Você está na página 1de 16

Eletrostática

FÍSICA 3º

P R O F: B R U N O M I RA N DA O N O F R E
Relembrando

Prótons (p+)
Nêutrons (n0)

Elétrons (e-)
Carga elementar e Quantidade de
Carga Elétrica
•Carga elétrica elementar equivale (e) = 1,6 x 10-19 C (Coulomb).
•A quantidade de carga elétrica de um corpo é dada pela expressão:

Q = +/- n . e

Q – quantidade de carga elétrica.


e – carga elétrica elementar.
+/- número de prótons ou elétrons em excesso.
Exemplo:
Uma régua de alumínio, inicialmente neutra, perde 50 milhões de elétrons.
Determine a carga elétrica por ela adquirida . (Dado : e = 1 , 6 .10 –19 C):
Dados
N = 50.000.000 elétrons = 5.107 elétrons
e = 1,6.10–19 C
Q = + N.e
Q = + 5.107 . 1,6.10–19
Q = + 8.10–12 C
Exemplo:
2) Seja uma esfera de ferro e considere que ela está eletricamente neutra. Caso
ela ganhe 200 bilhões de elétrons, qual será a sua carga ? (Dado: e = 1,6.10 –19 C)
Dados:
N = 200.000.000.000 elétrons = 2.1011 elétrons
e = 1,6.10–19 C

Q = – N.e
Q = – 2.1011.1,6.10–19
Q = – 3,2.10–8 C
Corpos neutros e corpos
eletrizados
•Os objetos materiais são formados por átomos, o que significa que
eles são constituídos de elétrons e prótons (e nêutrons).
•Um objeto neutro possui mesmo número de elétrons e prótons.
•Um corpo eletrizado (ou eletricamente carregado) apresenta um
desequilíbrio nos números de prótons e elétrons.
Corpos neutros e corpos
eletrizados
•Corpo negativamente carregado: número de elétrons superior ao
número de prótons.

•Corpo positivamente carregado: número de prótons superior ao


número de elétrons.
Eletrização de corpos

Corpo eletricamente neutro Corpo eletrizado positivamente Corpo eletrizado negativamente


Principio da atração e repulsão
•Corpos de sinais iguais se repelem.

•Corpos de sinais diferentes se atraem.


Condutores e isolantes
• Nos condutores, um ou mais dos
elétrons das camadas mais externas
desses átomos não estão firmemente
presos aos núcleos. Estes elétrons são
também chamados de elétrons livres.

• Em outros materiais, borracha e vidro,


por exemplo, os elétrons estão
firmemente ligados aos núcleos. Estes
materiais são chamados de isolantes.
Princípio da conservação das
cargas
As cargas elétricas não podem ser criadas ou destruídas logo em
qualquer fenômeno ou reação , o número total de prótons e de
elétrons se mantém.
Assim podemos afirmar que:
Em um sistema isolado, a carga elétrica total é contante.

Qinicial = Qfinal
Processos de eletrização
Considera-se um corpo eletrizado quando este tiver número diferente de prótons e elétrons.
O processo de retirar ou acrescentar elétrons a um corpo neutro para que este passe a estar
eletrizado denomina-se eletrização. Alguns dos processos de eletrização mais comuns são os
seguintes.
Processos de eletrização
Eletrização por atrito
Quando há eletrização por atrito, os dois corpos ficam com cargas de módulo igual, porém com
sinais opostos.
Processos de eletrização
Eletrização por contato
Se dois corpos condutores, sendo pelo menos um deles eletrizado, são postos em contato, a
carga elétrica tende a se estabilizar, sendo redistribuída entre os dois, fazendo com que ambos
tenham a mesma carga, inclusive com mesmo sinal.
Processos de eletrização
Eletrização por contato
O cálculo da carga resultante após o processo é dado pela média aritmética entre a carga dos
condutores em contato.
Processos de eletrização
Eletrização por indução 
É quando a eletrização de um corpo inicialmente neutro (induzido) acontece por simples
aproximação de um corpo carregado (indutor), sem que haja contato entre os corpos. O induzido
deve estar ligado a Terra ou a um corpo maior que possa lhe fornecer elétrons ou que dele os
receba num fluxo provocado pela presença do indutor.