Você está na página 1de 21

ARTROPLASTIAS

DE OMBRO

Prof. Zoppi
Júlio R3
18 de abril de 2002
Artroplastias
Introdução de ombro

Lesões do ombro que requerem artroplastia são muito


menos comuns que processos destrutivos em
articulações de carga.

Maioria das síndromes dolorosas do ombro são lesões


de partes moles que requerem acromioplastia, reparo
do manguito, excisão de depósitos, etc.
Artroplastias
Indicações de ombro

A indicação primária é a dor decorrente de artrite glenohomeral.


Rigidez na ausência de dor raramente é indicação de
artroplastia.

Osteonecrose, artropatia por ruptura do manguito, cirurgias


prévias sem sucesso, fraturas.

Não há limite de idade específico

Contra-Indicações: infecção, articulação neuropática, paralisia


completa do deltóide e manguito, instabilidade incorrigível.
Avaliação pré-operatória Artroplastias
de ombro

Avaliação radiográfica (osteófitos, defeitos ósseos, congruência,


estoque ósseo)

Pacientes com OA têm osteófitos, desgaste glenoidal posterior e


achatamento da cabeça. Em pacientes com AR, erosão central
pode ocorrer.

Se a articulação estável, defeito ósseo mínimo não necessita


correção. Se instável, correção do defeito deve ser realizada.

Avaliar articulação acromio-clavicular

Pacientes que necessitem artroplastias em MMII, devem realizá-


las por primeiro para evitar stress nos MMSS por uso de muletas
Artroplastia de Ressecção Artroplastias
de ombro

Ressecção da cabeça umeral e reinserção do manguito.

Realizada no tempo pré-prótese, pouco sucesso.

Reservada para casos de infecção em próteses e em tumores.


Artroplastias
Interposição de ombro

Raramente utilizada

Tumores de baixo grau

Ressecção ampla do úmero proximal

Fíbula

Aloenxertos (úmero proximal)

Manter comprimento com função de estabilização do


cotovelo e função da mão.
Desbridamento articular Artroplastias
de ombro

Pacientes jovens com artrite degenerativa levando a


osteófitos localizados.

Excisão dos osteófitos e corpos livres

Mantém boa função por alguns anos adiando


artroplastia

Paciente elegível para este procedimento é raro.


Artroplastias
Hemiartroplastia de ombro

Fraturas agudas e incongruências gleno-umerais crônicas. A dor é


a indicação primária. Mobilidade e função são indicações
secundárias.
• Fraturas-luxações em 4 partes
• Impression-fractures >40% superfície articular
• Head-spliting fractures
Incongruências Artroplastias
de ombro
Dolorosas

Diferente das fraturas nas quais as tuberosidades estão destacadas.


Geralmente o manguito está alterado, dificultando a reconstrução e
reabilitação.
Objetivo principal: Alívio da dor
ADM depende da técnica cirúrgica, qualidade músculo-tendínea e
participação/cooperação do paciente na reabilitação.
OA, AR, artropatia por lesão do manguito, osteonecrose, an.
Falciforme, gota, não união ou consolidação viciosa
Idade: follow-up de 15 anos com bons casos em pacientes jovens (30
a 40 anos)
Técnica: Neer
Artroplastias
Técnica: Neer de ombro

Cadeira de praia
Via deltopeitoral longa
Afastar deltóide para lateral e peitoral maior para medial
Se manguito íntegro, excisar o lig. Coracoacromial
Acromioplastia anterior. Se artrose importante da AC, ressecção
da clavícula distal.
Isolar o tendão subescapular da cápsula. Fazer reparos superior
e inferior no tendão e incisa-o a 2 cm da tuberosidade menor.
Fazer capsulotomia e luxar a cabeça (RE + extensão)
Explorar a articulaçao, remover corpos livres, esteófitos.
Delimitar a sup. Articular da cabeça.
Artroplastias
Técnica: Neer de ombro

Se tendão bíceps degenerado, transferir sua origem na Tub. Sup.


Glenóide para o manguito superior ou ancorar na goteira infra-articular.
Não transferir para o coracóide.
Fazer osteotomia da cabeça. Preservar o calcar no colo. O ápice da
prótese deve estar pouco acima da tub. maior. (evitar impacto)
Abrir o canal medular com cureta. Utilizar fresas. Fresagem excessiva
do canal não necessária.
Inserir a prótese com “press-fit” e cimento (30 a 40 º de retroversão)
Limpeza. Não fechar a cápsula. Suturar o subescapular (alongar se
necessário)
Pós-op: Velpeau 5 dias, tipóia até 6a semana. Exercícios isométricos
e ativo-assistido. Com 5 dias iniciar RE. 7 dias iniciar pendulares.
Artroplastia Total Artroplastias
de ombro

Constrita, semi-constrita e não-constrita


Maioria não constrita (Neer)
Componente glenoidal de polietileno necessitando
cimentação se qualidade óssea ruim.
Artroplastia Total Artroplastias
de ombro
Artroplastias
Complicações de ombro

Mais comuns nas totais (fatores biomecânicos)


Solturas
Não consolidação dos tubérculos
Instabilidades
Lesão do Manguito
Fraturas peri-prótese
Infecção
Lesão nervosa
Impacto
Rigidez
Artroplastias
Neer de ombro

Bom resultado funcional:


• Tuberosidades fimemente fixadas à diáfise
• Cimentação na altura correta com 35-45º de
retroversão
• Enxerto ao redor das tuberosidades
Incongruências Artroplastias
de ombro
Dolorosas

Diferente das fraturas nas quais as tuberosidades estão destacadas.


Geralmente o manguito está alterado, dificultando a reconstrução e
reabilitação.
Objetivo principal: Alívio da dor
ADM depende da técnica cirúrgica, qualidade músculo-tendínea e
participação/cooperação do paciente na reabilitação.
OA, AR, artropatia por lesão do manguito, osteonecrose, an.
Falciforme, gota, não união ou consolidação viciosa
Idade: follow-up de 15 anos com bons casos em pacientes jovens (30
a 40 anos)
Técnica: Neer
Artroplastias
Técnica: Neer de ombro

Cadeira de praia
Via deltopeitoral longa
Afastar deltóide para lateral e peitoral maior para medial
Se manguito íntegro, excisar o lig. Coracoacromial
Acromioplastia anterior. Se artrose importante da AC, ressecção
da clavícula distal.
Isolar o tendão subescapular da cápsula. Fazer reparos superior
e inferior no tendão e incisa-o a 2 cm da tuberosidade menor.
Fazer capsulotomia e luxar a cabeça (RE + extensão)
Explorar a articulaçao, remover corpos livres, esteófitos.
Delimitar a sup. Articular da cabeça.
Artroplastias
Técnica: Neer de ombro

Se tendão bíceps degenerado, transferir sua origem na Tub. Sup.


Glenóide para o manguito superior ou ancorar na goteira infra-articular.
Não transferir para o coracóide.
Fazer osteotomia da cabeça. Preservar o calcar no colo. O ápice da
prótese deve estar pouco acima da tub. maior. (evitar impacto)
Abrir o canal medular com cureta. Utilizar fresas. Fresagem excessiva
do canal não necessária.
Inserir a prótese com “press-fit” e cimento (30 a 40 º de retroversão)
Limpeza. Não fechar a cápsula. Suturar o subescapular (alongar se
necessário)
Pós-op: Velpeau 5 dias, tipóia até 6a semana. Exercícios isométricos
e ativo-assistido. Com 5 dias iniciar RE. 7 dias iniciar pendulares.
Artroplastia Total Artroplastias
de ombro

Constrita, semi-constrita e não-constrita


Maioria não constrita (Neer)
Componente glenoidal de polietileno necessitando
cimentação se qualidade óssea ruim.
Artroplastia Total Artroplastias
de ombro
Artroplastias
Complicações de ombro

Mais comuns nas totais (fatores biomecânicos)


Solturas
Não consolidação dos tubérculos
Instabilidades
Lesão do Manguito
Fraturas peri-prótese
Infecção
Lesão nervosa
Impacto
Rigidez

Você também pode gostar