Você está na página 1de 10

Vozes Verbais

*Exemplos na mídia

Colégio Santo Américo


8º ano

Ana Dourado 8ºA 01


André Sica 8ºA 02
Dimitri Duarte 8ºA 09
Guilherme Andrade 8ºA 14
Layza Andrade 8ºA 18
• Uma voz verbal diz respeito à maneira como a ação verbal se
direciona ao sujeito
EXEMPLOS

u m a d a s o ca s iões,
Guilherme fez a lição. Em cada r b al se
e a a çã o v e
Guilherme entes
i on am de d ife r
relac
A lição foi feita por Guilherme. maneiras

Guilherme se cortou na cozinha.


1. Voz ativa
• Na voz ativa, a ação verbal concorda e é gerada pelo sujeito, que se manifesta como
agente.

EXEMPLOS

A) “Após prorrogar campanha, Brasil bate meta de vacinação contra o sarampo e


poliomielite”

• Ênfase concebida ao Brasil (realizador da ação na voz ativa). Com essa manchete, o
autor mostra-se orgulhoso/feliz em relação a melhoria e ascensão prevista no sistema
de saúde brasileiro.
B) “Eleição ativa investimento nos estados”

• Foco na eleição (sujeito – age). O autor demonstra um posicionamento


levemente a favor das eleições, por representarem a causa de uma dinamização
econômica.

C) “Chuvas torrenciais do Florence matam 23 nas Carolinas do Norte e do Sul”

• Chuvas torrenciais como sujeito da oração, concordando com o verbo matar. O


foco, portanto, está nas chuvas. Isso reflete num posicionamento crítico do autor
a favor da criação de planos e/ou políticas de prevenções vide a segurança da
população.
2. Voz passiva (analítica/sintética)
• Na voz passiva, o sujeito sofre a ação verbal, é paciente.

2.1 Voz Passiva Analítica


• Estrutura: verbo SER (auxiliar) + verbo transitivo no particípio

EXEMPLOS
A) “Meta de vacinar 95% do público alvo é alcançada pelo Ministério da Saúde”

• Na manchete, a meta que foi alcançada está em destaque. Assim, o autor enfatiza o fato de o Brasil
ter atingido uma meta de vacinação, algo positivo para seu sistema de saúde.

• O agente da passiva é o termo sintático que representa o realizador da ação, na oração na passiva
analítica. No caso, pelo Ministério da Saúde.

• Na voz ativa, o agente da passiva se transforma em sujeito. Veja: “O Ministério da Saúde alcança
B)

• No primeiro quadrinho, evidencia-se o uso da passiva analítica em:


BORBOLETAS SÃO ATRAÍDAS PELO CHEIRO DAS FLORES
sujeito paciente // verbo ser + particípio // agente da passiva

• Na voz ativa, a ideia seria exprimida da seguinte maneira:


O CHEIRO DAS FLORES ATRAI AS BORBOLETAS
2.2. Voz passiva sintética ou pronominal
• Estrutura: verbo transitivo + pronome –se (partícula apassivadora) + sujeito paciente

EXEMPLOS

A) B)

• Geralmente é utilizada em classificados, visando enfatizar aquilo que está sendo


anunciado / procurado. Não há a necessidade de saber quem anuncia ou procura (na
oração na passiva sintética).
• Não há agente da passiva na voz passiva sintética. Confira nos exemplos!
3. Voz reflexiva
• O sujeito age e sofre na ação. As consequências da ação retornam
para si mesmo.
EXEMPLOS

A)
• Evidencia-se o uso da voz reflexiva em “traças se suicidaram”
• Traças: sujeito agente e paciente

B) “Turista se machuca por falta de manutenção em ponto turístico de Aracaju”


• O/a turista se machucou (a si mesmo/a)
• Portanto, a ação é reflexiva
• Ênfase ao turista, e, ao mesmo tempo, ao fato de ter se machucado, já que a ação
retorna a ele

C) “Ana e Cássio vivem se abraçando!”


• Ana e Cássio abraçam um ao outro – ação recíproca
• Portanto, a voz reflexiva recíproca é utilizada
4. Exercício de fixação
(Fundação Carlos Chagas) Transpondo para a voz passiva a oração “O faro
dos cães guiava os caçadores”, obtém-se a forma verbal:

a – (    ) guiava-se
b-   (   ) ia guiando
c-   (   ) guiavam
d-   ( X) eram guiados
e -  (   ) foram guiados

Você também pode gostar