Você está na página 1de 29

Conversão de Energia I

N5CV1

Prof. Dr. Cesar da Costa


2.a Aula: Transformadores Monofásicos
I. Transformadores Monofasicos
1.1 – Conceito

O transformador é uma máquina elétrica estática, que tem como finalidade


transferir energia elétrica de um circuito magnético para outro, geralmente com
tensões e correntes diferentes, mantendo a mesma frequência e
aproximadamente a mesma potência.

1.2 - Princípio de funcionamento

O funcionamento dos transformadores é baseado no princípio da indução


eletromagnética, descoberta pelo físico inglês Michael Faraday, em 1831:

“Quando a corrente de uma bobina varia, seu campo magnético induz uma força
eletromotriz (f.e.m.) numa bobina vizinha”.
1.3 - Elementos constituintes do transformador
O transformador é constituído por:

a) Um núcleo de ferro laminado formando um circuito magnético fechado;

b) Bobinas primária (que recebem a corrente) e secundária (que fornecem a


corrente).

1.4 - Representação simbólica

Os transformadores são representados em esquemas elétricos , por meio de


símbolos:
a) Em esquemas multifilares (Fig. 1-a e 1-b);
b) Em esquemas unifilares (Fig. 2-a e 2-b);
1.5 - Classificações mais comuns de transformadores

De acordo com a disposição das bobinas no núcleo:

a) Núcleo envolvido (Fig. 3-a);


b) Núcleo envolvente, mais utilizado por apresentar menores perdas por dispersão
de fluxo (Fig. 3-b);
 De acordo com a relação entre as tensões primárias e secundárias:
a) Elevadores, quando a tensão do secundário é maior que a do primário (Fig. 4-
a);
b) Abaixadores, quando a tensão do primário é maior que a do secundário (Fig. 4-
b);
 De acordo com o tipo de resfriamento:
a) A seco, com ventilação natural ou forçada;
b) A óleo, com ou sem irradiadores;

 De acordo com o número de fases:


a) Monofásicos
b) Trifásicos

 De acordo com a tensão:


a) Extra-baixa tensão, menor que 50V;
b) Baixa tensão, entre 50V e 1kV;
c) Média tensão, entre 1kV e 35kV;
d) Alta tensão, maior que 35kV;
1.6) Dados para os cálculos de um transformador

Em geral os valores fornecidos para os cálculos de um transformador


monofásico são:

P2 = potência secundária, medida em VA;

V1 = tensão primária;

V2 = tensão secundária;

f = frequência;

Alguns fabricantes preferem fornecer a corrente secundária ( I) 2ao invés da


potência secundária ( ).P2
1.7) Cálculo da potência primária

A potência primária é calculada acrescentando-se à potência secundária 10% do


seu valor, a fim de compensar as perdas, isto é:

P1  P2  1,1 [V . A]

1.8) Cálculo das Correntes Primárias e Secundárias

P1 P2
I1  e I2 
V1 V2
1.9) Cálculo do número de espiras (N)

Espiras primárias ( N
):1

V1 108
N1 
4, 44  Bm  S m  f
Onde:

V1  tensão primária em volts;


Bm  inducão magnética máxima do ferro em Gaus (G);
S m  secão magnética do núcleo em cm 2 ;
f  frequência em Hz.
 A fórmula anterior pode ser reescrita por:

V1 108
N1  
Sm 4, 4  Bm  f

Para f  60 Hz e B  12000 G, temos:

31, 281
N1  V1 
Sm
 Espiras secundárias ( N 2 ):

Para o cálculo das espiras secundárias, emprega-se a mesma fórmula,


substituindo V1 por V2 e acrescentando 10% ao resultado, para compensar alguma
perda na tensão secundária, ou seja:

31, 281
N 2  V2   1,1
Sm
1.10) Relação de Transformação
 Para cálculos da secão dos condutores, secão magnética do núcleo,
secão geométrica do núcleo, escolha da lâmina do núcleo, massa do
ferro, etc. Consulte a bibliografia indicada no site do professor.

Exercícios:

1. Um transformador possui 2000 espiras no lado AT (alta tensão) e 200


espiras no lado BT (baixa tensão). Quando ligado como abaixador a corrente
de carga é 30 A e como elevador é 2 A. Calcular para os dois casos: a) a
relação de transformação; b) a componente de carga da corrente primária.

2. O lado AT de um transformador tem 750 espiras e BT 50 espiras. AT é


ligada a uma rede de 120 V, 60 Hz. Em BT é ligada uma carga de 40 A.
Calcular:
a)a relação de transformação;
b)a relação Volt/Espira do primário e secundário;
c) a capacidade do transformador necessária para atender a carga;
d) a componente de carga da corrente primária
II. Sistema de Geração, Distribuição e Transmissão de Energia Trifásica
2.1 Geracao de Energia Elétrica Trifásica

 Nas usinas hidrelétricas a energia mecânica de uma queda d'água é


transformada em energia elétrica a partir de turbinas, que acionam
geradores elétricos.
2.2 Sistema Elétrico Trifásico

 Muito embora os geradores de eletricidade possam produzir tanto energia em


corrente contínua (CC) ou corrente alternada (CA), a maior parte da energia
elétrica gerada não só no Brasil, mas em todo o mundo é em corrente alternada
no sistema trifásico, na frequência de 60 Hz.

 Isto ocorre, pois a corrente alternada, permite elevar ou diminuir os valores


de tensão de uma forma muito mais simples e barata, se comparado com
os sistemas disponíveis para Corrente Contínua.

 Nesse sistema, utiliza-se um gerador de CA que funciona pelo princípio de


indução eletromagnética, conforme ilustrado a seguir.
2.3 Gerador Elétrico Trifásico

R
S

T
 Três bobinas (R, S, T) são fixadas na periferia de giro do rotor e
dispostas a 120º uma da outra.

 Cada uma das três bobinas, estão sob efeito de um campo


magnético girante do rotor, e produzem uma FCEM induzida.

 A FCEM (Força Contra Eletromotriz) é proporcional a intensidade do


fluxo magnético.

 Em um dado momento, cada uma das bobinas fixas ao estator está


sob efeito de uma intensidade de fluxo magnético, diferente em 120º
uma em relação às outras.

 Então tem-se a geração de três FCEM, ou seja, três correntes


alternadas distintas, defasadas em 120º uma das outras.
2. 4 Transmissão e Distribuicão de Energia Trifásica

 Por que transmitir e distribuir a energia elétrica em corrente


alternada é mais eficiente?

a) A transmissão em corrente contínua origina maiores perdas por


cabos.

b) Somente em corrente alternada podemos elevar os níveis da tensão


por meio de transformadores trifásicos, que não funcionam em
corrente contínua, para então transmitir e distribuir a energia.
 Como funciona um sistema de transmissão e distribuição de energia
elétrica?

a) Primeiramente a tensão é gerada e chega até a subestação


elevatória.

b) A energia é transmitida por torres em três fases chamadas R, S e T


em 230 kV.

c) Ao se aproximar do perímetro urbano consumidor, ela é rebaixada


para níveis próximos a 34,5 kV.
d) Segue até a subestação de distribuição em que é novamente
rebaixada para 13,8 kV. É com esse valor que a tensão chega aos
postes dentro das cidades.

e) Até esse ponto a linha se chama primária. No poste um


transformador reduz a tensão para 220V (ou 380V e 440V ) e
através de um tap do transformador ganha o terminal neutro.
 Como são classificados os níveis de tensão elétrica?

Segundo a portaria n.o 505 da agencia Nacional de Energia


Elétrica (ANEEL) temos:
a) Baixa tensão < 1000 V;
b) Média tensão 1000 V até 69 kV;
c) Alta tensão acima de 69 kV.
2.5 Valor Eficaz da Senóide

 A corrente alternada ou CA (em inglês AC) é uma corrente elétrica


cuja magnitude e direção da corrente varia ciclicamente, ao contrário
da corrente contínua cuja direção permanece constante.

 No Brasil a variação (freqüência) da rede elétrica é de 60 Hz. Na


América do Sul, além do Brasil, também usam 60 Hz o Equador e a
Colômbia.

 A Argentina, Bolívia, Chile, Paraguai e Peru usam a freqüência de 50


Hz.
Valores da Tensão Senoidal
Quatro são os valores da tensão elétrica de uma
senóide:

1. Valor de pico (Vp): é o valor máximo alcançado pelo semi ciclo


positivo, ou o mínimo pelo semi ciclo negativo.
2. Valor pico a pico (Vpp): geralmente é duas vezes a tensão de pico.
3. Valor médio: corresponde à média aritmética da senóide, ou seja,
Vm=0,637.Vp.
4. Valor eficaz ou RMS: corresponde ao valor de tensão alternada que
dissiparia a mesma potência em uma carga se fosse contínua. O
valor eficaz pode ser calculado como:
Vef ou Vrms= 0,707.Vp.
Exercícios:

Dada uma tensão senoidal de 311 Vac de pico. Calcule:


a) Tensão de pico a pico.
b) Tensão média.
c) Tensão eficaz.
d) Por que a tensão senoidal dada dissiparia uma potência igual a
uma tensão de 220V contínuos na mesma carga?
Acompanhe esta aula no site:

http://professorcesarcosta.com.br/disciplinas/