Você está na página 1de 7

A evolução da

ciência e a questão
da objetividade –
Popper e Kuhn
2. Estatuto do Conhecimento Científico
Popper e Kuhn – síntese comparativa
Como evoluiu a ciência?

KARL POPPER THOMAS KUHN


 A ciência é um processo contínuo de  A ciência evolui de forma descontínua por
eliminação de erros. sucessão de paradigmas.
 A ciência evolui por conjeturas (sistemas de  Temos de distinguir a ciência normal da
hipóteses científicas) e refutações (falsificação ciência extraordinária.
de teorias).  Em períodos de ciência normal, o
conhecimento evolui cumulativamente.
 Em períodos de ciência extraordinária, o
conhecimento científico sofre profundas
mudanças, podendo dar origem a um novo
paradigma (instaurado por uma revolução
científica) e, com ele, a um novo período de
ciência normal.
Qual é o objetivo da investigação científica?

KARL POPPER THOMAS KUHN


 O objetivo da investigação é colocar as  O objetivo da investigação é resolver os
teorias à prova, submetê-las à crítica, a fim de problemas (enigmas/puzzles) que são
as corroborar ou falsificar. colocados à comunidade científica, através dos
 A ciência não tem por objetivo verificar a instrumentos ao dispor do cientista, num dado
verdade das teorias– rejeição do período histórico.
verificacionismo. Recorrer à verificação
significaria aceitar os procedimentos do
método indutivo.
Como decidir qual a melhor teoria científica?
KARL POPPER THOMAS KUHN
 A melhor teoria científica é aquela que  A melhor teoria científica é aquela que
possui maior conteúdo empírico. consegue resolver os enigmas à luz do
 Por possuir material capaz de ser testado paradigma em vigor.
através da experimentação, a teoria tem a  As teorias só são comparáveis entre si no
possibilidade de ser corroborada ou refutada. interior de um mesmo paradigma.
 O facto de ser refutada significa que é  Uma vez que os paradigmas são
científica. incomensuráveis, as teorias não são
 A boa teoria científica opõe-se à comparáveis entre si em termos de
pseudociência ou aos dogmas, estes sim, aproximação à verdade.
insuscetíveis de serem testados.  Com o progresso científico, as teorias
 Em suma, uma boa teoria científica é aquela apenas se revelam melhores do que as suas
que é suscetível de falsificação. predecessoras enquanto «instrumentos de
resolução de enigmas», porque possuem
ferramentas mais capazes de responder aos
desafios.
O conhecimento objetivo é possível?

KARL POPPER THOMAS KUHN


 Sim. Há um critério objetivo de demarcação  O conhecimento científico é subjetivo– não
de teorias que permite distinguir a ciência da é possível ao cientista libertar-se da visão do
não ciência. mundo conferida pelo paradigma.
 Escolhendo as teorias que passam no teste  Para além de subjetivo, o conhecimento é
de cientificidade, a ciência aproxima-se cada relativo (isto é, é sempre referente a um
vez mais de um conhecimento objetivo da paradigma).
realidade.
 O conhecimento objetivo é possível através
da eliminação de erros e da falsificação das
teorias.
As teorias aproximam-se cada vez mais da verdade?

KARL POPPER THOMAS KUHN


 Sim. A ciência é uma aproximação sucessiva  Não. Uma vez que os paradigmas são
à verdade. incomensuráveis, não podemos comparar as
 Dado que o objetivo do cientista é colocar as «verdades» de teorias que se situam em
teorias à prova, exercer a crítica das teorias diferentes períodos da história, inseridas em
existentes, sempre que consegue eliminar o paradigmas diferentes.
erro, está a contribuir para se aproximar da  É o consenso entre os cientistas e a partilha
verdade. de crenças e ideias que definem a verdade de
 A verdade é um ideal regulador da ciência. uma teoria, num dado período.

Você também pode gostar