Você está na página 1de 9

FACULDADE UNIDA DE CAMPINAS - FACUNICAMPS

CURSO DE GRADUAÇÃO EM ENGENHARIA DE PRODUÇÃO E CIVIL


TRABALHO DE METODOLOGIA

Ana Cecilia da S. C. Oliveira


Henos Rafael S. C. Machado
Railan L. Macedo

Prof. Helder Canal de Oliveira


1. TEMA

ENERGIA FOTOVOLTAICA NO DESENVOLVIMENTO


SUSTENTÁVEL E SOCIAL.

TÍTULO

GERAÇÃO DE ENERGIA FOTOVOLTAICA EM RESIDÊNCIAS DE


BAIXA RENDA E SEU IMPACTO SOCIAL EM GOIÂNIA.
3. PROBLEMA

O Brasil é um dos países que possui maior incidência solar no mundo, segundo o
INPE. Goiânia fica no que chamam de “cinturão do Sol”, ou seja, faz parte de
uma das regiões com o melhor potencial para geração de energia solar no Brasil.

Mas, mesmo possuindo esse grande potencial energético, porque residências de


baixa renda em Goiânia não geram sua própria energia através da tecnologia
fotovoltaica?
4. HIPÓTESE

Partindo do ponto de vista que famílias de baixa renda tem um orçamento


apertado, muitas vezes o suficiente para sobrevivência, onde desfrutam
basicamente de comida e moradia. A alternativa de energia fotovoltaica se faz
atraente pois reduz a gasto mensal com energia elétrica, podendo assim destinar
tais recursos para alimentação, educação e etc.
5. JUSTIFICATIVA

O presente projeto se justifica no atual cenário social, político e econômico,


tendo em vista o alto custo da energia elétrica que compromete muito o
orçamento das famílias, impactando principalmente os mais pobres. A princípio a
energia solar se torna importante pois a própria geração de energia diminuiria
custos.

Ademais a geração dessa energia ocorre de forma sustentável sendo que ocorre
baixa emissão de carbono. Nesse sentido, podemos ver a importância do projeto
proposto, na missão de examinar e compreender as políticas públicas e privadas
de incentivo à novas tecnologias, para que tragam conforto e bem estar a
população.
6. OBJETIVOS

6.1. Objetivo Geral

A pesquisa tem como objetivo geral analisar as dificuldade e os motivos de não


haver incentivos ou investimento com energia fotovoltaica para famílias de baixa
renda na cidade de Goiânia.
6. OBJETIVOS

6.2. Objetivos Específicos

Demonstrar eficácia de implantação do sistema;


Examinar viabilidade financeira;
Compreender impactos sociais;
Verificar os impactos ambientais.
7. METODOLOGIA

O método utilizado para a pesquisa de campo é o experimental.

As técnicas utilizadas para estudo do projeto serão: entrevista, formulário e


levantamento documental.
8. BIBLIOGRAFIA

NASCIMENTO, Rodrigo. Energia Solar no Brasil: Situação e Perspectivas.


Brasília. Câmara dos Deputados, 2017.

CAMPOS, Henrique. Geração Distribuída de Energia Solar Fotovoltaica na


Matriz Elétrica de Curitiba e Região: Um Estudo de Caso. Curitiba, Universidade
Tecnológica Federal do Paraná, 2016.

FABIO, Frederico. Energia Renovável no Brasil: Análise das Principais Fontes


Energéticas Renováveis Brasileiras. São Carlos, EESC-USP, 2017.

Você também pode gostar