
principalmente dos homens líderes, para entenderem a realcao entre os
diferentes papeis do homem e da mulher e do aumento da infeccao com o
HIV (Exemplo: diminuir multipla parceria)
 Incentivar as mulheres e os homens a discutir entre si nos diversos grupos
da sociedade; discutir sobre a vulnerabilidade das mulheres e dos homens
e o que significa igualdade do genero

Julho de 2009 Programa Multisectorial GtZ&DED 26


Igualdade de género com base no
sexo

Mulheres e homens são tratados


de forma igual, gozam dos
mesmos direitos e oportunidades
na sua sexualidade saudável e
desejada.

Julho de 2009 Programa Multisectorial GtZ&DED 27


Obridada
pela
atenção

Julho de 2009 Programa Multisectorial GtZ&DED 28