Você está na página 1de 14

SEMINÁRIO TEOLÓGICO BATISTA DE TERESINA

NOVO TESTAMENTO III


CARTAS GERAIS E APOCALIPSE
PROFESSOR Rawl FAS
1º semestre/2020

2ª EPÍSTOLA DE PEDRO
TEMA

CRESCENDO EM GRAÇA
VERSO CHAVE
E tenho por justo, enquanto estiver neste tabernáculo,
despertar-vos com admoestações, sabendo que
brevemente hei de deixar este meu tabernáculo, como
também nosso Senhor Jesus Cristo já mo tem revelado.
Mas também eu procurarei, em toda a ocasião, que
depois da minha morte tenhais lembrança destas coisas.
(2ª de Pedro 1.13-15)
AUTORI
A
Apóstolo Pedro (1.1).

Um dos mais importantes escritores cristãos do terceiro século,


Orígenes (c.250). Cirilo de Jerusalém (c.386). Atanásio (c.370).
Agostinho (c.430). e Jerônimo (c.420) atribuíram a Pedro a
autoria.

Evidência Interna: alusões pessoais (1.12-18). Referência a uma


“epístola anterior” (3.1). Alegação de conhecer Paulo (3.15,16).
Semelhanças no vocabulário com o discurso de Pedro em Atos
2.
AUTORI
Objeções:
A
Muitos acham que é uma carta pseudográfica, que não
foi citada até Orígenes (c.250).
Dídimo a chamou de espúria (Sec. IV). Eusébio a colocou
entre os livros contestáveis, junto com Tiago, Judas, 2ª e 3ª
João (c 320);
Diferenças de pensamento com a 1º epístola em estilo,
pensamento e vocabulário; as duas epístolas só possuem 100
palavras em comum.
RESPOSTAS
No entanto, a 2ª carta de Pedro é universalmente
reconhecida como tendo uma qualidade muito melhor do
que qualquer livro pseudográfico.

É improvável que a igreja toda pudesse ser completamente


enganada sobre o verdadeiro autor de uma epístola que
alegava ter sido escrita pelo líder dos apóstolos.
DESTINATÁRIO
S
Provavelmente os mesmos da primeira epístola: cristãos do norte
da Ásia Menor (3.1).
Em 3.15, ao referir-se à carta escrita por Paulo, talvez estivesse se
referindo ao texto de Romanos 2.4 = Seus leitores estivessem em
Roma? A epístola de Paulo já tivesse sido enviada à igreja da Ásia
Menor, como uma circular?
Na verdade, 2 de Pedro pode ter sido enviada para um público
mais amplo do que 1 Pedro, já que nenhum destinatário é
designado. Mas está claro que ele espera que eles já tenham lido a
carta anterior.
OCASIÃO E DATA
A apostasia e os falsos mestres já haviam infiltrado as
igrejas cristãs.
Os cristãos precisavam estar cientes desses falsos mestres e
como combater seus ensinos.
Eles também precisavam de garantia concernente o
cumprimento das profecias da volta de Cristo, já que
muitos falsos mestres estavam zombando destas promessas.
Pedro já esperava sua morte (1.14) e, por isso mesmo,
queria deixar suas instruções.
OCASIÃO E DATA
Escrita provavelmente entre os anos de 65 a 68 d.C.

As ameaças devem ter surgido por conta das perseguições


de Nero (64 a 68 d.C.). a data mais provável seria 65 d.C.

A mais tarde possível seria 68 d.C. A tradição é clara que


Pedro morreu em Roma (Papias, no segundo século), então
a epístola final de Pedro foi, bem provavelmente, escrita ali
também.
GÊNERO E
ESTRUTURA
A primeira epístola enfatiza os sofrimentos e a redenção de
Cristo e o resultante sofrimento dos cristãos. Sua segunda
epístola se concentra na glória de Cristo e na certeza de que
deveria vir do ensino apostólico sobre ele.

A primeira epístola contém muita coisa sobre a oposição de


fora (perseguição). A segunda epístola adverte sobre a
crescente apostasia interna (falsos ensinos).
GÊNERO E
ESTRUTURA
Existe uma ênfase sobre a profecia – verdadeira ou falsa.
Uma das clássicas passagens sobre a inspiração da
Escritura vem do final do capítulo 1.20-21.
Em seguida vem uma forte advertência no capítulo 2 de que
“haverá também falsos doutores” trazendo “heresias de
perdição”. Esses falsos profetas e mestres que viriam são
descritos em terríveis detalhes, depois do que Pedro retorna
às verdades da verdadeira profecia de Deus (3.2-13) – que é
confiável e planejada para a salvação (3.9).
MENSAGE
M
1. Exortação: crescimento e frutificação (1.1-15): a base para o
crescimento = poder de Deus conhecimento de
Deus às promessas de Deus e capacita o cristão a
participar da natureza divina.
PROCESSO DE CRESCIMENTO (2ª DE PEDRO 1.5- AMOR
7) AFET
O crescimento é extremamente importante O
para a vitalidade espiritual, para garantia de SANTIFICAÇÃO
salvação e galardão no Reino de Deus (8-11). PERSEVERANÇ
A
AUTOCONTROL
E
CONHECIMENTO

BONDADE
Pedro escreve para que eles
se lembrem dos seus ensinos

(12-15).
APROFUNDANDO O
ESTUDO
1. O que você acha que Pedro quer dizer com fiqueis participantes
da natureza divina (1.4)?
2. Como os cristãos podem “confirmar” sua chamada e eleição
(1.10)?
3. Existem anticristãos “escarnecedores” (3.4,5) em nossos dias?
Eles estão dizendo algo semelhante à citação de Pedro sobre
aqueles da sua época?
4. De que maneira a afirmação de Pedro em 3.8,9 explica porque o
fato de Cristo ainda não ter voltado não pode ser considerado uma
“demora”?
5. Por que Pedro traz a ilustração do dilúvio de Gênesis em 3.5,6?
BIBLIOGRAFIA
BÁSICA

TOWNS Elmer e GUTIERREZ Ben. A ESSÊNCIA DO NOVO


TESTAMENTO. Rio de Janeiro, 2014. Editora Central Gospel.

Você também pode gostar