Você está na página 1de 12

Minha vida, nossas vidas

Ensino Fundamental
Volume 2
Unidade 1
Autobiografia
Segundo o professor Massaud Moisés,
autobiografia é, em geral, um texto narrado em 1ª
pessoa, porque o pronome “eu” é usado por aquele que
fala ou escreve sobre si mesmo, sua história de vida, da
qual é protagonista, ou seja, tem um papel de destaque
nos acontecimentos do passado e do presente.
Já em um texto escrito em 3ª pessoa, o autor não
se refere a si mesmo, usa o pronome “ele” ou “ela”
para falar de outras pessoas.
Com base na leitura de autobiografias de outras
pessoas, você pode refletir sobre sua própria história e
escrever partes dela. Para registrar experiências de vida,
você pode escrever diferentes gêneros de textos:
diários, poemas, cartas. Um texto dirigido a si mesmo
ou a um tu ou você, compartilha experiências e
pensamentos mais íntimos, como diários, bilhetes,
mensagens pessoais por e-mails.
Os textos dirigidos a ele são aqueles direcionados a
um leitor idealizado, público, como: textos de
formulários, contratos, cartas comerciais, artigos,
folhetos e outros gêneros do cotidiano que se destinam
à coletividade.
Por trás das lembranças dos acontecimentos vividos, não há
apenas uma história (a minha história), mas a história da
humanidade inteira, pois quando você escreve sobre sua
experiência de vida, é inevitável que aspectos da vida em
sociedade sejam revelados.
Na língua portuguesa são seis os pronomes pessoais, isto é,
palavra colocadas no lugar dos nomes:

 EU - 1ª pessoa do singular
 TU - 2ª pessoa do singular
 ELE - 3ª pessoa do singular
 NÓS - 1ª pessoa do plural
 VÓS - 2ª pessoa do plural
 Eles - 3ª pessoa do plural
Narrativas, Marcadores temporais e pontuação

Tanto em autobiografias como em qualquer


texto que conte uma história, é fundamental
indicar a passagem do tempo, para que o leitor
acompanhe a sequência e compreenda o que
ocorreu antes e depois, citando datas.
Ex.: “Nasci no dia 21 de abril; No ano de
1999, mudei para São Paulo; Nos anos de 1990,
trabalhei numa padaria.”
Os marcadores temporais são palavras ou
expressões usadas para indicar tempo ou passagem
de tempo, em geral são:

 os advérbios (hoje, agora, tarde, sempre,


amanhã);
 as locuções adverbias(às vezes, em breve, à
noite, de vez em quando, de manhã);
 os verbos que são flexionados de acordo com o
tempo(presente, passado ou futuro).
Verbos

Verbo é a palavra que expressa ação, estado ou fenômeno da natureza


situada no tempo.
Quando se pratica uma ação, a palavra que representa essa ação
indicando o momento em que ela ocorre é o verbo.
Ex.:
“Eu escrevo com rapidez.”
(“escrevo” é um verbo de ação no tempo presente)

“Os amigos estavam preocupados.”


(“estavam” é um verbo de estado no passado)

“Naquela noite trovejou muito.”


(“trovejou” é um verbo fenômeno da natureza, com ação passada)
Na língua portuguesa, os verbos podem ser conjugados em seis
tempos diferentes:

 PRESENTE - Para eventos situados no momento da fala, que se


inserem em uma rotina.

 PASSADO - Para eventos ocorridos em um tempo que já


passou. Há três tempos verbais no passado:
pretérito perfeito - que é usado para fatos que ocorreram em
um passado bem próximo (ontem) e foram concluídos;
pretérito imperfeito - que é usado para fatos que ocorreram
em um passado mais distante (antigamente);
pretérito mais-que-perfeito - um passado que ocorreu antes
do fato que está sendo narrado também no passado (esse tempo não
é usado com frequência atualmente).
 FUTURO - Para eventos que ocorrerão ou
poderiam ocorrer no futuro da pessoa
que fala. Há dois tipos de futuro:
futuro do presente - usado para anunciar
algo que ainda não aconteceu;
futuro do pretérito - usado para algo que
poderia ter acontecido, mas não aconteceu.
Os verbos , na língua portuguesa são agrupados
em três conjugações:

1ª conjugação - verbos terminados em AR


(andar, cantar, sonhar);

2ª conjugação - verbos terminados em ER


(entender, vender, sofrer);

3ª conjugação - verbos terminados em IR


(abrir, partir, sorrir);
Marcadores temporais e uso da vírgula

Segundo os manuais de gramática da Língua Portuguesa,


a ordem das palavras na frase pode determinar o uso dos
sinais de pontuação. Observe:

Na ordem direta, como por exemplo em: “Os estudantes


escreveram a autobiografia na noite de ontem”, os termos
que marcam o tempo nesse trecho - na noite de ontem -
aparecem no final da frase (sem emprego da vírgula).
Quando expressões que marcam o tempo ocorrem no
início ou no meio da frase, devem ser isoladas por vírgula.
Esses são os principais conteúdos trabalhados
na unidade 1.
Esperamos que eles sirvam de apoio para uma
melhor aprendizagem. Caso tenha dúvidas sobre
esse conteúdo, entre em contato conosco pela
página da disciplina de Língua Portuguesa no
Facebook (https://www.facebook.com/groups/931220290682397/?ref=bookmarks).