Você está na página 1de 128

TREINAMENT

Líder treinamento e desenvolvimento profissional


e gerencial

(65)99602-1793

Líder treinamentos e desenvolvimento profissional e gerencial


CNPJ-26.946.752/0001-33 Rua: Corbélia Nº2373-S Bairro: Jardim das Palmeiras Cep: 78455-000 Lucas do Rio Verde-MT
Apresentação:

 Area em que trabalha;


 Experiência sobre o assunto;
NR 34 Condições e Meio Ambiente de
Trabalho na Industria da Construção Naval
CONCEITO

Objetivo

O que é considerado atividade


naval ou trabalho a quente?
Trabalho a Quente - Definições
Trabalho a Quente - Exemplos
EPIs Recomendados

EPIs a ser usados de forma permanente

• Capacete
• Calçado de segurança
• Uniforme
• Luvas
 Proteção ocular ( recomendado em várias situações)

 Luvas ( tipo a definir de acordo com risco em presença)

 Proteção auricular (o ruído pode ser elevado em muitas zonas)

EPIs a ser usados de acordo com


a apreciação do risco
Trabalho a Quente – Medidas de
Ordem Geral
 INSPEÇÃO PRELIMINAR:

34.5.2.1 – B) LIBERAÇÃO DA ÁREA SOMENTE APÓS CONSTATAÇÃO DE


AUSÊNCIA DE CONTAMINANTES INCOMPATÍVEIS COM TRABALHOS A
QUENTE.

 PROTEÇÃO CONTRA INCÊNDIO:

34.5.3.1 – B) INSTALAR PROTEÇÃO FÍSICA ADEQUADA CONTRA FOGO,


RESPINGOS, CALOR, FAGULHAS OU BORRAS, DE MODO A EVITAR O
CONTATO COM MATERIAIS COMBUSTÍVEIS OU INFLAMÁVEIS, BEM
COMO INTERFERIR EM ATIVIDADES PARALELAS OU NA CIRCULAÇÃO
DE PESSOAS.

 CONTROLE DE FUMOS E CONTAMINANTES:

34.5.4.1 – B) PROVIDENCIAR RENOVAÇÃO DE AR, PARA REMOÇÃO DE


GASES, VAPORES E FUMOS.
Trabalho a Quente – Medidas de
Ordem Geral
 UTILIZAÇÃO DE GASES:

34.5.5.4 QUANTO AO CIRCUITO DE GÁS, DEVEM SER OBSERVADAS:

A) A INSPEÇÃO ANTES DO INÍCIO DO TRABALHO, DE MODO A


ASSEGURAR A AUSÊNCIA DE VAZAMENTOS E O SEU PERFEITO
ESTADO DE FUNCIONAMENTO;

B) MANUTENÇÃO COM A PERIODICIDADE ESTABELECIDA NO


PROCEDIMENTO DA EMPRESA, CONFORME ESPECIFICAÇÕES

TÉCNICAS DO FABRICANTE/FORNECEDOR.

 EQUIPAMENTOS ELÉTRICOS:

34.5.6.2 DEVEM SER UTILIZADOS CABOS ELÉTRICOS DE BITOLA


ADEQUADA ÀS APLICAÇÕES PREVISTAS, E COM A ISOLAÇÃO EM
PERFEITO ESTADO.

34.5.6.4 DEVE SER ASSEGURADO QUE AS CONEXÕES ELÉTRICAS


ESTEJAM BEM AJUSTADAS, LIMPAS E SECAS.
Classe de Incêndio
Classe de Incêndio
Classe de Incêndio
ATENÇÃO
EXTINTORES
Incêndios de Classe A
Extintor de água pressurizada
 É um cilindro com água sob pressão, cuja carga é controlada
através do manômetro do qual é provido.
O manuseio é simples:
 O operador deve posicionar-se a favor do vento, retirar o pino
de segurança, aproximar-se até uma distância SEGURA e
dirigir o jato de água para a base do fogo.
 Proibido o uso em incêndios de classe B e C
EXTINTORES
Incêndios de Classe B e C
Extintor de Pó Químico Seco - PQS
• É um cilindro com PQS sob pressão, cuja carga é controlada
através do manômetro do qual é provido.
• Ideal para incêndios com produtos químicos.
• O manuseio é simples:
• O operador deve posicionar-se a favor do vento, retirar o
pino de segurança, aproximar-se até uma distância SEGURA
e dirigir o jato de PQS para a superfície do fogo.
EXTINTORES
Incêndios de Classe C e B
Extintor de gás carbônico (CO2)
• Armazenado em um cilindro de aço e sob pressão se
encontra o gás
• CO² – Dióxido de Carbono.
• Ideal para equipamentos elétricos (pois não deixa resíduo).
• O manuseio é simples:
• O operador deve retirar o pino de segurança, aproximar-se
até uma distância SEGURA e dirigir o jato de CO² para a
base do fogo.
EXTINTORES
Incêndios de Classe C e B
Extintor de gás carbônico (CO2)
• Armazenado em um cilindro de aço e sob pressão se
encontra o gás
• CO² – Dióxido de Carbono.
• Ideal para equipamentos elétricos (pois não deixa resíduo).
• O manuseio é simples:
• O operador deve retirar o pino de segurança, aproximar-se
até uma distância SEGURA e dirigir o jato de CO² para a
base do fogo.
EXTINTORES
Trabalho a Quente
Qualquer operação temporária que envolva chamas
abertas, na qual o calor gerado é de intensidade e
magnitude suficientes para causar a ignição de
combustíveis sólidos, líquidos ou gasosos. São
exemplos de trabalhos a quente:

• Corte e solda com maçarico


• Corte com grafite
• Solda elétrica
• Esmerilhamento
• Aplicação de revestimento de teto com chama aberta
• Aquecimento ou cura com chama exposta
• Outro trabalho que possa gerar fagulhas ou chamas
Dez Principais Causas de
Incêndio
Observador de Trabalho a
Quente

Trabalhador pertencente à equipe


executante do trabalho a quente,
devidamente treinado, tem a
responsabilidade por observar o
desprendimento de fagulhas e borras num
raio de 11 metros, com o objetivo de evitar
a ocorrência de algum princípio de incêndio
e se o mesmo ocorrer estar preparado para
o combate inicial e a comunicação do
mesmo.
Vídeo Orientativo
Precauções com trabalho a
quente

Escolha sempre um método alternativo que


evite o trabalho a quente

Se o trabalho a quente for inevitável

• Previna que faíscas entrem em contato


com combustíveis
• Monitore e inspecione a área
• Esteja preparado para controlar um
incêndio
Analise Preliminar de Risco
Sistema liberação de área
Cada empresa adota um sistema de
liberação para executar trabalhos a
quente, porem, todos mesmo com suas
peculiaridades tem como objetivo a
prevenção de incêndios em atividades
envolvendo trabalhos a quente.

Ao prestar serviço em campo, antes de


iniciar a atividade, sempre se informe com
a empresa contratada o seu método de
liberação para trabalhos a quente.
Pet – Permissão Execução
Trabalho
Momento Reflexão

Supervisione o local da ativada durante


toda a realização do trabalho.

Monitore o local pelas próximas horas.

Tenha sempre um extintor na área.

Certifique-se que da localização mais


próxima de um hidrante.
Momento Reflexão
Momento Reflexão
Momento Reflexão
Segurança uso Lixadeira e
Esmerilhadeira
Linha de Esmerilhadeiras
Esmerilhadeiras
Placa de Identificação
Utilização Adequada
Utilização Adequada
Disco Abrasivo
Disco Abrasivo
Tela Fibra de Vidro
Quebra de Disco
Quebra de Disco
Flap
Escova Rotativa
Risco de Acidente
Regra básica
Armazenamento de Abrasivos
Armazenamento de Abrasivos
Armazenamento de Abrasivos
Regra Básica de Segurança
Regra Básica de Segurança
Regra Básica de Segurança
Regra Básica de Segurança
Regra Básica de Segurança
Regra Básica de Segurança
Regra Básica de Segurança
Regra Básica de Segurança
Epi Correto
Regra Básica de Segurança
Qual o Erro?
Qual o Erro?
Revisão
Revisão
Revisão
Revisão
Acidentes Com Esmerilhadeira
Acidentes Com Esmerilhadeira
Acidentes Com Esmerilhadeira
Acidentes Com Esmerilhadeira
Maquina de Solda
Maquina de Solda
Maçarico
Maçarico
Caneta do Maçarico
Utilização de Gases
Trabalho em Escadas, Rampas e
Passarelas
Plataformas Fixas e Elevatórias
Trabalho com Exposição a
Radiação
Renovação de AR
Pintura
Pintura
Pintura
Pintura
Pintura
Pintura
Pintura
Jateamento / Hidrojateamento
Jateamento / Hidrojateamento
Jateamento / Hidrojateamento
Jateamento / Hidrojateamento
Jateamento / Hidrojateamento
Jateamento / Hidrojateamento
Radiações Ionizantes
Radiações Ionizantes
Radiações Ionizantes
Radiações Ionizantes
Radiações Ionizantes
Radiações Ionizantes
Radiações Ionizantes
Radiações Ionizantes
Radiações Ionizantes
Radiações Ionizantes
Radiações Ionizantes
Radiações Ionizantes
Radiações Ionizantes
Radiações Ionizantes
Radiações Ionizantes
CONDUTAS QUE DEVERÃO SER POSTAS EM
PRÁTICA NO EXERCÍCIO DE QUALQUER
PROFISSÃO

 Habilidades, capacidades, aptidões


 Competência profissional
 Conhecimento técnico e cientifico
 Qualidade, dedicação e eficácia
 Respeitabilidade às leis
 Preservação da segurança
 Avaliação e prevenção de riscos potenciais
 Valorização Profissional
Combinação dos seguintes fatores:
 Falha de TREINAMENTO
 Falha de SUPERVISÃO
 PRÁTICAS inadequadas de trabalho
 Instalação e MANUTENÇÃO precárias
 AMBIENTE DE TRABALHO cheio de riscos
 Manutenção periódica em edificações...
• Redes de Energia:
PEQUENOS PROXIMIDADE
SERVIÇOS DA REDE

ANDAIME
Acidente E
VERGALHÕ
ES
• Proteção:
Especificação • Quadros abertos
Inadequada: • Chaves tipo faca
• Partes Vivas expostas

Acidente
“Trabalhe com segurança, pois alguém espera
você voltar no final do expediente”