Você está na página 1de 37

Estudo de Romanos

Parte 1
Introdução
O evangelho de Deus
Estudo de Romanos
Introdução
 1. Referencial histórico
› Na época do Novo Testamento, Roma era
capital do Império Romano. Era o maior, mais
importante e mais desenvolvida cidade da
época.
› A cidade foi palco das mais cruéis perseguições
ao cristianismo.
› Havia em Roma cerca de um milhão e meio de
pessoas, sendo que a metade eram escravos.
Estudo de Romanos
Introdução
 Roma reunia como características:
› Era a cidade de maior importância política por
ser a sede do governo do Império romano.
› Era a cidade mais populosa.
› Era a cidade que possuía maior riqueza
circulando em moeda e mercadorias.
› A cidade que possuía maior diversidade de
raças, culturas, línguas e credos.
Estudo de Romanos
Introdução
 2. A Igreja em Roma
› Havia em Roma uma colônia de cerca de 40.000
judeus mesmo antes do surgimento do
cristianismo.
› Os primeiros cristãos em Roma eram judeus que
conheceram o Evangelho e que migraram para a
capital.
› Houve constantes atritos com os judeus
descrentes, a ponto do Imperador Cláudio
expulsá-los de Roma em 49 D.C.
Estudo de Romanos
Introdução
› A Igreja em Roma foi fundada por um
ajuntamento espontâneo sem a presença de um
apóstolo. Estudiosos concordam que nem Pedro,
nem Paulo fundaram a Igreja em Roma.
› O apóstolo Paulo escreve com o objetivo de
instruir a Igreja corretamente sobre o evangelho
da graça tentando neutralizar o ensino
judaizante.
Estudo de Romanos
Introdução
› Paulo só foi a Roma 3 anos depois de ter escrito
a Epístola, sendo decapitado 5 anos após
juntamente com Pedro que foi crucificado de
cabeça para baixo.
› Milhares de outros cristãos também foram
mortos debaixo da mesma perseguição sob o
governo de Nero.
Estudo de Romanos
Introdução
 3. Quando foi escrita
› A epístola foi escrita no final da terceira viagem
apostólica, por volta de 57 D.C.
› Quando de retorno para Jerusalém, Paulo, da
casa de Gaio em Corinto, escreve a epístola e a
envia pela irmã Febe, que estava de viagem
para Roma.
Estudo de Romanos
Introdução
 4. Os objetivos da epístola
Eram dois os objetivos da epístola:
› A) Paulo queria apresentar-se à Igreja em
Roma. Ele desejava o apoio financeiro de Roma
para uma viagem à Espanha.
› B) O segundo objetivo era traçar de modo claro
e completo toda a revelação do Evangelho da
graça para anular toda influência judaizante.
Estudo de Romanos
Introdução
 5. Esboço para o estudo
› 1. O Evangelho de Deus - 1: 1 a 17
› 2. Todos os homens foram condenados -1:18 a
3:20
› 3. A Justificação - 3:21 a 5:11
› 4. A Santificação - 5:12 a 8:13
› 5. A Glorificação - 8:14 a 39
› 6. A Eleição - 9:1 a 11:36
› 7. A Transformação - 12:1 a 15:13
› 8. Conclusão - 15:14 a 16:27
Estudo de Romanos
O evangelho de Deus - 1:1 a 17
 Romanos “é chamado” de “quinto evangelho”.
Os quatro evangelhos nos mostram Cristo
antes da morte e ressurreição. Eles Mostram o
Emanuel, Deus conosco, mas Romanos é o
evangelho do Cristo ressurreto, ele nos mostra,
não Deus conosco, mas Deus em nós.
 Os evangelhos nos mostram a encarnação, mas
Romanos nos mostra a ressurreição.
 Na encarnação Deus se revela em Cristo, mas
na ressurreição ele entra em nós e se torna um
conosco.
Estudo de Romanos
O evangelho de Deus - 1:1 a 17
 O evangelho é que Deus se fez gente e veio
habitar entre nós. Mas não apenas isso, é
Deus que se fez gente, morreu na cruz e
ressuscitou enviando-nos o Espírito que nos dá
vida. Essa vida é a sua própria natureza divina.
Deus compartilhou da sua própria vida divina
conosco.
Estudo de Romanos
O evangelho de Deus - 1:1 a 17
 Houve uma época que Deus era só Deus, mas depois
Deus virou homem também, em Cristo Jesus. E
depois, Deus que já era Deus e virou homem, morreu
e ressuscitou e assim divinizou a humanidade. Colocou
a humanidade como parte da divindade na sua própria
glória.
 De maneira que ele sendo filho do homem tornou-se
filho de Deus. E nós que éramos apenas filhos do
homem, pelo novo nascimento, nos tornamos filhos de
Deus.
Estudo de Romanos
O evangelho de Deus - 1:1 a 17
Romanos1:1 a 17, trata do evangelho de Deus.
 Paulo diz no verso 1 : “Paulo, servo de Jesus Cristo,
chamado para ser apóstolo, separado para o
evangelho de Deus.”
 Seu objetivo é mostrar o que é esse evangelho de
Deus, o evangelho eterno à respeito do qual ele diz
que não se envergonha.
 Paulo se apresenta como servo”. A palavra “servo” no
original é doulos, e literalmente significa “escravo”.
 O sentido original é de alguém que foi aprisionado,
que foi comprado e que agora não tem vontade
própria, mas pertence a outro e está a serviço dele.
Estudo de Romanos
O evangelho de Deus - 1:1 a 17
 Depois Paulo diz que ele é apostolo. A palavra
apóstolo significa enviado, representante.
 A palavra apóstolo, era usada nas relações
diplomáticas de um país com outro. O imperador não
podia ir a muitos lugares, então ele tinha os seus
enviados, seus representantes, que eram chamados de
apóstolos. Os enviados do imperador eram os
apóstolos de César, e o que esses homens falavam era
palavra de César. Desrespeitar tais homens era
desrespeitar o próprio imperador.
 É com essa autoridade que Paulo se apresenta: como
enviado por Deus e representante de Deus.
Estudo de Romanos
O evangelho de Deus - 1:1 a 17
 1. O Evangelho foi originado em Deus - 1:1
› O evangelho não foi algo inventado pelo Apóstolo, mas
foi algo vindo diretamente de Deus.
› O evangelho que pregamos, não é humano, mas é o
evangelho do próprio Deus. Estava oculto, era um
mistério, mas agora nos foi revelado.
› Esta é a primeira e mais básica convicção que sustenta
todo evangelismo autêntico. O que compartilhamos com
os outros não é uma especulação humana, nem uma
religião, antes é o Evangelho de Deus.
Estudo de Romanos
O evangelho de Deus - 1:1 a 17
 2. O evangelho é atestado pelas
Escrituras - 1:1-2
› Este evangelho foi prometido por Deus, nas
Escrituras. O evangelho não foi um acidente,
mas foi cuidadosamente planejado por Deus
desde a eternidade passada.
› Esse evangelho que Paulo prega, é o evangelho
que é confirmado pelas Sagradas Escrituras.
› Tudo que nós falarmos a respeito do evangelho
deve estar nas Escrituras.
Estudo de Romanos
O evangelho de Deus - 1:1 a 17
 3. A substância do evangelho é Jesus
Cristo - 1:3
› O evangelho é a respeito de uma pessoa: o
Filho de Deus, aquele que é plenamente Deus e
plenamente homem.
› A substância, o conteúdo do evangelho é Jesus
Cristo. O evangelho inclui muitos itens como
salvação, perdão, justificação, reconciliação,
cura e libertação. Mas nenhum desses itens é o
centro do evangelho.
Estudo de Romanos
O evangelho de Deus - 1:1 a 17
› O centro do evangelho não é uma doutrina, não
é uma experiência, nem é uma benção. O
centro do evangelho é uma pessoa: o “Senhor
Jesus Cristo”.
› Não morremos por causa de doutrina, nem por
causa de experiências pessoais, nem tão pouco
morremos por causa de religião ou
denominação. Mas por causa desse evangelho
que tem o Senhor Jesus no centro somos
capazes de morrer.
Estudo de Romanos
O evangelho de Deus - 1:1 a 17
 a. Vindo da semente de Davi
› Primeiramente Paulo menciona a humanidade
de Cristo dizendo que ele é descendente de
Davi.
› Deus fizera uma aliança com Davi de que seu
reino nunca teria fim e Jesus é o cumprimento e
o alvo desta profecia.
Estudo de Romanos
O evangelho de Deus - 1:1 a 17
 b. Designado Filho de Deus mediante a
ressurreição
› Em seguida Paulo menciona a divindade de Jesus
dizendo que ele foi designado Filho de Deus segundo o
Espírito de Santidade e pela ressurreição dos mortos (v.
4).
› Paulo mantém a seqüência: primeiro a encarnação,
depois a morte e ressurreição. Pela encarnação ele
tornou-se filho do homem e pela morte e ressurreição
ele tornou-se o Filho de Deus.
› A encarnação trouxe Deus para dentro da humanidade.
O segundo levou o homem para dentro da divindade.
› Antes da encarnação Cristo já era Filho de Deus como
vemos em João 1:18 e Romanos 8:3. Então porque ele
precisava ser designado Filho de Deus procedente da
ressurreição?
› Porque pela encarnação ele se vestiu do elemento
humano que não tem nada a ver com a divindade.
› E pela Sua ressurreição Cristo santificou e elevou Sua
humanidade, e foi designado, pela ressurreição, Filho de
Deus com Sua natureza humana.
› O Filho de Deus era apenas Deus antes da encarnação,
mas hoje ele é Deus e homem.
› A encarnação foi para cumprir o plano da
redenção. A redenção requer sangue e a
divindade não possui sangue. Contudo a
redenção exige sangue (Hb. 9:22). Assim Cristo
tornou-se carne para a redenção.
› Mas a redenção não é o objetivo de Deus. A
redenção abre o caminho para Deus
compartilhar a sua vida. Pela encarnação Cristo
nos dá a redenção, mas quando ele foi
designado filho de Deus pela ressurreição ele
pode ser a nossa própria vida.
› O propósito de Deus é ter muitos filhos
semelhantes a Jesus (Rm 8:29-30). Jesus era o
unigênito, mas agora é o primogênito entre
muitos irmãos.
› Nós nascemos filhos do homem e renascemos
filhos de Deus. Jesus foi um filho do homem
com o filho de Deus dentro de si. Nós estamos
passando pelo mesmo processo. Estamos
esperando ser designados pela santificação,
transformação e glorificação.
Estudo de Romanos
O evangelho de Deus - 1:1 a 17
 4. A forma como o evangelho é pregado -
1:8 a 15
› Nem todos são apóstolos, mas Paulo usa o
pronome “nós” no verso 5. Isto indica que todos
somos enviados para este propósito, pregar o
evangelho de Cristo.
 a. Em espírito - 1:9
› A palavra espírito aqui se refere ao espírito
humano. Quando pregamos o evangelho não
usamos artifícios, apenas exercitarmos o nosso
espírito.
› Paulo menciona o “espírito” humano 9 vezes na
epístola (1:4; 1:9; 2:29; 7:6; 8:10; 8:15; 8:16;
11:8; 12:11). Isto nos mostra que o que quer
que façamos para Deus devemos fazer no
espírito.
Estudo de Romanos
O evangelho de Deus - 1:1 a 17
 b. Em oração - 1:9-10
› Ao pregar o evangelho a oração é mais
importante do que qualquer coisa. Se oramos
pouco seremos infrutíferos na pregação do
evangelho.

 c. Com fervor - 1: 11 a 15
› Se o evangelho não nos inspira não vai inspirar
a outros. Se o evangelho não nos convence não
convencerá a outros. Se não choramos com o
evangelho ninguém se arrependerá.
Estudo de Romanos
O evangelho de Deus - 1:1 a 17
 5. A atitude para com o evangelismo
 a. Sentia-se devedor - 1:14
› Existem duas maneiras de nos tornarmos devedores: a
primeira é quando alguém nos empresta algo e lhe
ficamos devedores. Não era esse tipo de débito que
Paulo tinha.
› A segunda maneira é quando alguém me confia um
dinheiro para que eu dê a um terceiro. Se deixo de dar
o dinheiro fico devedor de quem me confiou e daquele a
quem eu deveria dar o dinheiro. É nesse sentido que
Paulo se vê como devedor.
Estudo de Romanos
O evangelho de Deus - 1:1 a 17
 b. Sentia um encargo de pregar - 1:15
› O encargo de Paulo produzia prontidão. Uma
coisa é fazermos algo por que alguém nos
mandou, mas outra muito diferente é ter o
encargo de Deus.
 c. Não se envergonhava do evangelho -
1:16
› Muitos não pregam simplesmente porque têm
vergonha do evangelho. Se não há uma postura
de ousadia e plena convicção não devemos
esperar muitos frutos em nosso trabalho.
Estudo de Romanos
O evangelho de Deus - 1:1 a 17
 6. A forma como o evangelho é recebido -1:5-7
 a. Para a obediência por fé - 1:5
› Esta afirmação possui três interpretações: a primeira é
“obediência para a fé”. A fé aqui é a doutrina, o
conteúdo do que cremos.
› A segunda interpretação é “obediência a qual consiste
na fé”, ou seja, a obediência que Deus espera de nós é
que creiamos.
› A terceira interpretação é “obediência que vem por meio
da fé”, ou seja, nossa obediência somente é possível
por meio de um ato de fé (Hebreus 11:8).
Estudo de Romanos
O evangelho de Deus - 1:1 a 17
› No Velho testamento Deus deu mandamentos
para o povo obedecer. Esta obediência é a
obediência da lei. Nesta era da graça Deus dá
apenas um mandamento: que creiamos em
Cristo. Todo o que crê é salvo (Jo. 3:18).
› Se obedecemos este único mandamento de
Deus a justiça nos é imputada e Deus então é
obrigado a nos salvar.
Estudo de Romanos
O evangelho de Deus - 1:1 a 17
 b. Para ser santo - 1:7
› Existe a santificação posicional e a disposicional.
› Ser santificado posicionalmente é ser mudado
de posição, ser separado. Antes estávamos no
mundo, mas agora fomos trazidos e colocados
sobre o altar.
› A santificação disposicional é quando somos
transformados em nossa disposição e vontade.
Estudo de Romanos
O evangelho de Deus - 1:1 a 17
 7. O evangelho é o poder de Deus - 1:16
› Em Romanos a salvação não é apenas da
condenação do inferno; mas significa curar-nos,
restaurar-nos, libertar-nos do pecado, de nosso
eu e da nossa maneira natural de viver.
› Esta salvação de Deus salva-nos completamente
nos santificando, transformando e glorificando.
O evangelho é o poder de Deus para a salvação
plena.
Estudo de Romanos
O evangelho de Deus - 1:1 a 17
 8. A justiça de Deus revelada no
evangelho - 1:17
› A nossa salvação procede do amor de Deus (Jo.
3:16) e é mediante a sua graça (Ef. 2:8-9), mas
ela é sustentada pela justiça de Deus.
› Se a salvação fosse sustentada pela misericórdia
poderíamos nos sentir inseguros, porque
poderia ser que um belo dia Deus não quisesse
mais ter misericórdia, pois ele disse:
› Logo, tem ele misericórdia de quem quer e
também endurece a quem lhe apraz. Rm. 9:18
Estudo de Romanos
O evangelho de Deus - 1:1 a 17
› Mas com a justiça é diferente, Deus não pode
escolher não ser justo, por isso o evangelho
tornou-se uma questão de justiça. Se cremos
ele é obrigado por sua justiça a nos perdoar e
salvar.
› O fato de sua justiça ser revelada não significa
que não existia antes. Significa simplesmente
que antes ela não era visível. Para algo ser
revelado precisa existir antes.
Estudo de Romanos
O evangelho de Deus - 1:1 a 17
 a. De fé em fé
› No original se diz que “baseia-se na fé e apela
para a fé”. A justiça de Deus é manifestada para
aqueles que crêem.
Estudo de Romanos
O evangelho de Deus - 1:1 a 17
 b. O justo receberá vida e viverá pela fé.
› A palavra grega traduzida por “viverá” significa
tanto viver como ter vida. Assim podemos
traduzir o versículo como: “o justo terá vida e
viverá pela fé”.
› Todas as coisas de Deus são recebidas e
desfrutadas pela fé. Esta afirmação que é uma
citação de Habacuque 2:4 e resume todo o livro
de Romanos.