Você está na página 1de 66

Treinamento Normas de Segurança do Trabalho

e Maquinas e Equipamentos Perigosos NR-12

PALESTRANTE: PHILIPE OLIVEIRA


TÉC. EM SEG. DO TRABALHO
Pauta
• Legislação NR 12
• Arranjo físico adequado;
• Instalações e dispositivos elétricos;

• Dispositivo de partida e acionamento de parada;

• Uso correto de ferramentas manuais;


• Riscos na operação;
• Uso correto dos EPI’S;
• Combustíveis inflamáveis;

• Segurança na manutenção de máquinas e equipamentos;

• Medidas e dispositivos de segurança para evitar acidentes;


NR 12

• Esta Norma Regulamentadora e seus anexos definem


referências técnicas, princípios fundamentais e medidas de
proteção para garantir a saúde e a integridade física dos
trabalhadores e estabelece requisitos mínimos para a
prevenção de acidentes e doenças do trabalho nas fases de
projeto e de utilização de máquinas e equipamentos de todos
os tipos, e ainda à sua fabricação, importação,
comercialização, exposição e cessão a qualquer título, em
todas as atividades econômicas, sem prejuízo da observância
do disposto nas demais Normas Regulamentadoras.
MONTEIRO
ESTOFADOS NR 12
• 12.3. O empregador deve adotar medidas de
proteção para o trabalho em máquinas e
equipamentos, capazes de garantir a saúde e a
integridade física dos trabalhadores, e
medidas apropriadas sempre que houver
pessoas com deficiência envolvidas direta ou
indiretamente no trabalho.
NR 1- RESPONSABILIDADES DO EMPREGADO

Cabe ao empregado:
• Cumprir as disposições legais e regulamentares
sobre segurança e saúde do trabalho; inclusive as
ordens de serviço expedidas pelo empregador.
• Usar EPI fornecido pelo empregador;
• Submeter aos exames médicos convocados pela
empresa;
• Colaborar com a empresa na aplicação das NRs

Ato faltoso a recusa injustificável – Empregado


Aplicação de penalidades - Empregador
MONTEIRO
ESTOFADOS
NR 12
• 12.4. São consideradas medidas de proteção, a ser adotadas nessa
ordem de prioridade:
• a) medidas de proteção coletiva;

• b) medidas administrativas ou de organização do trabalho; e

• c) medidas de proteção individual.


 
MONTEIRO
ESTOFADOS

EPI
Equipamento de proteção Individual tem
a finalidade de proteger a integridade
física e a saúde do trabalhador.
MONTEIRO
ESTOFADOS
Cabe ao empregador quanto ao EPI:

• Adquirir o adequado ao risco de cada atividade


• exigir seu uso;
• fornecer ao trabalhador somente o aprovado pelo
órgão nacional competente em matéria de segurança e
saúde no trabalho;
• orientar e treinar o trabalhador sobre o uso adequado,
guarda e conservação;
• substituir imediatamente, quando danificado ou
extraviado;
• responsabilizar-se pela higienização e manutenção
periódica;
MONTEIRO
ESTOFADOS

Cabe ao empregado quanto ao EPI:

• usar, utilizando-o apenas para a finalidade a que se


destina;
• responsabilizar-se pela guarda e conservação;
• comunicar ao empregador qualquer alteração que o
torne impróprio para uso;
• cumprir as determinações do empregador sobre o uso
adequado.
POR QUE SEGURANÇA É IMPORTANTE

• Impacto sobre seres humanos:

– lesões, perda de tempo, novas pessoas

• Impacto sobre a performance do negócio:

– qualidade, produtividade, custo

• Impacto sobre a reputação:

– como o negócio é percebido pelos outros (partes

interessadas)
AÇÕES JUDICIAIS CABÍVEIS

ACIDENTÁRIA

X
ACIDENTADO INSS

OBJETO

Benefícios - Compensação
AÇÕES JUDICIAIS CABÍVEIS

INDENIZATÓRIA

X
ACIDENTADO EMPRESA
PREPOSTOS
OBJETO

REPARAÇÃO DE DANO
FUNDAMENTAÇÃO LEGAL

PENAL/CRIMINAL
•Artigo 132 do CP, “Expor a vida ou a saúde de outrem em
perigo direto e iminente. (pena de 3 meses a 1 ano de
detenção”

•Artigo 121, § 3o do CP, Homicídio Culposo (pena de 1 a 3


anos de detenção)

• Artigo 129, § 6o do CP, Lesão Corporal (pena 2 meses a


1 ano de detenção)

aumento de pena em 1/3 – se resultar de inobservância


de regra técnica
FUNDAMENTAÇÃO LEGAL

CIVIL/Reparação de Dano

Geral dos Artigos 186 e 927 e seguintes do Código Civil:


186 ““Aquele que, por ação ou omissão voluntária,
negligência ou imprudência, violar direito, ou causar
prejuízo a outrem, ainda que exclusivamente moral,
comete ato ilícito”.

927 “Aquele que, por ato ilícito causar dano a outrem,fica


obrigado a repara-lo.”
PRINCÍPIO CONSTITUCIONAL

Reparação do Dano

DOS DIREITOS SOCIAIS

Artigo 7O “São direitos dos trabalhadores....”

Inciso XXVII “ seguro contra acidentes do trabalho, a

cargo do empregador, sem excluir a indenização a que

este está obrigado, quando ocorrer em dolo ou culpa;”


PIRAMIDE DOS ACIDENTES
TRANSFORMAR A CULTURA DE
SEGURANÇA

Temos que
trabalhar
aqui!!!
PIRÂMIDE - CONCEITO PREVENCIONISTA

Condições e comportamento de riscos

Incidentes sem ferimentos

Ferimentos de primeiros socorros e sem


afastamento
Ferimentos com afastamento e
retorno ao trabalho
Ferimentos com
afastamento sem retorno

fatalidade
PRÍNCIPIOS GERAIS DA NR 12

GARANTIR A SAÚDE E INTEGRIDADE FÍSICA DOS TRABALHADORES.

MEDIDAS DE PROTEÇÃO:
1. COLETIVA;
2. ADMINISTRATIVAS OU DE ORGANIZAÇÃO DO
TRABALHO E;
3. PROTEÇÃO INDIVIDUAL.

PRINCÍPIO DE :
1.FALHA SEGURA;
2.OPERAÇÃO SEGURA
MONTEIRO Arranjo físico e
ESTOFADOS
instalações
• 12.6. Nos locais de instalação de máquinas e equipamentos, as áreas de
circulação devem ser devidamente demarcadas e em conformidade com as
normas técnicas oficiais.

• 12.6.2. As áreas de circulação devem


ser mantidas permanentemente
desobstruídas .

• 12.8. Os espaços ao redor das máquinas e equipamentos devem ser


adequados ao seu tipo e ao tipo de operação, de forma a prevenir a
ocorrência de acidentes e doenças relacionados ao trabalho.
MONTEIRO Arranjo físico e
ESTOFADOS instalações
• 12.8.1. A distância mínima entre máquinas, em conformidade com suas
características e aplicações, deve garantir a segurança dos trabalhadores durante
sua operação, manutenção, ajuste, limpeza e inspeção, e permitir a
movimentação dos segmentos corporais, em face da natureza da tarefa.

• 12.8.2. As áreas de circulação e armazenamento de materiais e os espaços em


torno de máquinas devem ser projetados, dimensionados e mantidos de forma
que os trabalhadores e os transportadores de materiais, mecanizados e manuais,
movimentem-se com segurança. 
MONTEIRO Arranjo físico e
ESTOFADOS instalações
• 12.9. Os pisos dos locais de trabalho onde se instalam
máquinas e equipamentos e das áreas de circulação
devem:
• a) ser mantidos limpos e livres de objetos, ferramentas e
quaisquer materiais que ofereçam riscos de acidentes;
• b) ter características de modo a prevenir riscos
provenientes de graxas, óleos e outras substâncias e
materiais que os tornem escorregadios; e
• c) ser nivelados e resistentes às cargas a que estão
sujeitos.
MONTEIRO
ESTOFADOS Arranjo físico
MONTEIRO
ESTOFADOS Arranjo físico O IDEAL !!!

12.10. As ferramentas utilizadas no processo produtivo devem ser


organizadas e armazenadas ou dispostas em locais específicos para
essa finalidade.
MONTEIRO
ESTOFADOS
Instalações e dispositivos
elétricos
• 12.14. As instalações elétricas das máquinas e equipamentos devem ser
projetadas e mantidas de modo a prevenir, por meios seguros, os perigos de
choque elétrico, incêndio, explosão e outros tipos de acidentes, conforme
previsto na NR10.

• 12.15. Devem ser aterrados, conforme as normas técnicas oficiais vigentes, as


instalações, carcaças, invólucros, blindagens ou partes condutoras das
máquinas e equipamentos que não façam parte dos circuitos elétricos, mas
que possam ficar sob tensão.

• 12.16. As instalações elétricas das máquinas e equipamentos que estejam ou


possam estar em contato direto ou indireto com água ou agentes corrosivos
devem ser projetadas com meios e dispositivos que garantam sua blindagem,
estanqueidade, isolamento e aterramento, de modo a prevenir a ocorrência
de acidentes.
Imagens de acidentes elétricos
MONTEIRO
ESTOFADOS Dispositivos de partida,
acionada e parada
• 12.24. Os dispositivos de partida, acionamento e
parada das máquinas devem ser projetados,
selecionados e instalados de modo que:
• a) não se localizem em suas zonas perigosas;
• b) possam ser acionados ou desligados em caso de
emergência por outra pessoa que não seja o operador;
• c) impeçam acionamento ou desligamento involuntário
pelo operador ou por qualquer outra forma acidental;
• d) não acarretem riscos adicionais; e e) não possam ser
burlados.
MONTEIRO
ESTOFADOS Dispositivos de partida,
acionada e parada
• 12.25. Os comandos de partida ou acionamento das
máquinas devem possuir dispositivos que impeçam seu
funcionamento automático ao serem energizadas.

• 12.30. Nas máquinas e equipamentos cuja operação


requeira a participação de mais de uma pessoa, o número
de dispositivos de acionamento simultâneos deve
corresponder ao número de operadores expostos aos
perigos decorrentes de seu acionamento, de modo que o
nível de proteção seja o mesmo para cada trabalhador.
FERRAMENTAS MANUAIS
Ferramentas manuais
FERRAMENTAS MANUAIS
• RISCOS DECORRENTES DA UTILIZAÇÃO DE
FERRAMENTAS MANUAIS
• Este capítulo refere-se a todas aquelas
ferramentas manuais de uso habitual na nossa
atividade, que são basicamente as seguintes:
• Chaves de fenda, alicates, tenazes, chaves,
martelos, cortadores, escopros, limas, punções,
buril, descascador de fios, descascador de
mangueiras, prensa-terminais, vira-machos
com catraca, tesouras, etc.
FERRAMENTAS MANUAIS
• Riscos mais importantes:
• Pancadas e cortes nas mãos ou outras partes
do corpo.
• Lesões oculares por projeção de fragmentos
ou de partículas.
• Entorses por movimentos ou esforços
violentos.
• Contatos eléctricos.
FERRAMENTAS MANUAIS
• Causas principais:
• Utilização inadequada das ferramentas.
• Utilização de ferramentas defeituosas ou
inadequadas.
• Utilização de ferramentas de baixa qualidade.
• Não utilização de equipamentos de proteção
individual
• Posturas forçadas.
FERRAMENTAS MANUAIS
Medidas preventivas:

• Usar ferramentas de qualidade e adequadas ao tipo de trabalho a realizar.


• Treinar adequadamente os trabalhadores para a utilização de cada tipo de ferramenta.
• Utilizar ferramentas com revestimento isolante em trabalhos na proximidade de
instalações em tensão.
• Utilizar sempre óculos de proteção, e muito especialmente, quando exista risco de
projeção de partículas.
• Utilizar luvas para manuseamento de ferramentas cortantes.
• Realizar manutenção periódica das ferramentas (reparação, afiação, limpeza, etc.).
• Verificar periodicamente o estado dos cabos das ferramentas, revestimentos isolantes,
etc.
• Armazenar e/ou transportar as ferramentas em caixas, bolsas porta-ferramentas ou
painéis adequados, onde cada ferramenta tenha um lugar próprio.
TENHA-SE EM CONTA QUE AS FERRAMENTAS BEM ORGANIZADAS!:
– São fácies de achar.
– São mais seguras.
– Duram mais tempo
Risco na operação

• Queimaduras
• Lançamento de partículas
• Perda auditiva
• Cortes
• Choque elétricos
• Risco químicos
• Incêndios
• Explosão
MONTEIRO
ESTOFADOS

• Use os equipamentos de proteção individual de


modo habitual e permanente durante toda jornada
de trabalho;
• Controlar o excesso de confiança;
• Tenha atenção no trabalho executado;
• Corrija (chefia e trabalhador) condições perigosas no
ambiente de trabalho;
• Mantenha o ambiente organizado.
• Não se alimente ou beba líquidos no local de
trabalho durante a execução de atividades;
• Lave as mãos e o rosto antes de fazer lanches;
• Mantenha a higiene pessoal adequado.
Máquinas e equipamentos/ Zonas de
perigo
MONTEIRO
ESTOFADOS Trabalho com Solda
Subestimando ou ignorando
medidas de segurança os
soldadores ficam expostos a
perigos como:

• Choque Elétrico
• Exposição demasiada a
Radiação (queimaduras).
• Inalação de Fumos e Gases.
• Risco de Incêndio e Explosões.
• Acidentes envolvendo esses
riscos podem ser fatais.
MONTEIRO
ESTOFADOS Maquinas e Equipamentos
Perigosos – NR- 12
EPI: Toda Atividade em Operações em Maquinas
perigosas Devem estar seguidas com o uso do
equipamento de proteção Individual, cabendo ao
empregador em caso de não cumprimento
aplicação de sansões disciplinares:
MONTEIRO
ESTOFADOS
Maquinas e Equipamentos
Perigosos – NR- 12

PRESSÃO DE TRABALHO Disco de Corte Disco de


Desbaste Não pode haver força do equipamento
na peça que está sendo trabalhada. O próprio
peso da máquina exerce pressão suficiente para o
trabalho. Caso haja esforço no equipamento
poderá haver danos no disco.
MONTEIRO
ESTOFADOS Maquinas e Equipamentos
Perigosos – NR- 12
TROCA DE DISCOS
É expressamente proibido improvisar talhadeira,
martelo e outro meio como pedaços de sucatas em
geral, chave de fenda, punção. É expressamente
proibido efetuar troca de disco dando pancada no
mesmo. Ex: Batendo contra a mão, contra estruturas
etc...
O disco deverá ser trocado utilizando a chave
apropriada.
OBSERVAÇÃO : Para a troca do disco, a máquina deverá
estar desligada na chave de alimentação.
MONTEIRO Maquinas e Equipamentos
ESTOFADOS
Perigosos – NR- 12

LIXADEIRA
DISCO DE CORTE:

• Verifique adequadamente às condições de seu disco


na lixadeira, antes de executar qualquer trabalho.
• Não fique com seu rosto muito próximo ao material a
ser desbastado.
• Quando estiver esmerilhando ou cortando peças, use
protetor facial e embaixo deste; óculos de segurança
com lentes de policarbonato
MONTEIRO
ESTOFADOS
Maquinas e Equipamentos
Perigosos – NR- 12
LIXADEIRA
DISCO DE CORTE:
• Jamais trabalhe com esmerilhadora em que o
disco por inteiro esteja inteiramente sendo
usado sobre peça, fazendo isso você o
enfraquece. Use apenas as laterais externas do
disco.
• Notando desgaste do disco, substitua por outro
c/capacidade superior a velocidade de sua
máquina
MONTEIRO
ESTOFADOS Maquinas e Equipamentos
Perigosos – NR- 12
LIXADEIRA
DISCO DE CORTE:
• Somente use ferramentas elétricas com tomadas de 3
pinos.
• Verifique antecipadamente corrente elétrica da
máquina e tomada.
• Não use cabos de extensões com muitas emendas.
• Não permita que tomadas de extensões elétricas
fiquem no tempo, eventualmente poderá chover e
acumular-se água.
MONTEIRO
ESTOFADOS Maquinas e Equipamentos
Perigosos – NR- 12
Acidente com a Lixadeira:
MONTEIRO
ESTOFADOS

Cenas Fortes!
MONTEIRO
ESTOFADOS
Maquinas e Equipamentos
Perigosos – NR- 12
Acidente com a Lixadeira:
MONTEIRO
ESTOFADOS

Em Caso de Acidentes:

• Manter a calma, e acalmar a vítima.


• Manter os curiosos afastados.
• Ligar imediatamente para o SAMU 192.
Maquinas e Equipamentos
Perigosos – NR- 12
Esmeril
 Utilize somente a superfície plana do esmeril. Não use
o lado da roda, pois esse método pode danificar a
pedra do esmeril além de puxar sua mão;
- Não permita que faíscas do esmeril entrem em
contato com combustível ou materiais inflamáveis
como solventes, combustíveis, lubrificantes, etc;
- Não exerça uma força além da necessária sobra o
rebolo;
- - Muito cuidado na hora de trocar os rebolos,
certifique-se que o esmeril esteja desligado;
Maquinas e Equipamentos
Perigosos – NR- 12

Segurança na utilização do ar
comprimido
• Jamais permita que o jato de ar sob pressão
incida sobre seu corpo ou de seu companheiro.
• Antes de abrir qualquer válvula de ar
comprimido, certifique-se que conexões,
mangueiras e abraçadeiras estejam seguramente
presas e que não haja risco de serem
desconectadas durante a execução do trabalho.
Maquinas e Equipamentos
Perigosos – NR- 12
• Sempre que ocorrer vazamentos de ar é sinal
que algo esta errado. Verifique e corrija,
eliminando o vazamento. Atenção, se uma
mangueira sob pressão desconectar se, afasta
se imediatamente do raio de ação das
possíveis chicotadas. Se possível, corte a
alimentação de ar deste ponto ou desligue o
compressor.
• Nunca abra uma válvula ou registro de serviço
rapidamente, sempre o faça devagar. Não
esqueça que você esta liberando energia.
Maquinas e Equipamentos
Perigosos – NR- 12
Nunca utilize ar comprimido para soprar lascas de
madeira, cavacos, limalhas, poeiras, partículas, líquidos
do chão, máquinas, peças e equipamentos. Caso esta
operação seja necessária, utilize equipamentos de
segurança adequados a cada situação. Sempre utilize um
regulador de pressão e ensaie pressões de trabalho mais
baixas (mantendo o nível de satisfação desejado). •
Tenha muito cuidado com as pessoas presentes e com as
que transmitam no local. O ar comprimido pode
arremessar todos os elementos contra partes frágeis de
seu corpo ou de seu companheiro, assim como colocar
em suspensão poeiras, partículas e líquidos que inalados
poderão causar sérios riscos a saúde.
Maquinas e Equipamentos
Perigosos – NR- 12
• Nunca utilize o ar comprimido para limpeza de
roupas ou limpar pó, sujeira do cabelo ou ainda
qualquer parte do corpo. Partículas microscópicas
podem penetrar em sua corrente sanguínea, o que
pode ser mais grave se você tiver algum machucado.
• Utilize o ar comprimido sempre com muito cuidado
e o mantenha longe dos seus olhos, ouvidos, nariz e
boca. Nunca dirija o jato de ar comprimido para si ou
para seu companheiro. Lembre se que o tímpano é
uma membrana sensível e poderá se romper
facilmente com a força do ar comprimido.
QUALQUER MANUTENÇÃO DEVE SER
OBRIGATORIAMENTE REALIZADA COM A MÁQUINA OU
EQUIPAMENTO DESLIGADO
Inflamáveis:

• Manter longe de fonte de calor;


• Armazenar em local adequado;
• Proibir que se fume onde exista
inflamáveis
LEMBRE –SE! Todo fumante é um
incendiário em potencial.
Informações importantes

Agite antes de usar

Utilize máscara

Perigosa ingestão ou
inalação

Inflamável
Noções de Combate
a Incêndio

 EXTINTORES
Noções de Combate
a Incêndio

 Desligar o sistema elétrico;

 Chamar Corpo de Bombeiros;

 Retirar as pessoas do local.


Noções de Combate
a Incêndio

 Certificar-se que não há


ninguém no local que
esta pegando fogo.
 Tentar apagar o foco de
incêndio;

 Tentar evitar a
propagação do fogo.
FOTOS DE INCÊNDIO
Obrigado!