Você está na página 1de 20

TEORIA SINTÉTICA DA

EVOLUÇÃO: Fatores Evolutivos


População Material genético é a base
da hereditariedade
É o conjunto de indivíduos de • Complemento ao Darwinismo –
uma mesma ESPÉCIE que baseado na Genética pós Mendel
• NEODARWINISMO
habitam numa determinada
área, num espaço de tempo.  Fatores Evolutivos:
Para Darwin, UNIDADE • Mutações
EVOLUTIVA • Recombinação
• Migração
Variações na população • Deriva gênica
• Seleção Natural
FATORES
EVOLUTIVOS

TENDEM A AUMENTAR A VARIABILIDADE LIDAM COM OS ALELOS PRESENTES

MUTAÇÃO MIGRAÇÃO
RECOMBINAÇÃO DERIVA GENÉTICA
SELEÇÃO NATURAL
1. Mutação
Mutações ocorrem por acaso e alteram o conjunto genético

GÊNICAS CROMOSSÔMICAS
ALTERAÇÃO AO NÍVEL DOS AFETAM A ESTRUTURA OU NÚMERO
NUCLEOTÍDEOS DOS GENES DE CROMOSSOMOS

MUTAÇÕES GÊNICAS
• Fonte da variabilidade – cria novos genes
• Mutações + e –
• Afetam células somáticas e células germinativas
Mutação cromossômica
Estruturais Numéricas
MUTAÇÃO
2. Recombinação Gênica
CAPACIDADE DE REARRANJO DO DNA

CROSSING-OVER
(PERMUTAÇÃO)

SEGREGAÇÃO INDEPENDENTE

A fecundação cruzada é
importante para a
preservação e evolução das
espécies
3. Migração

•IMIGRAÇÃO
E
•EMIGRAÇÃO
• Reduz as diferenças I
entre populações distintas
• Cria variação nos genes
disponíveis
MIGRAÇÃO
4. DERIVA GENÉTICA

• Deriva genética é um mecanismo de evolução no qual as frequências dos alelos de uma


população se alteram ao longo das gerações, devido ao acaso – quando causado por
desastres ecológicos, inundações, terremotos etc .

• Podem reduzir drasticamente o fluxo gênico e o tamanho da população original


• A deriva genética ocorre em todas as populações de tamanho, mas seus efeitos são mais
fortes em populações pequenas.
Deriva gênica
Principio do fundador Efeito do gargalo de garrafa
5. SELEÇÃO
Natural x Artificial
Seleção natural:

Estabilizadora
Direcional
Disruptiva

Você também pode gostar