Você está na página 1de 8

CURSO SUPERIOR DEMINISTRAÇÃO

7° SEMESTRE
ALINE BORGES RA 1299747966
CELSO NEVES PROENÇA RA 349991
ELAINE F M ÂNGULO RA 378282
Competência Profissional
PROFESSOR-TUTOR EAD GIANAMARA 
POLO DE HORTOLÂNDIA/SP
2015
PLANO DE AÇÃO

Motivar funcionários
A administração passou e continua passando por várias evoluções através de estudos e experimentos, e uma
das experiências sociais mais importantes realizadas no âmbito da Ciência da Administração são as experiências
e estudos sobre a motivação da mão de obra, sendo a contribuição destes estudos imprescíndivel para a
Administração moderna e contemporânea, continuando a ser objeto de estudo no mundo corporativo até hoje.
A motivação dos funcionários tem sido estudada desde a época da Revolução Industrial, em que se tornou
interessante pesquisas a fim de sanar dúvidas sobre o desempenho dos trabalhadores e o que seria fator crítico
neste desempenho.
Daí se vem estudando se o que influencia no comportamento dos trabalhadores e na produtividade é o
ambiente ou o salário, ou são as condições de trabalho, enfim, resolver essas questões continua sendo um
mistério para o mundo corporativo e é realidade em pequenas, médias e grandes empresas. O que já se sabe
porém, é que a motivação quando bem empregada só traz bons reultados para a empresa, resultados diretos e
indiretos.
Daí se vem estudando se o que influencia no comportamento dos trabalhadores e na produtividade é o
ambiente ou o salário, ou são as condições de trabalho, enfim, resolver essas questões continua sendo um mistério
para o mundo corporativo e é realidade em pequenas, médias e grandes empresas. O que já se sabe porém, é que a
motivação quando bem empregada só traz bons resultados para a empresa, resultados diretos e indiretos.
Sobre as teorias que norteiam a ciência da motivação, tem-se a Teoria de Maslow: o estudioso acreditava que o
ser humano é um ser multidimensional, ou seja, a sua satisfação se deve a vários fatores – fatores sociais,
econômicos, de satisfação profissional até as satisfações mais primárias como a saúde.
Essa teoria é muito aceita e difundida e se deslanchou através do tempo de forma que atualmente são
realizados todos os esforços para que o ambiente de trabalho seja um local seguro, limpo e que preze pela
Segurança do Trabalho.
Como vimos, a motivação não é só uma questão de teorias, mas de ação. O importante é que cada empresa
descubra como motivar seus funcionários diante da realidade em que se insere a empresa.
Então, aqui temos 5 passos que vão ajudá-lo a melhorar a gestão de pessoas e processos, considerando
que os processos são resultado direto do comportamento das pessoas:
1. Estimule a autoconfiança

R:Mostre que o crescimento pessoal e profissional e a sobrevivência estão diretamente relacionados à


capacidade do indivíduo de se adaptar ao novo e de, principalmente, ser um agente de mudanças.

2. Satisfaça necessidades, e não vontades

R:Invista grande parte do seu tempo conversando com as pessoas sobre a necessidade de mudar.

3. Forneça aos liderados o que eles precisam, e não o que eles querem

R:Explique o que precisa ser modificado para que entendam a sua participação em todo o processo de
mudanças e o que terão de fazer para conservar seus empregos.
4. Sirva-os, em vez de querer que eles o sirvam

R:Em todos os processos é importante ficar claro que o líder está junto com a equipe, para deixá-los trabalhar,
e isso inclui facilitar tudo o que estiver ao seu alcance para aumentar a velocidade da execução. Servir a equipe e
mostrar que este é o seu papel faz uma diferença enorme nos resultados.

5. Certifique-se de que as razões das mudanças são transparentes para todos

R:Acima de tudo, é importante fazê-los entender que mudar pode ser fascinante e pode trazer muito mais
oportunidades do que imaginam. Mas, você só poderá descobrir isso, quem experimentar! A mudança e o
aprendizado serão novos companheiros contínuos em nossas vidas. É preciso não só aceitá-los, mas recebê-los
bem. Isso pode fazer uma grande diferença para você chegar ao sucesso que tanto almeja. Afinal, "o que quer que o
fez ter sucesso no passado não o fará ter sucesso no futuro". Pense nisso e mude, antes que alguém faça isso por
você!
Ferramenta 5w2h utilizada na empresa L .O.C.A.L, no serviço de pós –vendas:
OBJETIVO MEDIR SATISFAÇÃO DOS CLIENTES /FIDELIZAR CLIENTES PASSO

Executar serviços de pós-venda na empresa, de modo a evitar ruptura no


What? (O que fazer?)
processo da venda, visando o atendimento de qualidade e fidelização dos clientes.
Avaliar o nível de satisfação dos clientes com relação ao atendimento, serviços
prestados, produtos, preços etc., além de colocar em prática outras ações de
Why? (Por que fazer?) relacionamentos (contatos em datas especiais, por exemplo), para que eles
percebam que o foco da empresa não é apenas vender, mas, principalmente,
atender necessidades e superar expectativas.
Where? (Onde vai ser feito?) Numa área específica do departamento comercial da empresa.
When? (Quando vai ser feito?) A partir do dia 18/03/2015, no período de 9:00h às 10:00h.
O serviço será executado pelo funcionário Felícia, que tem aptidão para se
Who? (Quem vai fazer?) comunicar e estabelecer relacionamentos com os clientes, o qual será
devidamente treinada para a função.
Através de contatos telefônicos diários (segunda-feira a sexta-feira), na média de
cinco por dia, utilizando uma lista de clientes segmentados e previamente
How? (Como vai ser feito?)
selecionados, de modo a dar atenção ao maior número de clientes, de acordo
com o grau de importância, demonstrando a vontade de servir.
How much? (Quanto vai custar?) o custo será de R$10,00 por dia.
Conclusão

Independente da geração a que o profissional pertença, o objetivo principal de uma empresa é obter lucro.
Para essa finalidade não existe uma receita absoluta, porém, para se estabelecer, ela exige um requisito básico dos
colaboradores envolvidos, que é a capacidade de se trabalhar em equipe. Todas as gerações têm a ensinar umas às
outras e feliz daquele que é capaz de ouvir corretamente e se impor corretamente. Mas o que é ser correto? O
comportamento correto é aquele que visa o equilíbrio, sem excessos. Um profissional mais velho, mesmo
tendendo naturalmente ao conservadorismo, precisa compreender que o mais novo possui os atributos da
inovação, da energia, da motivação e da habilidade em lidar com o novo. As organizações passam, então, por
visões diferentes e de um sistema fechado passa-se pelo sistema aberto e termina como ator social. Das tarefas, a
empresa passou a pensar no estratégico, no objetivo, no participativo e até em modelos mais voltados para a
humanização, como os modelos que buscam a cooperação e a valorização do indivíduo.
BIBLIOGRÁFICAS

http://www.youtube.com/watch?v=ENMPAyvD25w
https://drive.google.com/file/d/0BzEyXOpiO7qpUks2cjRWZXU2ajQ/edit?usp=sh aring
https://docs.google.com/a/aedu.com/file/d/0Bx5DSJfdRklZmpuVXd3MVhvalk/edit?usp=drive_web
http://www.youtube.com/watch?v=RMqmBbgm4-U
DUTRA, Joel Souza. Gestão por Competências. 1ª ed. São Paulo: Gente, 2001.
RUANO, Alessandra Martinewski. Gestão por Competências. 1ª ed. São Paulo: Qualitymark, 2003.
MATOS, Francisco Gomes de. Ética na Gestão Empresarial: da conscientização à ação. São Paulo: Saraiva,
2010.
CHIAVENATO, Idalberto. Administração: Teoria, Processo e Prática. 5ª ed. São Paulo: Manole, 2013.