Você está na página 1de 16

Mecanismos de Corrosão

DISCIPLINA: CORROSÃO
PROF. EMANNUEL SOUSA

Campus Zé Doca
Variáveis para o estudo dos Processos
Corrosivos
Material Metálico – composição química, presença de impurezas,
processo de obtenção, tratamentos térmicos e mecânicos, estado da
superfície, forma, união dos materiais (solda, rebites, etc.), contato
com outros metais;

Meio Corrosivo: composição química, concentração, impurezas, pH,


temperatura, teor de oxigênio, pressão, sólidos suspensos;

2
Variáveis para o estudo dos Processos
Corrosivos
Condições Operacionais – solicitações mecânicas, movimento
relativo entre o material metálico e o meio, condições de imersão no
meio (total ou parcial), meios de proteção contra a corrosão,
operação contínua ou intermitente;

3
Vamos analisar as informações:
1) Os aços inoxidáveis, como tais, sofrem corrosão?

2) O ácido sulfúrico concentrado é mais corrosivo que o ácido


diluído?

3) A água com pH 10 é corrosiva?

4
Informação 1
Os aços inoxidáveis podem sim sofrer corrosão, como por exemplo o
aço AISI 304, que sofre corrosão em presença de cloreto e meio
ácido;

5
Informação 2
O ácido sulfúrico diluído pode ser armazenado em tanques de aço-
carbono, o que não pode ser feito com o diluído:

Aço-Carbono + H2SO4 (conc.) → FeSO4 (s)

Aço-Carbono + H2SO4 (aq) → FeSO4 (aq)

6
Informação 3
Água em pH 10 não é corrosiva para aço-carbono, em temperaturas
normais;

Entretanto, metais como Al e Zn, Sn e Pb podem sofrer corrosão em


soluções de pH elevado, formando sais solúveis;

7
Os exemplos mostrados anteriormente mostram que devemos ter o
conhecimento teórico e prático antes de indicarmos materiais
resistentes à corrosão;

Ao se identificar a ocorrência de um processo corrosivo, deve-se


determinar a extensão do ataque, o tipo do processo, morfologia e
causas

8
Etapas no estudo dos Processos
Corrosivos
Verificar a compatibilidade entre o meio e o material;
Verificar condições operacionais;
Verificar os relatórios de inspeção dos equipamentos;
Estabelecer o mecanismo responsável pelo processo corrosivo;
Proceder avaliação econômica;
Indicar medidas de proteção ao equipamento;

9
Mecanismos para os processos
corrosivos:
Mecanismo químico – corrosão de material metálico por via seca,
corrosão por solventes sem água e corrosão de materiais não
metálicos;

Mecanismo eletroquímico – corrosão em água ou soluções aquosas,


corrosão atmosférica, corrosão no solo, corrosão em sais fundidos;

10
Mecanismo Químico
Há reações químicas diferentes entre o material metálico, ou não
metálico, e o meio corrosivo, não havendo geração de corrente
elétrica;

11
Mecanismo Químico
Ataque de metais, como níquel, por monóxido de carbono, CO,
formando carbonila metálica de níquel:
Ni (s) + 4 CO (g) → Ni (CO)4 (l) (50 °C, 1 atm)

Ataque de metais, como ferro, alumínio e cobre, por cloro em


temperaturas elevadas, formando cloretos:

M + n/2 Cl2 → MCln

12
Mecanismo Químico
Ataques de metais por solventes orgânicos na ausência de água (Ex:
metal + halogênio de alquila):

Mg + RX → RMgX
Mg + C2H5Br → C2H5MgBr

Oxidação da borracha por ozônio;


Deterioração de concreto por sulfatos

13
Mecanismo Eletroquímico
Os elétrons são cedidos em determinada região e recebidos por
outras, formando pilha de corrosão. Processo em três etapas:

Processo anódico: passagem de íons para a solução;


Deslocamento de elétrons e íons;
Processo catódico: recepção de elétrons pelos íons e moléculas
presentes em solução

14
Reações Anódicas e Catódicas
Reação anódica – oxidação do metal M:
M → Mn+ + ne

Reação catódica – redução do íon H+(meio ácido):


nH+ +ne → n/2 H2

15
16