Você está na página 1de 27

Unidade 4

Polarização CC no TBJ (parte 1)

Polarização: aplicação de tensões cc em um circuito


para manter valores fixos de corrente e tensão.
1
Introdução

► Projeto de amplificador com transistor exige saber


respostas cc e ca do sistema.

► Análise cc pode ser feita em separado.

► Relações básicas para análise e projeto cc são:

2
Ponto de Operação

► No circuito polarizado, o conjunto corrente / tensão cc


fixadas é o par de coordenadas do ponto de operação Q ,
visualizado no gráfico de saída do transistor.

► Q também é chamado de ponto quiescente.

► Para que o transistor opere como amplificador, é preciso


que o ponto Q pertença à Região Ativa do gráfico de saída.

3
4 exemplos de ponto de operação (A, B, C e D)

4
Análise dos 4 exemplos

►Ponto A: transistor sem polarização (desligado).

►Ponto B: polarização adequada (ideal para amplificar


pequenos sinais).

►Ponto C: polarização inadequada (limita excursão


negativa do sinal de entrada, além de ser região não-linear).

►Ponto D: polarização inadequada (coloca ponto Q


próximo da tensão máxima e do nível máximo de potência).

5
Caso 1: Polarização Fixa

6
Polarização Fixa (redesenho do circuito)

7
Polarização Fixa - Malha Base-Emissor

8
Polarização Fixa - Malha Coletor-Emissor

9
Exemplo I: Calcular IB , IC , VCE e VBC

10
Análise do ponto Q na região de Saturação

IC.sat

(equivale a um curto-circuito entre Coletor e Emissor)

Saturação: estado em que IC atingiu o nível

máximo ( IC = ICsat ) .
VCE.sat
11
Análise do ponto Q na região de Saturação

12
Polarização Fixa – Análise por Reta de Carga

A Reta de Carga é a faixa possível de pontos Q.

(equação da reta de carga)

Pontos principais da reta:

13
Polarização Fixa – Análise por Reta de Carga

14
Polarização Fixa – Análise por Reta de Carga

15
Polarização Fixa – Análise por Reta de Carga

16
Exemplo II: Cálculo de RB , RC e VCC

17
Exemplo II - solução

18
Caso 2: Polarização Estável do Emissor

19
Polarização Estável - Malha Base-Emissor

20
Polarização Estável - Malha Coletor-Emissor

VCE = VC – VE

VC = VC E + IE RE

VC = VCC - ICRC

VB = VCC - IBRB 21
Exemplo III: Cálculo de IB , IC , VCE e VBC

22
Exemplo III - solução

23
Exemplo III - solução

24
Polarização Estável – observações finais

25
Exemplo IV: Comparação das Estabilidades
Verificar a estabilidade das polarizações dos Exemplos I e
III , comparando os valores obtidos para β = 50, com novos
valores, obtidos para β = 100.

Exemplo I

Exemplo III

26
Exemplo IV - solução

Logo, circuito do Ex. III é mais estável que circuito do Ex. I.


27

Você também pode gostar