Você está na página 1de 6

SELEÇÃO DE CORREIAS - CATÁLOGO GATES

b) Quando dC não for conhecido, adotar:

  3 d+ D
d C , pr é via =
2
c) Se a correia não for conhecida, adotar, como
comprimento prévio:
2
  π ( D− d )
LPR É VIO= 2.d C + ( D +d ) +
2 4. d C

d) Se o comprimento da correia for conhecido,


calcular a distância entre-centros através de:
  A − h . (D − d )
a) O diâmetro da polia menor d é obtido através das dC =
2
tabelas 2 ou 3 e o diâmetro da polia maior é calculado
através da relação de transmissão: onde h é um fator de correção (tabela 6) e
  nmaior  A = L π
D= .d real − ( D +d )
n menor 2
e) O número de correias N necessárias para a transmissão é calculado através de
  P proj
N≥
Punit á ria

onde Pproj é a potência de projeto e Punitária é a máxima potência transmissível de uma correia.
f) A potência de projeto, por sua vez, é calculada pela potência nominal a ser transmitida e um
fator de segurança, conhecido como FATOR DE SERVIÇO:
 P proj =FS . Pnominal

g) Os esforços na correia e no eixo podem ser calculados segundo o mesmo processo dado em
NM7510 ou ME5510:
  2. T 1 − μθ C
F1 = − μ θC
e F 2= F 2 . e
d . (1 − e )
  π −θ
F P =( F 1+ F 2 ) .cos
2 ( )
  π −θ
F S=( F 1 − F 2) . sen
2 ( )
EXEMPLO 1

Selecionar uma transmissão por correia GATES Super-HC necessária para transmitir potência entre o
motor e o eixo do redutor de um misturador de massa alimentícia.
Dados do motor: P = 5hp, serviço normal, n=1750 rpm, alto escorregamento
Dados do eixo de entrada do redutor: n = 440rpm

SOLUÇÃO:

a) Cálculo da potência de projeto:


TABELA 1 pag. 12-3 com motor de alto escorregamento, serviço normal e misturador de massa:
  = 1,3 . 5 = 6,5 hp

b) Seleção do perfil da correia:


GRÁFICO 1, pag. 12-4 com Pproj = 6,5 hp e n=1750 rpm obtém-se: perfil 3V (dimensões na pag. 12-3)
c) Diâmetro das polias:
TABELA 2 pag. 12-5 com Pnominal = 5,0 hp e n=1750 : d = 3” = 76,2mm
TABELA de potência para correia 3V pag. 12-11: dmin = 70mm

Adotando o maior valor: d = 76,2mm. Normalizando pela tabela de potência d = 80mm.


O diâmetro maior é obtido pela relação de transmissão:
  nmaior 1750
D= . d= .80=318,18 mm
n menor 440

ATENÇÃO: o diâmetro D não deve ser normalizado pois perde-se a relação de transmissão.
d) Distância entre-centros e comprimento da correia:
Como a distância entre-centros é livre, adota-se, como primeira aproximação:
  3 d + D 3.80+318,18
d C= = =279,1mm
2 2
O comprimento aproximado da correia é calculado através de:
  π ( D − d )2
LPR É VIO=2.d C + ( D +d ) + =1234,45 mm
2 4. d C
  TABELA 4 pag. 12-6 com LPRÉVIO = 1234,45mm adota-se: CORREIA GATES 3V-475 com LREAL = 1205mm
(comprimento mais próximo)

A distância entre-centros deve ser recalculada para evitar sobretensão na correia, pois o
comprimento real é menor que o comprimento prévio. Calculando o fator A tem-se:
 A = L π π
real − ( D +d ) =1205− (318,18+ 80 )=579,54 mm
2 2

TABELA 6 pag. 12-9 com seleciona-se h = 0,23. Recalculando a distância


entre-centros obtém-se:

  A − h . ( D − d ) 579,54 −0,23. ( 318,18− 80 )


dC = = =262,38 mm
2 2

e) Cálculo do número necessário de correias:


A potência unitária é calculada através de:

 Punit á ria = ( Pb á sica + P adicional ) . F C . F G


  TABELA 10 pag. 12-11 com n=1750 rpm e d=80mm seleciona-se Pbásica = 2,49hp

TABELA 10 pag. 12-12 com n=1750 rpm e i = 318.18/80 = 3,98 seleciona-se P adicional = 0,38hp

TABELA 7 pag. 12-9 com correia 3V-475 seleciona-se FC = 0,95

TABELA 9 pag. 12-10 com seleciona-se FG = 0,85

Portanto:
 Punit á ria =( Pb á sica + P adicional ) . F C . F G= ( 2,49+0,38 ) . 0,95 .0,85=2,32 hp

  P proj 6,5
N≥ = =2,80 correias
Punit á ria 2,32

Adota-se, portanto, uma transmissão com três correias GATES Super-HC 3V-475.
Dimensões das polias: vide pag. 12-28

Você também pode gostar