Você está na página 1de 36

Hidrologia

Hidrograma Unitário Sintético

Fonte: Walter Collischonn


IPH – UFRGS (Modificado)
Bacias sem dados
• Como fazer para estimar HU em bacias sem
dados de vazão?

• São a imensa maioria!

• Para que queremos o HU afinal?


• Calcular vazões (especialmente as vazões máximas) a
partir de dados de chuva.
HU em bacias sem dados
• HU sintético
» SCS
» Snyder
» Clark
» Nash
HU Sintético Triangular do SCS
• A partir de um estudo com um grande número de
bacias e de hidrogramas unitários nos EUA, técnicos
do Departamento de Conservação de Solo (Soil
Conservation Service – atualmente Natural
Resources Conservation Service) verificaram que os
hidrogramas unitários podem ser aproximados por
relações de tempo e vazão estimadas com base no
tempo de concentração e na área das bacias.
• E que o HU poderia ser aproximado por um
triângulo!
HUT SCS

• tp = tempo de pico
• tb = tempo de base
• Tp = tempo de ascenção
• D = duração da chuva
HUT SCS
t p  0,6  tc

D
Tp  t p 
2

t b  T p  1,67  T p

0,208. A
qp 
Tp
q p [ m 3 / s ]; A[ km 2 ]; Tp[ horas ]
Tempo de concentração
• Equação de Watt e Chow, publicada em 1985 (Dingman, 2002)

0 , 79
 L 
t c  7,68   0,5 
S 
• onde tc é o tempo de concentração em minutos; L é o
comprimento do curso d’água principal em Km; e S é a
declividade do rio curso d’água principal (adimensional).
• Esta equação foi desenvolvida com base em dados de bacias de
até 5840 Km2.
Exemplo
Construa um hidrograma unitário para a chuva
de duração de 10 minutos em uma bacia de 3,0
Km2 de área de drenagem, comprimento do
talvegue de 3100 m, ao longo do qual existe
uma diferença de altitude de 93 m.
Exemplo
exemplo HUT SCS
Resultado gráfico
ou como tabela
Concurso da ANA 2009
8)E
HU adimensional SCS
• O hidrograma unitário sintético adimensional do SCS é
semelhante em alguns aspectos com o hidrograma
unitário triangular, porém apresenta uma forma mais
suave.
HU para outras durações
• HUs para durações quaisquer podem ser
obtidos a partir de HU de uma dada duração
Exemplo
Calcule o hidrograma de resposta de uma bacia para uma
chuva com Pe de 3 cm e duração de uma hora. A referida
bacia tem um Hidrograma Unitário (PE = 1cm) conhecido
(Tabela A), com duração de 1/2 hora.
HUs de outras durações
• O método do retardamento é uma
possibilidade.
• Se existe um HU de 1 hora (entende-se
causado por uma chuva de 1 hora), é possível
achar o HU resultante de uma chuva unitária
de 2 h, plotando dois HUs de 1 hora,
deslocados de 1 hora e extraindo a média
aritmética das ordenadas.
HU para duração 1 hora

16000

14000

12000

10000
Flow (cfs/inch)

8000

6000

4000

2000

0
0 10 20 30 40 50 60
Time (hrs)
Dois HUs de D=1hora
defasados de 1hora
16000

14000

12000

10000
Flow (cfs/inch)

8000

6000

4000

2000

0
0 10 20 30 40 50 60
Time (hrs)

Somar e dividir por dois!


Se apenas somarmos teremos o hidrograma de uma chuva de 2 horas de
duração e precipitação de 2mm e queremos uma chuva de 2 hora de
duração com apenas 1 mm de precipitação (hidrograma unitário)
E se fossem 3 horas?
• HU 1
• HU 2 (defasado de 1 hora)
• HU 3 (defasado de mais 1 hora)
• Soma
• Divide por 3
Intervalo de tempo do HU discreto
• Para descrever a forma tp
do HU é necessário que t 
5
o intervalo de tempo
seja menor que o
tempo de pico
Resumindo: O que é o HU?
• Hidrograma produzido por um excesso de
chuva de volume unitário e uniformemente
distribuída no tempo e no espaço, e de
duração finita.
• Útil para descrever como uma bacia responde
às chuvas.
• Diferente para cada bacia.
Dificuldades para ver o HU no mundo real

• A não ser que a bacia seja completamente


impermeabilizada, apenas uma parte da chuva
escoa superficialmente.
• Qual é o excesso de chuva?

• Qual é a parcela do hidrograma que resulta do


escoamento superficial e qual é a parcela que
resulta do escoamento sub-superficial?
HU é linear?

Minshall, 1960 Predicting storm runoff on small experimental watersheds. Journal of the Hydraulics Division ASCE
In Beven, 2001 Rainfall-runoff modelling: The primer (Wiley)
Limitações do HU
• Chuva uniformemente distribuída no espaço e
no tempo implica em:
• Só pode ser aplicado em bacias relativamente
pequenas.
• Um limite superior de 1800 km2 foi sugerido
historicamente (ver Brutsaert, 2006)
Limitações x utilidade
• Apesar das inúmeras limitações o HU é útil.
• O cálculo do hidrograma de uma chuva de igual duração à chuva do
hidrograma unitário (tr) é feito através da expressão a seguir:

Onde:
• Qe: vazão do curso d`água na seção estudada, em função o
escoamento superficial direto;
• Qu: vazão do curso d`água na seção estudada, em função do
escoamento superficial direto de uma precipitação efetiva unitária,
distribuída sobre toda a área da bacia;
• Pe: precipitação efetiva, parcela da altura de lâmina d`água
precipitada que contribuiu para a vazão do curso d`água, através o
escoamento superficial.
Cálculo de Pe
• Pe = c . P
• Método do SCS
 P  Ia  2
P 
e
P  S  Ia

• Ia : perdas iniciais do sistema, igual a 0,2 x S;


• S: armazenamento do solo.
• Sendo assim, para P>Ia:
  Pe   P  0, 2 .S  2

P  0,8.S

• Cálculo de "S":
25400
  S  254
CN
 
CN: "número da curva", definido a partir das tabelas apresentadas a
seguir, onde:
• AMCI - situação em que o solo está seco. Na estação de
crescimento a precipitação acumulada dos cinco dias anteriores
é menor que 36 mm e em outro período, menor que 13 mm;
• AMCII – situação média em que os solos correspondem à
umidade da capacidade de campo; e;
• AMCIII – situação em que ocorreram precipitações consideráveis
nos cinco dias anteriores e o solo encontra-se saturado. No
período de crescimento, as precipitações acumuladas nos cinco
dias anteriores, são maiores que 53 mm e no outro maior que 28
mm.
O tipo de solo é dividido em quatro grupos distintos, com as
características apresentadas a seguir:
• solo A: solos que produzem baixo escoamento superficial e alta
infiltração. Solos arenosos com pouco silte e argila;
• solo B: solos menos permeáveis do que o anterior, solos arenosos
menos profundos do que o do tipo A e com permeabilidade superior à
média;
• solo C: solos que geram escoamento superficial acima da média e com
capacidade de infiltração abaixo da média, contendo percentagem
considerável de argila e pouco profundo; e
• solo D: solos contendo argila expansiva e pouco profundos com muito
baixa capacidade de infiltração, gerando a maior proporção de
escoamento supeficial.
Exercício
1) Construa um hidrograma unitário para a chuva de
duração de 15 minutos em uma bacia de 7,0 Km2 de
área de drenagem, comprimento do talvegue de 10
Km, ao longo do qual existe uma diferença de
altitude de 200 m.
• Calcule a resposta da bacia do problema anterior à
chuva total dada na tabela abaixo. Considere que o
valor do coeficiente CN é 75.