Você está na página 1de 21

Montagem em Articulador

Mestrado Implantodontia

Alessandro Costa
Daniel Sudo
Gustavo Arce
Hélvio Lima
Planejamento

Exame Clinico Apurado


Exame Radiográfico
Considerações Oclusais (Ex. extrusão dentária)
Considerações Cirúrgicas (Ex. raizes residuais)
Considerações Periodontais (Ex. bolsa, placa)
Considerações Endodônticas (Ex. dentes vizinhos)
Considerações Ortodônticas ( Ex. movimentação dentária)
Exame de modelos de estudos – Montagem em Articulador –
Enceramento - Planejamento Reverso em Implantodontia
Planejamento Reverso
Equilíbrio

Tecidos Saudáveis Ótima estética

Ancoragem Segura
É importante lembrar que toda a prótese implantosuportada
começa pelo final; isto é se os profissionais envolvidos não
forem capazes de visualizar o resultado final, o caso será
uma aventura, cujo prejudicado em geral é o paciente

PREVISIBILIDADE
Articuladores

É um instrumento que permite a reprodução e o


diagnostico dos movimentos bordejantes da mandíbula
Uso do Articulador

Em conjunto com um preciso modelo de diagnóstico


corretamente montado no articulador, este pode ser
usado:

Diagnóstico – Plano de Tratamento – Tratamento


Planejamento Reverso
Previsibilidade
Vantagens

Visualização estática e funcional da inter-relação dos


dentes

Verificação dos movimentos mandibulares


Tipos
Charneira

•Simples

•Nenhum ajuste é possível para a reprodução dos


movimentos mandibulares
Vantagens
•Custo
•Tempo

Desvantagens
•Não há reprodução dos movimentos mandibulares
•Reproduzem apenas uma posição de contato
Semi-Ajustaveis

Arcon e Não Arcon


Permite uma maior disponibilidade na duplicação dos
movimentos condilares

Possui 3 tipos de ajustes


•Inclinação Condilar
•Ângulo de Bennett (movimento de balanceio)
•Distância intercondilar
Vantagens
•Reprodução dos movimentos mandibulares do paciente

Desvantagens
•Tempo ?
•Custo ?
Totalmente Ajustáveis

•Inúmeros ajustes disponíveis


•Reprodução com Precisão
•Inclinação Condilar
•Ângulo de Bennett
•Movimento Rotacional Condilar
•Distância Intercondilar
Vantagens
•Fidelidade na reprodução dos movimentos
mandibulares

Desvantagens
•Preço
•Tempo
ASA
Componentes
•Ramo Superior

•Ramo Inferior

•Arco Facial
Arco Facial

Montar o modelo superior no articulador

Posição da arcada superior em relação a base do


crânio

Distância relativa dos côndilos do paciente


Registro do Arco Facial
Montagem modelo superior

Registro Intermaxilar
MIH – Paciente possuir deslize de RC-MIH
Condição oclusal nesta posição não pode ser propriamente
avaliada

RC – Relação maxilomandibular na qual os côndilos se


articulam com a porção avascular mais delgada de seus
respectivos discos com o complexo côndilo-disco na
posição ântero-superior de encontro com as eminências
articulares. Não depende de contato oclusal

Convencional (manipulação bi-manual) – Cera ou Silicona


Dispositivo de desprogramação anterior – Jig de Lucia
Leaf gauge – Calibrador de plástico ou papel
Montagem modelo
1
inferior
Registrando Movimentos Excêntricos
Referência Bibliográfica

Rosenstiel, S.F, Land, M.F, Fujimoto, J. Prótese Fixa Contemporânea, Cap. 2,


p. 25-58

Malone, W.F.P, Teoria e Pratica de Prótese Fixa de Tylman, Cap. 16, p. 372-
379

Nunes, L.J, Oclusão, Enceramento e Escultura Dental, p. 93-112

Okeson, J.P, Tratamento das Desordens Temporo Mandibulares e Oclusão,


Cap. 18, p. 415- 447