Você está na página 1de 55

DIRETORIA DE ENSINO

ATPC Linguagens – Língua Portuguesa


Público-alvo: professores Língua Portuguesa e Sala de Leitura
Data: 1
Local:
PCNP responsáveis:
OBJETIVOS

● Apoiar os professores da disciplinada de LÍNGUA PORTUGUESA à


continuidade da aprendizagem dos alunos durante o período de
distanciamento social;

● Apresentar modelos de roteiros, focando no complemento e


aprofundamento de aulas ministradas no CMSP;

● Refletir sobre as habilidades do 2º Bimestre.


DEPOIS DE TUDO

De tudo ficaram três coisas:


A certeza de que estamos sempre a começar...
A certeza de que preciso continuar...
A certeza de que podemos ser interrompidos antes de terminar...

Por isso devemos:


Fazer da interrupção um caminho novo...
Da queda, um passo de dança...
Do medo, uma escada...
Do sonho, uma ponte...
Da procura, um encontro.

Fernando Pessoa
PAUTA DA REUNIÃO

1. Leitura inicial: Depois de tudo (Fernando Pessoa);

2. Construção de Roteiro de Atividades para complementar aulas do


Centro de Mídias;

3. Apresentar e refletir sobre as habilidades do Bimestre;


ROTEIRO DE
ATIVIDADE
FATO X OPINIÃO
OBJETO DE CONHECIMENTO
SÉRIE PRÁTICA DE
LINGUAGEM DESCRITOR / HABILIDADE
Conhecimento sobre o gênero do texto e
antecipação de sentidos a partir de
Distinguir as marcas próprias do texto literário e
1 - EM diferentes indícios. Gêneros: poema,
estabelecer relações entre o texto literário e o momento
ditado popular e provérbio, crônica e
Práticas de Leitura e de sua produção, situando aspectos do contexto
folheto, indicados no bimestre.
Escrita. histórico, social e político.
Relacionar informações sobre concepções artísticas e
procedimentos de construção do texto literário com os
1 - EM contextos de produção, para atribuir significados de
Práticas de Leitura e
Escrita. leituras críticas em diferentes situações. O texto literário e a mídia impressa.

Identificação das palavras, sinonímia e


Localizar informações visando a resolver problemas, no
ideias-chave em um texto.
1- EM campo das instituições linguística e literária, em
Lexicografia: dicionário, glossário,
dicionários, enciclopédias, gramáticas, internet etc.
Práticas de Leitura e enciclopédia.
Escrita.
Utilizar procedimentos iniciais para a elaboração do Estruturação da atividade escrita: projeto
1 - EM Práticas de Leitura e texto: estabelecer tema; pesquisar ideias e dados; de texto, construção do texto, revisão.
Escrita. planejar a estrutura; formular projeto de texto.
Práticas de Leitura e Adaptar textos em diferentes linguagens, levando
1 - EM em conta aspectos linguísticos históricos e sociais. Resenha crítica.
Escrita.
Aspectos linguísticos específicos da
1- EM Práticas de Leitura e Analisar os efeitos semânticos e expressivos produzidos construção dos gêneros indicados no
Escrita. pelo uso do verbo nos gêneros indicados. bimestre.
RESENHA

A resenha é um gênero textual que avalia e apresenta o


conteúdo de obras, ou seja, é uma análise de determinada
produção, seja ela uma obra literária, um filme, uma obra
de arte, um artigo científico etc.
Segundo Fiorin e Savioli² (1999), resenhar é o mesmo
que fazer o levantamento do que é mais importante de
determinada obra, descrever os aspectos relevantes que a
envolvem, sempre de acordo com a avaliação do
resenhador.
Atividade proposta

Agora é a sua vez! Escolha um filme a que você já assistiu e escreva sua própria
resenha.
Sugestão 2

FATO E OPINIÃO / GÊNERO RESENHA


Leitura inicial
Imagine que determinado jornal, para falar de uma manifestação de professores,
trouxesse a manchete: “Desordeiros gritam por melhores salários”. Um leitor mais ingênuo
poderia considerar a manchete um resumo fiel de um acontecimento. No entanto, existem
ali, juntos, a notícia de um acontecimento e um ponto de vista negativo sobre ele. Saber
distinguir o que é um evento, acontecimento ou mesmo objeto de que se fala na leitura de
um texto e o que é um julgamento, uma tomada de posição ou ponto de vista de quem fala
é um dos elementos fundamentais para tornar-se um leitor mais hábil.
É exatamente isso o que vai ser trabalhado: “Distinguir um fato da opinião relativa a
esse fato”. Ao ler os mais diversos textos, você consegue diferenciar claramente um
acontecimento da opinião sobre o mesmo acontecimento? Qual é a diferença entre aquilo
de que se fala e a opinião de quem fala sobre algo? Para refletir sobre essas questões,
leia os textos seguintes!
Análise de texto, exercícios e sistematização

Agora que você já conhece bem os textos motivadores, chegou a hora de


trabalhar.

1. Os 3 textos apresentam a mesma finalidade. Identifique-a.


_______________________________________________________________
_______________________________________________________________

2. Qual o objeto cultural analisado em cada texto? Preencha o quadro a seguir


com as respostas.
3. Um dos textos apresenta um posicionamento diferente dos outros, pois faz
uma crítica favorável ao objeto analisado. Em que texto isso acontece?
_____________________________________________________________
_____________________________________________________________

4. A opinião dos críticos sobre o objeto analisado pode ser percebida, nos
textos, através de palavras ou expressões empregadas por cada um deles.
Leia com atenção as palavras, voltando ao texto, se necessário. Depois,
identifique, nos termos, se o que predomina é uma carga semântica positiva
ou negativa. Utilize o símbolo (+) para marcar uma carga semântica positiva
ou o símbolo (-) para marcar uma carga semântica negativa, conforme o
exemplo
5. Agora você fará o papel de crítico. Escolha um dos textos e, em 1 único
período, apresente uma opinião contrária à do autor do texto.
______________________________________________________________
______________________________________________________________
______________________________________________________________
Você está no comando? (Fragmento)

Se você chegou aos 50 anos varando as noites no escritório, trocando a ginástica


por uma horinha a mais na cama, driblando a salada e os grelhados, é bem provável
que tenha desistido de levar uma vida saudável, porque "é tarde demais". Pois bem, a
ciência da longevidade traz boas-novas. Se você chegou aos 50 anos com uma rotina
pouco saudável, mas livre de doenças mais graves, saiba que tem 80% de chance de
chegar à velhice, e em boa forma (os outros 20% continuam a caber à genética). Ou
seja, quanto e como viver daqui para frente está em suas mãos. Basta não achar que
é tarde demais para mudar. "Modificar os maus hábitos aos 50 é quase tão bom
quanto nunca tê-los tido", diz o médico Wilson Jacob Filho, diretor do Serviço de
Geriatria do Hospital das Clínicas de São Paulo. E a chave para o envelhecimento
proveitoso e feliz é não fumar, praticar exercícios físicos, dormir bem, alimentar-se de
forma adequada, evitar o stress e blá-blá-blá...
A ladainha dos hábitos saudáveis sempre foi muito maçante, convenhamos. Mas
um livro lançado nos Estados Unidos pode tornar a coisa menos chata e até divertida.
Com uma linguagem bastante simples, a versão atualizada e ampliada de Você:
Manual do Proprietário, dos médicos americanos Michael Roizen e Mehmet Oz, é um
dos mais ricos compêndios sobre o funcionamento do corpo humano, a importância de
prevenir os efeitos do envelhecimento e, principalmente, como fazê-lo. Uma das lições
do primeiro capítulo: "Conhecer seu corpo lhe dá o poder de mudá-lo, mantê-lo e
fortalecê-lo".
Disponível em: http://veja.abril.com.br/181109/voce-esta-comando-p-130.shtml. Acesso em: 07 abr. 2011.
Questão 1 (SAERJ 2011)
No Texto, em “... driblando a salada e os grelhados,...” (ℓ. 2) a expressão destacada tem o
sentido de
a. disfarçando.
b. enganando.
c. evitando.
d. incrementando.
e. ultrapassando.

Questão 2 (SAERJ 2011)


No Texto, em relação aos costumes do dia a dia, há uma opinião no trecho:
a. “Se você chegou aos 50 anos varando as noites no escritório...”. (ℓ. 1)
b. “... saiba que tem 80% de chance de chegar à velhice, e em boa forma...”. (ℓ. 5-6)
c. “... Wilson Jacob Filho, diretor do Serviço de Geriatria do Hospital...”. (ℓ. 9)
d. “E a chave para evitar o envelhecimento proveitoso e feliz é não fumar...”. (ℓ. 10)
e. “A ladainha dos hábitos saudáveis sempre foi muito maçante, convenhamos.”. (ℓ. 12)
Questão 3 (SAERJ 2011)
A informação principal do Texto refere-se:
a. à importância da mudança no estilo de vida.
b. à importância de prevenir o envelhecimento.
c. à prática de exercícios físicos aos 50 anos.
d. ao efeito do consumo de alimentos saudáveis.
e. ao lançamento do livro Você: Manual do Proprietário
Formular opinião sobre determinado fato artístico,
científico ou social, defendendo-a por meio de
Texto argumentativo (foco: leitura)
2 - EM argumentação lógica.
Artigo de opinião
Práticas de Leitura e
Escrita.
Texto narrativo (foco: leitura)
Inferir o sentido de palavras ou expressões em textos
2 - EM Conto fantástico
Práticas de Leitura e literários do século XIX, considerando o contexto que as
Escrita. envolve.
Identificar em manifestações culturais, individuais e/ou Romantismo e Ultrarromantismo
2 - EM Práticas de Leitura e coletivas, elementos estéticos, históricos e sociais.
Escrita.
Estabelecer relação entre a tese e os argumentos Texto argumentativo (foco: escrita)
2 - EM Práticas de Leitura e apresentados para defendê-la ou refutá-la. Artigo de opinião
Escrita.
Texto narrativo (foco: escrita)
Reconhecer o texto literário produzido no século XIX
2 - EM como fator de promoção dos direitos e valores humanos
Práticas de Leitura e atualizáveis na contemporaneidade.
Escrita.
Reconhecer diferentes elementos que estruturam o texto Estruturação da atividade escrita
narrativo (personagens, marcadores de tempo e de • Planejamento
localização, sequência lógica dos fatos) na construção • Construção do texto
do sentido do romance e do conto do século XIX, • Revisão
2 - EM apropriando-se deles no processo de elaboração do
sentido.
Práticas de Leitura e
Escrita.
Dia

● 19/05 - 2ª série EM - Língua Portuguesa - Opinião é notícia?


● Leia o texto abaixo, para responder às questões.

Disponível em <
file:///C:/Users/TEMP.LAPTOP-5FAA9K2T.000.001/Desktop/HOME%20OFFICE/SD_LP_D14_-Fato-e-opini%C3%A3o-Professor.pdf> Acesso
em 24 de mar. de 2020.
 
_________________________________________________________________________________________
1) Qual trecho indica uma opinião relacionada à cidadania? Reescreva-o abaixo.

___________________________________________________________________________________
___________________________________________________________________________________

2. Qual trecho indica um fato relacionada à cidadania? Como podemos prová-lo?

___________________________________________________________________________________
___________________________________________________________________________________
● Leia, analise e compare os textos 1 e 2, e responda às questões a seguir.
Após a leitura atenta dos dois textos, responda:

3. Os textos apresentam a mesma opinião?


___________________________________________________________________________________

4. Qual opinião é defendida no Texto 1?


___________________________________________________________________________________
___________________________________________________________________________________

5. Qual opinião é defendida no Texto 2?


___________________________________________________________________________________
___________________________________________________________________________________

6. Qual é fato presente nos dois textos?


___________________________________________________________________________________
___________________________________________________________________________________
Opinando sobre fatos
Para cada um dos fatos listados, posicione-se e emita uma opinião:

Fato1 Forte chuva provoca deslizamentos na região serrana do Rio.

Fato 2 Motorista alcoolizado provoca acidente ao sair de casa noturna em


São Paulo.

Fato3 Modelos desfilam em evento de moda usando peruca feita de palha de


aço
Reconhecer as características e a organização de
3 - EM Práticas de Leitura e Artigo de Opinião
um artigo de opinião.
Escrita.
Modernismo e o Modernismo no Brasil /
Inferir significados, apoiando-se em pistas presentes no Poesia e Prosa Modernistas (Contos)
3 - EM Práticas de Leitura e texto e na mobilização de conhecimentos prévios.
Escrita.
Argumentação, expressão de
opiniões e mídia impressa
Intencionalidade comunicativa.
3 - EM Ler, compreender, analisar e interpretar textos
dissertativos-argumentativos, inferindo seus traços
Práticas de Leitura e característicos, bem como suas finalidades e usos
Escrita. sociais.

Características e organização de uma


3 - EM
produção textual. (Memes, paródias)
Práticas de Leitura e D16 – Identificar efeito de ironia ou humor em
Escrita. textos variados.
Produzir um artigo de opinião, compreendendo a
3 - EM Práticas de Leitura e produção como um processo em etapas de Propostas de redação do ENEM
Escrita. elaboração e reelaboração.

3 - EM Gêneros: poema, ditado popular e


Práticas de Leitura e provérbio, crônica e folheto, indicados
Escrita. D6 – Identificar a tese de um texto. no bimestre.
INTERAÇÃO

Qual ou quais atividades que você


acredita que possa / possam
melhorar a produção dos textos para
vestibulares de nossos alunos?
Exemplo de Redação Nota Mil

Falta pouco para que os inscritos no Enem, finalmente, estejam diante de


uma das redações mais importantes que escreverão em toda sua vida. Mas,
para acalmar os ânimos e dar uma dose de motivação, viemos contar uma
novidade: o sonho da nota mil na redação do Enem não é tão distante quanto
parece! A prova disso são os 55 candidatos que atingiram o feito ano
passado.
Há pelo menos um representante de cada região do Brasil — embora os
estados de Minas Gerais e Rio de Janeiro sejam os recordistas, com 14
candidatos notas mil em cada. Outra curiosidade: as mulheres também
saíram na frente no quesito nota máxima: dos 55 candidatos que a atingiram,
42 são mulheres. 
Bom, mas o que todo mundo quer saber, afinal, é o que tem de tão
especial nessas redações que as separou das outras 81 mil que ficaram entre
os 900 e mil pontos
Redação do Enem 2018 tem como tema a 'manipulação do
comportamento do usuário pelo controle de dados na internet'
Análise
No texto de Carolina, há três inserções de repertório: a canção “Pela
Internet”, de Gilberto Gil; o conceito de “ação comunicativa”, de Jürgen
Habermas, e a noção de sujeito pós-moderno de Stuart Hall. Ao defender a
necessidade de um olhar crítico de enfrentamento da manipulação do usuário
pelo controle de dados, a autora da redação encadeia três ideias principais:
1. Os meios digitais oferecem inúmeras informações (o que está referendado
na música de Gil);
2. Essas informações podem ser usadas na construção de atitudes cidadãs,
ou seja, voltadas ao coletivo (cerne da ideia de “ação comunicativa”, de
Habermas);
3. Essas informações também interferem na construção das múltiplas
identidades que compõem o indivíduo pós-moderno e, portanto, determinam
suas ações e formas de pensar (a multiplicidade de identidades é o ponto
O que extrair como exemplo: além dos conceitos e ideias contidos nos
repertórios, é possível, também, extrair um argumento que pode sustentar a
análise de diversos temas: a relação entre o problema dado na proposta de
redação e a cidadania. No segundo parágrafo, Carolina defende que a
manipulação (o problema dado) limita a cidadania, que é, por sua vez, a “luta
pelo bem-estar social”, ou seja, a defesa do coletivo e o combate ao
individualismo. Esse argumento pode sustentar pontos de vista de defesa da
cidadania relacionados a problemas como uso excessivo de plástico, bullying,
violência no trânsito etc.
Proposta de atividade: leia uma redação nota mil com o mesmo tema
e analise quais os argumentos foram usados pelo aluno /autor e sua
proposta de intervenção.
Redação de LUISA SOUSA LIMA LEITE

A Revolução Técnico-científico-informacional, iniciada na segunda metade do século XX, inaugurou


inúmeros avanços no setor de informática e telecomunicações. Embora esse movimento de modernização
tecnológica tenha sido fundamental para democratizar o acesso a ferramentas digitais e a participação nas redes
sociais, tal processo foi acompanhado pela invasão da privacidade de usuários, em virtude do controle de dados
efetuado por empresas de tecnologia. Tendo em vista que o uso de informações privadas de internautas pode
induzi-los a adotar comportamentos intolerantes ou a aderir a posições políticas, é imprescindível buscar
alternativas que inibam essa manipulação comportamental no Brasil.

A princípio, é necessário avaliar como o uso de dados pessoais por servidores de tecnologia
contribui para fomentar condutas intolerantes nas redes sociais. Em consonância com a filósofa
Hannah Arendt, pode-se considerar a diversidade como inerente à condição humana, de modo que os
indivíduos deveriam estar habituados à convivência com o diferente. Todavia, a filtragem de
informações efetivada pelas redes digitais inibe o contato do usuário com conteúdos que divergem
dos seus pontos de vista, uma vez que os algoritmos utilizados favorecem publicações compatíveis
com o perfil do internauta. Observam-se, por consequência, restrições ao debate e à confrontação de
opiniões, que, por sua vez, favorecem a segmentação da comunidade virtual. Esse cenário dificulta o
exercício da convivência com a diferença, conforme defendido por Arendt, o que reforça condutas
intransigentes como a discriminação.
Em seguida, é relevante examinar como o controle sobre o conteúdo que é veiculado em sites favorece a
adesão dos internautas a certo viés ideológico. Tendo em vista que os servidores de redes sociais como
“Facebook“ e “Twitter” traçam o perfil de usuários com base nas páginas por eles visitadas, torna-se possível a
identificação das tendências de posicionamento político do indivíduo. Em posse dessa informação, as
empresas de tecnologia podem privilegiar a veiculação de notícias, inclusive daquelas de procedência não
confirmada, com o fito de reforçar as posições políticas do usuário, ou, ainda, de modificá-las para que se
adequem aos interesses da companhia. Constata-se, assim, a possibilidade de manipulação ideológica na
rede.
Portanto, fica evidente a necessidade de combater o uso de informações pessoais por empresas de
tecnologia. Para tanto, é dever do Poder Legislativo aplicar medidas de caráter punitivo às companhias que
utilizarem dados privados para a filtragem de conteúdos em suas redes. Isso seria efetivado por meio da
criação de uma legislação específica e da formação de uma comissão parlamentar, que avaliará as situações
do uso indevido de informações pessoais. Essa proposta tem por finalidade evitar a manipulação
comportamental de usuários e, caso aprovada, certamente contribuirá para otimizar a experiência dos
brasileiros na internet.
Fechamento e atividade de
encerramento
Bibliografia / Sites

- Documento orientador -Atividades escolares não


presenciais

- http://www.adorocinema.com/filmes/filme-196612/

- FIORIN, José Luiz e SAVIOLI, Francisco Platão. Para Entender o


Texto. (Leitura e Redação). São Paulo: Ática, 1990.

- CEREJA, William Roberto; MAGALHÃES, Thereza Cochar. Texto e


interação: uma proposta de produção textual a partir de gêneros e
projetos. São Paulo: Atual, 2005.
Obrigada!