Você está na página 1de 18

Introdução à Engenharia de

Segurança do Trabalho
Julho/2017
ADAM FIORI
Especialista em Engenharia de Segurança do Trabalho – UFPR

Especialista em Higiene Ocupacional – UFBA

Especialista em Engenharia Ambiental – UCB - RJ


EXPERIÊNCIA PROFISSIONAL

Empresas de Engenharia (Curitiba) – 3 anos.

Petrobrás – (AM e RJ) - 2004 a 2015.

MPT – (Maringá) – Desde 2015.


Conteúdo Programático
 A evolução da Engenharia de Segurança do
Trabalho. Aspectos Econômicos, Políticos e Sociais.
 A história do prevencionismo.
 A Engenharia de Segurança do Trabalho no
contexto capital-trabalho.
Conteúdo Programático
 O papel e as responsabilidades do Engenheiro de
Segurança do Trabalho.
 As atribuições profissionais do Engenheiro de
Segurança do Trabalho.
As atribuições profissionais do Engenheiro de
Segurança do Trabalho.
LEI N° 7.410/1985
DECRETO N° 92.530/1986
PARECER C.F.E N° 19/1987
RESOLUÇÃO CONFEA N° 359/1991
O papel e as responsabilidades do Engenheiro de
Segurança do Trabalho.
- SESMT
- CIPA
- Programas de Prevenção
- Emissão de laudos
O papel e as responsabilidades do Engenheiro de
Segurança do Trabalho.
- SESMT - dimensionamento
- Gradação do risco da atividade principal e ao
número total de empregados do estabelecimento,
constantes dos Quadros I e II.
O papel e as responsabilidades do Engenheiro de
Segurança do Trabalho.
- CIPA - dimensionamento
- CNAE e número total de empregados do
estabelecimento, conforme Quadros I e II.
O papel e as responsabilidades do Engenheiro de
Segurança do Trabalho.
- CIPA – dimensionamento - exceções
 Construção civil – NR 18;
 Mineração – NR 22;
 Trabalho portuário – NR 29;
O papel e as responsabilidades do Engenheiro de
Segurança do Trabalho.
- CIPA – dimensionamento - exceções
 Trabalho Aquaviário – NR 30;
 Trabalho rural (Agricultura, Pecuária, Silvicultura,
Exploração florestal e Aquicultura) – NR 31.
O papel e as responsabilidades do Engenheiro de
Segurança do Trabalho.
- Laudo de Insalubridade
15.1 São consideradas atividades ou operações
insalubres as que se desenvolvem:
15.1.1 Acima dos limites de tolerância previstos
nos Anexos Nº 1, 2, 3, 5, 8*,11 e 12;
O papel e as responsabilidades do Engenheiro de
Segurança do Trabalho.

- Laudo de Insalubridade
 15.1.3 Nas atividades mencionadas nos Anexos
Nº 6, 13 e 14;
O papel e as responsabilidades do Engenheiro de
Segurança do Trabalho.
- Laudo de Insalubridade
 15.1.4 Comprovadas através de laudo de
inspeção do local de trabalho, constantes dos
Anexos n.º 7, 8*, 9 e 10.
O papel e as responsabilidades do Engenheiro de
Segurança do Trabalho.
- LTCAT
 Lei 8.213/91, art. 57 caput;
 Lei 8.213/91, art. 58 caput;
 Lei 8.213/91, art. 58, § 1°.
O papel e as responsabilidades do Engenheiro de
Segurança do Trabalho.
- LTCAT
 Decreto 3.048/99, art. 64, § 1° I e II;
 Decreto 3.048/99, art. 68;
 Decreto 3.048/99, art. 202, I, II e III e § 1°
O papel e as responsabilidades do Engenheiro de
Segurança do Trabalho.
- LTCAT
 IN 77/2015 INSS, art. 258, IV;
 IN 77/2015 INSS, art. 261;
 IN 77/2015 INSS, art. 262;
O papel e as responsabilidades do Engenheiro de
Segurança do Trabalho.
- LTCAT
 IN 77/2015 INSS, art. 277, 278 e 279;
 IN 77/2015 INSS, art. 288.

Você também pode gostar