Você está na página 1de 30

Fundamentos

Considerações

 No posto de trabalho verifica-se, com alguma frequência
que:

Não está adaptado às características do operador;

o quanto à posição da máquina com que trabalha;


o quanto ao espaço disponível;
o quanto à posição das ferramentas...

As implicações deste problema estudam-se em
ERGONOMIA.

 Ciência que avalia as condições de trabalho do operador,


quanto ao esforço que o mesmo realiza para executar
as suas tarefas.
O que é Ergonomia?

Etimologia:
ERGOS = TRABALHO

NOMOS = LEI, REGRA

O trabalho tem todo um pano de fundo de sofrimento :


* Em latim: trabalho = tripalium

trabalhar= tripaliare (torturar com o tripalium)


* Na bíblia: “ganharás o pão com o suor de teu rosto”
Conceitos

“As relações do homem durante o trabalho com o seu
ambiente natura”
A. Jastrzebowski (1857)

“Conceber para o uso do homem”

Mc Cormick

"Conjunto de conhecimentos científicos relativos ao
homem e necessários para conceber as ferramentas, as
máquinas e os dispositivos que podem ser utilizados com o
máximo de conforto, segurança e eficiência”

Alain Wisner
Definição

É o estudo da adaptação do trabalho ao homem

Sistema Homem-máquina-ambiente

 Estuda estas interfaces onde ocorrem constantemente


trocas de informações, energia e ambiente Trabalho
Conceito da Ergonomics
Research
 Society
“ A ergonomia é o estudo do relacionamento entre o
homem e o seu trabalho, equipamento e ambiente,
e particularmente a aplicação dos conhecimentos
de anatomia, fisiologia e psicologia na solução
surgida neste relacionamento”.
Conceito da International
Ergonomics Association
(IEA)

“ A ergonomia é o estudo científico da relação entre o homem
e seus meios, métodos e espaços de trabalho. Seu objetivo é
elaborar, mediante a contribuição de diversas disciplinas
científicas que a compõem, um corpo de conhecimentos que,
dentro de uma perspectiva de aplicação, deve resultar em
uma melhor adaptação ao homem dos meios tecnológicos e
dos ambientes de trabalho e de vida”.
Conceito da Associação Brasileira
de Ergonomia (ABERGO)

“A ergonomia é o estudo da adaptação do


trabalho às características fisiológicas e
psicológicas do ser humano”.
Objetivo da Ergonomia

Adaptar o trabalho ao homem (não o
contrário)

Estuda o complexo formado pelo operador


humano e seu trabalho
Origem e evolução da ergonomia

O termo ergonomia foi utilizado pela primeira vez, em 1857,
pelo polonês W. Jastrzebowski, que publicou um artigo
intitulado “Ensaio de ergonomia ou ciência do trabalho
baseada nas leis objetivas da ciência da natureza”.

Quase cem anos mais tarde, em 1949, um engenheiro inglês


chamado Murrel criou na Inglaterra a primeira sociedade
nacional de ergonomia, a “Ergonomic Research Society”.

Posteriormente, a ergonomia desenvolveu-se em numerosos
países industrializados, como a França, Estados Unidos,
Alemanha, Japão e países escandinavos.
Em 1959 foi fundada a “International Ergonomics
Association”.
Em 31 de agosto de 1983 foi criada a “Associação Brasileira
de Ergonomia”.
Em 1989 foi implantado o primeiro mestrado do país no
PPGEP/UFSC.
 Ciência multidisciplinar e multiprofissional.


 Conhecimentos de anatomia, antropometria,
biomecânica fisiologia, patologia e psicologia


Desenvolvimento atual da
ergonomia

Pode ser caracterizado segundo quatro níveis de
exigências:
As exigências tecnológicas: técnicas de produção

As exigências econômicas: qualidade e custo de


produção

As exigências sociais: melhoria das condições de trabalho

As exigências organizacionais: gestão participativa


Por que usar a Ergonomia ?

Novas tecnologias, competitividade de mercado,
produtividade x qualidade
Necessidade de melhoria das práticas das tarefas com:
 Eficácia
 Segurança
 Qualidade
Alcance Utilização de recursos
dos
objeti- Pobre Boa
vos

Alto 

Baixo
Aborda questões relativas ao
trabalho como por exemplo:

 alto índice de acidentes de trabalho;
 problemas associados a doenças do trabalho;
 questões relacionadas à redução da produtividade no local de
trabalho, alto índice de absenteísmo, retrabalhos, diminuição de
motivação, etc;
 Qualidade de Vida no Trabalho (QVT), proporcionando mais do
que um posto de trabalho melhor, mas também uma vida melhor no
trabalho.
A ergonomia se esforça para conhecer o
comportamento do operador

Diferença entre:

o trabalho prescrito = tarefa


o trabalho real = atividade

Atividade é a expressão do
funcionamento do homem
na execução de sua tarefa.
Abordagem Ergonômica

Considera as capacidades humanas e seus
limites:
 capacidade física,
 força muscular,
 dimensões corporais,
 possibilidades de interpretação das informações pelo
aparelho sensorial (visão, audição),
 capacidade de tratamento das informações em termos
de rapidez e de complexidade
Abordagem Ergonômica

Analisa as exigências das tarefas e os diferentes fatores que
influenciam as relações
homem x trabalho
as características materiais do trabalho: (apresentação espacial
e temporal)
peso dos instrumentos
forças a exercer
disposição dos comandos
dimensões dos diferentes elementos constituintes do posto
e do sistema
Sinais de Alarme

Existem vários tipos de sinais de alarme ou indicadores
para um estudo ergonômico:
Fisiológicos
 aceleração dos batimentos cardíacos
 quantidade de ar respirado
 atividade elétrica cerebral
 temperatura corporal
Em nível do trabalho
repetitividade de erros cometidos em uma tarefa
as baixas na produtividade e na qualidade da performance
do operador
aumento do índice de retrabalhos
incidentes de trabalho
acidentes de trabalho (importância vital)
Subjetivos
queixas eventuais dos trabalhadores
(contraste entre a percepção objetiva e a subjetiva)

“a noção de conforto”

Mudanças de comportamento
ansiedade e irritação
Diferentes tipos de abordagens da
ergonomia

Quanto a abrangência
 Ergonomia do posto de trabalho:
abordagem microergonômica
 Ergonomia de sistemas de produção:
abordagem macroergonômica
Diferentes tipos de abordagens da
ergonomia

Quanto à contribuição
 Ergonomia de concepção:
normas e especificações de projeto
 Ergonomia de correção:
modificações de situações existentes
 Ergonomia de arranjo físico:
melhoria de sequências e fluxos de produção
 Ergonomia de conscientização:
capacitação em ergonomia
Diferentes tipos de abordagens da
ergonomia

Quanto a interdisciplinaridade

Engenharia:
projeto e produção ergonomicamente seguros
Design:
metodologia de projeto e design do produto
Psicologia:
treinamento e motivação do pessoal
Medicina e enfermagem:
prevenção de acidentes e doenças do trabalho
Administração:
projetos organizacionais e gestão de R.H.
CARACTERIZAÇÃO DA ERGONOMIA
Modelo Área de atuação Interface Foco

Human Factors Ciências formais e Sistema Homem - Máquina Características e limites


Tipo padrão de sérias Anatomia, Carga física de trabalho do ser humano
Ergonomia Fisiologia e Psicologia Interação Homem - Computador ( laboratório )
Americana e Inglesa Carga mental de trabalho Padrões ergonômicos

Ergonomia Processos prevalecem


Gestos ao invés de
orientada pela sobre estruturas
movimento muscular
atividade Análise do trabalho
Comunicação ao invés Sistema Homem - Tarefa
Análise de campo ( Análise intrínseca da
de audição
Francesa atividade )

Organização em geral
Abordagem
Psicologia industrial e Sistemas técnico e social
macroscópica
organizacional Interface Homem - Ambiente Aspectos cultural e
Macroergonomia
Sociologia do trabalho ideológico

Fonte: Adaptado de De Montmollin, 1990 - 1992