Você está na página 1de 26

União Europeia

Formadora: Sílvia Alfaiate


Mó dulo: Portugal e a Europa
1951
Criação da CECA (Comunidade Europeia do
Carvão e do Aço)
República Federal da Alemanha, França, Itália,

Holanda, Bélgica e Luxemburgo


Tornar interdependentes os setores do carvão e

do aço.
1957
O Tratado de Roma
instituia CEE (Comunidade Económica
Europeia) e a Comunidade Europeia da
Energia Atómica (Euratom).
A integração através das trocas
comerciais, tendo em vista a expansão
económica.
1986
Ato Único Europeu
Adaptações necessárias para realizar o
Mercado Único – livre circulação de
pessoas, bens e serviços
Reforça a ação da CEE em domínios

como a redução de desigualdades sociais


ou a proteção do ambiente.
1992
Tratado de Maastricht
Aprova a criação de uma moeda única.
Institui a cidadania europeia.

Implementa políticas externas e de segurança

comuns.
Mudou a designação de Comunidade
Económica Europeia para a atual União
Europeia (UE).
1997
Tratado de Amesterdão
Faz do emprego e dos direitos dos cidadãos o
ponto central da União.
Elimina os últimos obstáculos à livre
circulação e reforçar a segurança.
Aumenta a eficácia da estrutura institucional

da União, tendo em vista um alargamento


próximo.
2001
Tratado de Nice
Proceder à reforma das instituições por forma a que
UE pudesse funcionar eficazmente com 25 países.
Principais mudanças:
Métodos para alterar a composição da Comissão e
redefinição do sistema de votação do Conselho.
2007
Tratado de Lisboa
Tornar a UE mais democrática e eficaz e mais apta a
resolver problemas a nível mundial
Principais mudanças:
reforço dos poderes do Parlamento Europeu,
alteração dos procedimentos de votação no Conselho,
introdução da iniciativa de cidadania.
O Tratado de Lisboa clarifica:
competências da UE
competências dos países da UE
competências partilhadas.
Critérios de Copenhaga (1992)
O critério político: existência de instituições
estáveis que garantam a democracia, o Estado de
direito e os direitos do Homem.
O critério económico: existência de uma economia
de mercado que funcione efetivamente.
O critério comunitário: capacidade para assumir as
obrigações decorrentes da adesão, incluindo
objetivos de união política, económica e monetária.
Instituições Europeias
Conselho Europeu – representa o interesse dos
estados
Parlamento Europeu
(eleições europeias)

representa os povos da
Europa
Comissão Europeia-representa
os interesses comunitários
Tribunal de justiça

28 juízes independentes, um de cada país da UE


Decide sobre a interpretação da legislação da UE
Garante a aplicação uniforme da legislação em
todos os Estados-Membros
Tribunal de contas

28 membros independentes

Verifica se os fundos da UE
são utilizados corretamente

Pode fazer uma auditoria a qualquer pessoa ou


organização com responsabilidades na gestão ou
aplicação dos fundos da UE
Banco Central Europeu: gerir o Euro

Assegura a estabilidade dos preços


Controla as reservas monetárias e decide as taxas
de juro
É independente dos governos
Cidadãos, grupos de interesse, peritos:
debatem, são consultados

Comissão: apresenta propostas formais

Parlamento e Conselho de Ministros: decidem
conjuntamente

Comissão e Tribunal de Justiça: controlam a
execução

Autoridades regionais ou locais: executam
A adesão de Portugal
Razões de Portugal Razões da CEE
Transição para a democracia • Garantia de segurança e
Resolver situação instável (pós- de estabilidade no
descolonização, PREC) sudoeste da Europa
Melhoria de condições de vida • Situação geoestratégica
Setor agrícola e das pescas de Portugal
subdesenvolvidos e insuficiência (abastecimento de
de equipamentos e de matérias-primas e
infraestruturas produtos energéticos)
Baixa produtividade e • Relacionamento com os
competitividade Países de Língua
Portuguesa
Zona Euro
Alemanha
Áustria
Bélgica
Espanha
Finlândia
França
Irlanda
Itália
Luxemburgo
Holanda

Portugal
Grécia
Eslovénia
Chipre
Malta
Eslováquia
Estónia
Símbolos da União Europeia
BANDEIRA
Doze estrelas douradas dispostas em círculo sobre um
fundo azul.
É usada desde 1985.
Simbolizam os ideais de unidade, solidariedade e
harmonia entre os povos da Europa.

HINO EUROPEU
«Hino à Alegria», composto por Ludwig Van Beethoven em 1823, enquanto parte
da Nona Sinfonia, para o poema com o mesmo nome de Friedrich Schiller, de 1785.

DIA DA EUROPA
comemorado a 9 de maio, festeja-se a paz e a unidade do continente europeu.
Esta data assinala o aniversário da histórica «Declaração Schuman»

A DIVISA DA UE
«Unida na diversidade» - começou a ser utilizada em 2000.
Faces nacionais
Moedas comemorativas
Notas
OTAN
Promover os valores democráticos e encorajar a
promoção dos assuntos da defesa e da segurança
dos estados membros.
Resolver conflitos bélicos sempre que a via
diplomática não surtir efeito.
27 membros
ONU
Manter a paz mundial
Desenvolver relações de amizade entre os países
Ajudar os países mais pobres a melhorar as
condições de vida das populações
Mediador de conflitos entre os países
193 membros
UNICEF
Defender e promover os direitos da criança.
Criar condições duradouras para o seu
desenvolvimento.
Mais de 190 países e territórios.
34 comités nacionais.
Desenvolve o seu trabalho em 5 áreas:
Sobrevivência e desenvolvimento
Educação
Proteção infantil
Alterações climáticas