Você está na página 1de 57

IFRN - Campus Apodi

Equilíbrio Químico
Parte 2

Profa. Karen
Relação entre Kc e Kp

Embora Kc e Kp representem valores


constantes à mesma temperatura, elas não são
necessariamente iguais.

A relação entre elas é dada considerando-se a


equação de estado dos gases :

P. V = n. R. T

2
Considere a reação abaixo:

N2O4 (g) ↔ 2NO2 (g)

Observe a relação entre Kc e Kp:

Kc = [NO2]2 / [N2O4] Kp = (PNO2)2 / PN2O4

Aplicando a equação dos gases para NO2 e para N2O4:

PNO2 = n. R.T = [NO2] . R. T


V

PN2O4 = n. R. T = [N2O4] . R. T 3
PNO2 = n. R.T = [NO2] . R. T
V
Kp = (PNO2)2 / PN2O4
PN2O4 = n. R. T = [N2O4] . R. T
V

Kp = ([NO2] . R. T)2 Kp = [NO2]2 . (R . T) 2-1


([N2O4] . R. T)1 [N2O4]

Kc

Kp = Kc (R . T)1  Kp = Kc . (R . T ) Δn
Onde: R = 0,082 atm.L.K-1.mol-1 e T em K 4
Resumindo:

Podemos relacionar Kc e Kp pela relação:

Onde:

5
Para a reação de síntese do metanol, CH3OH, a
partir de hidrogênio e monóxido de carbono:

2H2(g) + CO (g) ↔CH3OH (g)

Kc vale 300, a 425oC. Qual o valor de Kp a essa


temperatura?

6
7
1
Na equação a A + b B 2
c C + d D, após atingir o
equilíbrio químico, podemos concluir a respeito da
constante de equilíbrio que:

a) Quanto maior for o valor de Kc, menor será o


rendimento da reação direta.
b) Kc independe da temperatura.
c) Se as velocidades das reações direta e inversa
forem iguais, então K2 = 0.
d) Kc depende das molaridades iniciais dos
reagentes.
e) Quanto maior for o valor de Kc, maior será a
concentração dos produtos.
8
9
Cálculo das constantes de equilíbrio

Quando são conhecidas as pressões parciais no


equilíbrio de todos os reagentes e produtos, a
constante de equilíbrio pode ser calculada
diretamente a partir da expressão de constante de
equilíbrio.

10
Uma mistura de hidrogênio e nitrogênio em um recipiente de
reação atinge o equilíbrio a 472oC. A mistura de gases em
equilíbrio foi analisada e descobriu-se que ela contém 7,38 atm
de H2, 2,46 atm de N2 e 0,166 atm de NH3. A partir desses
dados calcule a constante de equilíbrio para:

N2(g) + 3H2(g)  2NH3 (g)

11
Aplicações das constantes
de equilíbrio

Determinando o sentido da reação


Suponha que coloquemos uma mistura de 2 mol de H2, 1 mol
de N2 e 2mol de NH3 em um recipiente de 1L a 472oC. N2 e H2
reagirão para formar mais NH3. Nessa instância devemos:
1)calcular a pressão parcial inicial de cada espécie, usando a
equação de gás ideal.
2)Inserir as pressões parciais de N2, H2 e NH3 na expressão da
constante de equilíbrio.
3) Analise o resultado e compare com o Kc calculado
anteriormente para a mesma equação na mesma temperatura.

12
Aplicações das constantes
de equilíbrio

Quando substituímos as pressões parciais ou


concentração dos produtos e reagentes na
expressão da constante de equilíbrio, o resultado é
conhecido como quociente da reação,
representado pela letra Q.

13
Aplicações das constantes
de equilíbrio
Determinando o sentido de reação
• Definimos Q, o quociente da reação, para uma reação
geral
aA + bB cC + dD

como c d
P P
Q C D
a b
P P A B

• Sendo que : Q = K somente com o sistema em equilíbrio.


14
Aplicações das constantes
de equilíbrio
Prevendo o sentido da reação
• Se Q > K, então a reação inversa deve ocorrer para
atingir o equilíbrio (ex., produtos são consumidos,
reagentes são formados, o numerador na expressão da
constante de equilíbrio diminui e Q diminui até se igualar
a K).

• Se Q < K, então a reação direta deve ocorrer para atingir


o equilíbrio.

15
Aplicações das constantes
de equilíbrio

Resumindo:

16
Ex.:
A 448oC a constante de equilíbrio , Keq, para a reação:

H2 (g) + I2(g)  2HI (g)

é 51. Determine como a reação prosseguirá para atingir o


equilíbrio a 448oC se começarmos com 2 x10-2mol de HI, 1 x 10-2
mol de H2 e 3x10-2mol de I2 em um recipiente de 2 L.

17
Notas do 4º BIM

1 prova: peso 2

1 atividade extra-classe (sábado letivo): peso 2


Grupo de 5 pessoas:
(Seminário individual (70%) + roteiro de prática (30%))
Temas:
Grupo 1 Gases
Grupo 2 Soluções
Grupo 3 Soluções
Grupo 4 Cinética Química
Grupo 5 Termoquímica
Grupo 6 Equilíbrio Químico
Grupo 7 Eletroquímica
Seminário:

Objetivo da prática
Introdução teórica
Reagentes e materiais utilizados
Desenvolvimento/procedimento experimental
Resultados e discussões
Aplicação do tema no cotidiano
Conclusão

Obs.: Apresentar vídeo e/ou fotos da prática


Roteiro da prática

Objetivo
Introdução teórica
Materiais e reagentes utilizados
Procedimento experimental
Pré-laboratório
Referências bibliográficas
Cálculo das concentrações em equilíbrio

Para a reação N2(g) + 3 H2 (g)  2NH3 (g), Keq = 1,45x10-5 a


500oC. Em uma mistura em equilíbrio dos três gases a 500oC, a
pressão parcial de H2 é 0,928 atm e a pressão parcial de N2 é
0,432 atm. Qual a pressão parcial de NH3 nessa mistura no
equilíbrio?

22
Um frasco de 1L é preenchido com 1 mol de H2 e 2 mol de I2 a
448oC. O valor da constante de equilíbrio, Keq, para a reação:

H2(g) + I2(g)  2HI (g)

A 448oC é 50,5. Quais são as pressões parciais de H2, I2 e HI


no equilíbrio?

23
24
A reação reversível abaixo é endotérmica e admite os seguintes
valores da constante K:

Partindo-se de uma mistura equimolar de CO(g) e H2O(g), todas


afirmativas a seguir estão corretas, exceto:
a) Os compostos que predominam, no equilíbrio, a 250°C, são CO (g) e
H2O(g).
b) Os compostos que predominam, no equilíbrio, a 950°C, são CO2(g) e
H2(g).
c) Com o aumento da temperatura, a constante de equilíbrio K aumenta.
d) À temperatura de 850°C, as concentrações de reagentes e produtos, no
equilíbrio, são iguais.
e) Aumentando a temperatura, haverá predominância, no equilíbrio, dos
compostos CO(g) e H2O(g).
25
Deslocamento de equilíbrio

É possível alterar um equilíbrio químico por meio de


algumas ações externas. Tal tipo de ação é chamado
pertubação do equilíbrio, e a sua consequência é denominada
deslocamento de equilíbrio.

Existe um importantíssimo princípio químico que


permite prever qual será o efeito de uma pertubação sobre um
equilíbrio. Ele é denominado Princípio de Le Chantelier.
Deslocamento de equilíbrio
Consideremos um sistema em equilíbrio químico,
com as substâncias A, B, C e D.

No equilíbrio, as velocidades V1 e V2 são iguais e as


concentrações das substâncias A, B, C e D são constantes.
Se, por algum motivo, houver modificação em uma das
velocidades, teremos mudanças nas concentrações das
substâncias.
Esta modificação em uma das velocidades ocasiona o que
denominamos de deslocamento do equilíbrio, que será no
sentido da maior velocidade.
- Equilíbrio inicial.

- Aumentando v1, o deslocamento é para a direita.

- Aumentando v2, o deslocamento é para a esquerda.


Porém, após certo tempo, a reação volta a
estabelecer um novo equilíbrio químico, mas com valores de
concentrações e velocidades diferentes das iniciais.

Princípio de Le Chantelier
O químico francês Henri Louis Le Chatelier propôs um
princípio que afirma:

“Quando um sistema em equilíbrio sofre algum


tipo de perturbação externa, ele se deslocará no
sentido de minimizar essa perturbação, a fim de
atingir novamente uma situação de equilíbrio”.
É possível provocar alteração em um equilíbrio
químico por variações de:

- temperatura,
- concentração de participantes da reação e
- pressão total sobre o sistema.
EFEITO DA TEMPERATURA
Observando a reação:

Colocando-se o gás NO2(g), de coloração castanha, contido


em um balão de vidro, em banhos de diferentes
temperaturas, observa-se o seguinte:
Se a coloração castanha
desaparece a 0°C é porque,
praticamente, não há mais NO2, isto
é, ele foi transformado em N2O4.

Podemos observar que o aumento da temperatura


favorece a reação (2) que é endotérmica, e a redução da
temperatura favorece a reação (1) que é exotérmica.

• Um aumento de temperatura desloca o equilíbrio no sentido


endotérmico.
• Uma diminuição de temperatura desloca o equilíbrio no
sentido exotérmico.
No exemplo em questão, temos:
endo

Calor + N2O4 (g) 2NO2 (g) AH= +57,2 kJ


exo
(Reação direta endot)

Aumento da T desloca o equilíbrio no sentido endo

Diminuição da T desloca o equilíbrio no sentido exo


Neste caso, temos:
endo

N2 (g) + 3H2 (g) 2NH3 (g) + calor AH = - 91,8 kJ


exo

Aumento da T desloca o equilíbrio no sentido endo

Diminuição da T desloca o equilíbrio no sentido exo


Variação de Kc com a temperatura

Por meio de investigações experimentais, verificou-se


que o aquecimento pode aumentar ou diminuir o valor
da constante de equilíbrio e que isso depende do valor
do AH da reação.

O aumento da temperatura provoca aumento da


constante de equilibrio para reações endotérmicas
(AH>0) e diminuição para exotérmicas (AH<0).
A reação abaixo é endotérmica no sentido direto.
Assim:

-aquecimento aumento de Kc desloca o equilíbrio para a


direita, fazendo predominar a cor azul.
-Resfriamento  diminuição de Kc  desloca o equilíbrio
para a esquerda, fazendo predominar a cor rosa.
[Co(H2O)6]2+ (aq) + 4Cl- (aq)  [CoCl4]2- (aq) + 6H2O (l)

Maior Kc Menor Kc
EFEITO DA CONCENTRAÇÃO
Supondo o equilíbrio:

N2(g) + 3H2(g) ⇐> 2NH3(g)

Se tivermos colocado N2, H2 e NH3 em um recipiente mantido à


temperatura constante e que seja esperado até que o sistema atinja
o equilíbrio.

Será medido em seguida a concentração de equilíbrio de cada uma


das três substâncias.
N2(g) + 3H2(g) ⇐> 2NH3(g)
Seqüencialmente, o equilíbrio será perturbado adicionando H2
no recipiente.

A [ ] de cada substância mostra ser


cte à esquerda do gráfico: o sistema
está em equilíbrio.

Repentinamente, a [H2] aumenta,


quando maior quantidade é
adicionada ao recipiente.

A [N2] e de [H2] imediatamente


começou a diminuir, ao mesmo
tempo a [NH3] começou a aumentar.
Estas mudanças ocorrem quando falamos que o equilíbrio "foi deslocado
para a direita".
Estas mudanças continuam, entretanto a velocidade diminui
gradualmente, até que o sistema novamente restabelece um
estado de equilíbrio, após o qual a concentração dos elementos
permanecem constante.
Neste experimento, parte da quantidade de H2
adicionado é consumida no deslocamento do equilíbrio,
assim, o efeito da adição (aumento na concentração) é
parcialmente compensado.

Em outras palavras, o ajuste do sistema tende a


minimizar o efeito de adição de H2, como prevê o princípio de
Le Châtelier.
N2(g) + 3H2(g) ⇐> 2NH3(g)

-Um aumento na [reagentes] ou uma diminuição na [produtos]


desloca o equilíbrio para a direita.

- Uma diminuição da [reagentes] ou um aumento da [produtos]


desloca o equilíbrio para a esquerda.
EFEITO DA PRESSÃO

Alterações de pressão influenciam em equilíbrios


que possuem espécies químicas no estado gasoso.

Considere a reação química em equilíbrio abaixo:


Conforme a figura indicada verificamos que o
aumento da pressão favoreceu a produção da amônia,
isto é, deslocou o equilíbrio para a direita, que é
aquele que possui menor quantidade de mols na fase
gasosa.

4 mols 2 mols
Se a pressão fosse diminuída o equilíbrio se deslocaria
para a esquerda, favorecendo o consumo de amônia, isto
é, no sentido da maior quantidade de mols na fase gasosa

Generalizando:

• O aumento da P sobre o sistema desloca o equilíbrio


químico no sentido do menor número de mols na fase gasosa.

• A diminuição da P sobre o sistema desloca o equilíbrio


químico no sentido do maior número de mols na fase gasosa.
Exercícios:
01)Considere a reação em equilíbrio químico:

N2 (g) + O2 (g)  2 NO(g)

É possível deslocá-lo para a direita:

a) Retirando o N2 existente.
b) Removendo o NO formado.
c) Introduzindo um catalisador.
d) Diminuindo a pressão, à temperatura constante.
e) Aumentando a pressão, à temperatura
constante.
02)Temos o equilíbrio:

CO (g) + H2O (g)  CO2 (g) + H2 (g)

Queremos aumentar a concentração de CO2(g) nesse


equilíbrio. Para isso ocorrer, devemos:

a) Aumentar a pressão sobre o sistema.


b) Diminuir a pressão sobre o sistema.
c) Adicionar H2 (g) ao sistema.
d) Retirar H2O (g) do sistema.
e) Adicionar CO (g) ao sistema.
03)O equilíbrio gasoso representado pela equação:

N2(g) + O2(g)  2 NO(g) – 88 kj

É deslocado no sentido de formação de NO(g), se:

a) a pressão for abaixada.


b) N2 for retirado.
c) a temperatura for aumentada.
d) for adicionado um catalisador sólido ao sistema.
e) o volume do recipiente for diminuído
04) O equilíbrio N2 (g) + 3 H2 (g)  2 NH3 (g) é deslocado
para os produtos com o aumento da pressão e com a
diminuição da temperatura. Pode-se concluir que a reação de
formação do gás amoníaco é:

a) Exotérmica e ocorre com o aumento de volume.


b) Exotérmica e ocorre com a conservação do volume.
c) Exotérmica e ocorre com a diminuição do volume.
d) Endotérmica e ocorre com aumento de volume.
e) Endotérmica e ocorre com diminuição de volume.
05)Nitrogênio e hidrogênio reagem para formar amônia segundo
a equação:
N2(g) + 3 H2(g)  2 NH3(g) + 22 kcal

Se a mistura dos três gases estiver em equilíbrio e


provocarmos:

I. Compressão da mistura.
II. Aumento de temperatura.
III. Introdução de hidrogênio adicional.

O efeito sobre a quantidade de amônia, em cada situação, será:


EFEITO DO CATALISADOR

O catalisador não desloca o equilíbrio

• um catalisador faz com que um processo chegue mais


rapidamente à situação de equilíbrio.

• O catalisador reduz a barreira de energia de ativação Ea para


a reação.
Acontece que o abaixamento na Ea é o mesmo, tanto
para a reação direta quanto a inversa (gráfico abaixo).
Assim, se ambas as reações têm suas velocidades
igualmente aumentadas, o equilíbrio não se deslocará no
sentido direto nem no inverso.
U.F.R.S) A reação genérica A  B, a 25oC, tem por constante
de velocidade, para a reação direta, 6 min –1, e, para a reação
inversa, 3 min –1. O valor da constante de equilíbrio naquela
temperatura é:
(UFAM) A reação química genérica, abaixo representada,
possui constante de equilíbrio igual a 120, a 25°C. É correto
afirmar que:

A(g) + B(g)  C(g) + D(g) K = 120

a) Em 50°C a constante de equilíbrio terá valor igual a 240.


b) No equilíbrio haverá maior quantidade de reagentes que de
produtos.
c) No equilíbrio, as quantidades de reagentes e produtos são
iguais.
d) No equilíbrio haverá maior quantidade de produto que de
reagentes.
Considere um sistema em equilíbrio a 25°C e 1 atm
representado pela equação:

FeO(s) + CO(g)  CO2(g) + Fe(s) + 19 kj/mol

Se K for constante de equilíbrio, qual das seguintes ações


poderá aumentar seu valor numérico?

a) aumentar a pressão.
b) aumentar a temperatura.
c) aumentar a concentração do CO.
d) triturar mais o óxido de ferro.
e) utilizar um catalisador
(Vunesp-SP) Sabendo que a reação representada pela equação:

H2(g) + Br2(g)  2 HBr(g)

É exotérmica, é correto afirmar que o equilíbrio:

a) se deslocará para a esquerda, no sentido da formação de H2


e do Br2, com o aumento da pressão.
b) se deslocará para a direita, no sentido de formação do HBr,
com o aumento da pressão.
c) se deslocará para a direita, no sentido de formação do HBr,
com o aumento da temperatura.
d) se deslocará para a direita, no sentido de formação do HBr,
com a diminuição da temperatura.
e) não é alterado por mudanças apenas na temperatura do
sistema.