Você está na página 1de 38

EME802 – Elementos de Máquinas II

Projeto de Molas Helicoidais


Descrição do Tópicos

 Introdução
 Constante de mola
 Configurações de mola
 Materiais para molas
 Molas helicoidais de compressão
 Dimensionamento de molas helicoidais de compressão a cargas
estáticas
 Dimensionamento de molas helicoidais de compressão à fadiga
Introdução

 Praticamente, qualquer material elástico possui uma “mola” dentro


de si.
 O termo mola define um elemento mecânico construído em
algumas configurações específicas, para prover um intervalo de
força em um espaço significativo de deflexão e/ou para armazenar
energia potencial.
 Esses componentes são projetados para trabalhar à tração, à
compressão ou à torção.
 As configurações podem ser divididas em quatro categorias.
 Muitas configurações estão disponíveis como item de catálogo de
fabricantes, mas em caso muito específico, devem ser
desenvolvidas para atender aos requisitos de projeto.
Constante de Mola

 Independente da configuração, toda mola possui uma constante de


mola k, definida como a inclinação da sua curva força-deflexão.
 Se a inclinação for constante, a mola é linear
F
k
y

 No caso da constante k variar com a deflexão, a mola é não linear.


 Tratando a combinação de várias molas, a constante k resultante
depende do arranjo estar em série ou em paralelo.
Constante de Mola (Cont.)

 Arranjo em série

1 1 1 1 1
    
ktotal k1 k2 k3 kn
Constante de Mola (Cont.)

 Arranjo em paralelo

ktotal  k1  k2  k3    kn
Configurações de Molas

 As molas podem ser classificadas segundo o tipo de carregamento


que suportam, ou com relação a configuração física, que seriam:
 Molas helicoidais de compressão
Configurações de Molas (Cont.)

 Molas helicoidais de tração


 Molas de torção
Configurações de Molas (Cont.)

 Molas arruela ou prato


Configurações de Molas (Cont.)

 Molas planas
Materiais para Molas

 A gama de materiais para fabricação de molas é limitada pelos


seguintes aspectos:
 Alta resistência à tração
 Alto limite de escoamento
 Baixo módulo de elasticidade
 Os materiais mais utilizados são aços de médio a alto teor de
carbono e aços-liga, algumas de aço inox, e ligas de cobre como
cobre berílio e bronze fósforo
 Processos de conformação mecânica, como repuxamento e
laminação e forjamento, e tratamentos térmicos, como têmpera,
revenimento e recozimento, são comumente utilizados na
fabricação de molas
Materiais para Molas (Cont.)
Materiais para Molas (Cont.)

 Resistência à tração
Sut  Ad b
 Resistência ao cisalhamento
Sus  0, 67 Sut
Materiais para Molas (Cont.)

 Material para molas planas


 Aços mola temperado e revenido
Materiais para Molas (Cont.)

 Material para molas planas


 Raios mínimos de flexão para diferentes espessuras de aço
mola, com variação de dureza
Materiais para Molas (Cont.)
Molas Helicoidais de Compressão

 Exemplos de molas  Parâmetros dimensionais


Molas Helicoidais de Compressão (Cont.)

 Comprimentos e deflexões nas molas de compressão

Lf ou Laberto – comprimento livre, comprimento global da mola;


La ou Linicial – comprimento da mola depois de instalado (pré-carga);
yinicial – deflexão inicial (devido a pré-carga);
Lm ou Ltrabalho – comprimento mínimo de trabalho, comprimento na pior situação de trabalho;
ytrabalho ou ymáx – deflexão devido a carga de trabalho;
ymáx * – deflexão devido a carga de trabalho com adição de 10 a 15% de ymáx (reserva);
Ls ou Lfechado – comprimento fechado ou “altura sólida”, obtido quando todas as espiras se tocam.
yinterf – é a diferença entre o comprimento mínimo de trabalho e a altura fechada.
Molas Helicoidais de Compressão (Cont.)

 Detalhes de extremidade e espiras ativas

 Sendo Na o número de espiras ativas, e Nt o número total de espiras


Molas Helicoidais de Compressão (Cont.)

 Índice de mola, C
 Determina a razão entre o diâmetro de espira, D, e o diâmetro do
fio, d
D
C
d

 O intervalo preferencial para C está entre 4 e 12.


 Para C < 4, a mola é de difícil fabricação
 Para C > 12, existe grande tendência de flambagem e de
entrelaçamento quando manipulada em grandes quantidades
Molas Helicoidais de Compressão (Cont.)

 Deflexão de mola
 O fio sofre um carregamento de torção
 Desconsiderando a curvatura do fio, a
deflexão de uma mola helicoidal com
fio redondo é dada por
8 FD 3 N a
y
d 4G

 Sendo G o módulo de cisalhamento do


material do fio
Molas Helicoidais de Compressão (Cont.)

 Constante de mola
 A constante de mola pode ser obtida pelo rearranjo da equação
de deflexão
F d 4G
k 
y 8D 3 N a

 A constante de mola deve ser definida


no intervalo entre 15% e 85% de sua
deflexão total
 O intervalo de trabalho, La – Lm,
deve ser mantido naquela região
 Para molas de passo variável, podem
ocorrer constantes de mola não constantes com a deflexão
Molas Helicoidais de Compressão (Cont.)

 Tensões em espiras de molas helicoidais de compressão


 Distribuições de tensão
Tr F 8 FD 4 F
 max    
J A d 3
d2
tensão de tensão de
cisalhamento cisalhamento
direto torcional

 Substituição do índice de mola C


8 FD
 max  ks
d3
0,5
ks  1 
 C
fator de
cisalhamento
direto
Molas Helicoidais de Compressão (Cont.)

 Efeitos de concentração de tensão devido a curvatura da espira para


fio redondo
4C  1 0, 615
kw  

fator de
4C  4 C
Wahl

8 FD
 max  kw
d3
 Os efeitos de cisalhamento direto
e de curvatura podem ser separados
k
k w  k s kc , kc  w
 ks
fator de
concentração
de tensão devido
à curvatura
Molas Helicoidais de Compressão (Cont.)

 Tensões residuais
 Ajuste
 O ajuste pode aumentar a capacidade de carga estática entre
45-65% e duplicar a capacidade de armazenamento de energia
 Consiste em provocar uma deformação permanente na mola em
razão do fechamento completo
 Carga reversa
 Evitar submeter uma mola de compressão as cargas de tração
ou torção, assim como qualquer outra condição de reversão de
carregamento
 Jateamento de esferas → alívio de tensões internas
Molas Helicoidais de Compressão (Cont.)

 Flambagem de molas de compressão


 Condições de extremidades
 Razão de esbeltez  Razão de deflexão
Lf y
Lf
D
Molas Helicoidais de Compressão (Cont.)

 Ressonância de molas de compressão


 Qualquer dispositivo com massa e elasticidade terá uma ou
mais freqüências naturais
 As molas podem vibrar tanto lateral quanto longitudinalmente
quando excitadas próximo às suas freqüências naturais
 Preferencialmente, a freqüência natural da mola deve ser cerca
de 13 vezes maior que a freqüência do esforço aplicado.
 Para uma mola com ambas as extremidades engastadas, a
freqüência natural é dada por
kg 1 kg
n   rad s , fn  Hz
Wa 2 Wa
Molas Helicoidais de Compressão (Cont.)

 Ressonância de molas de compressão


 Sendo k a constante de mola, g a aceleração da gravidade e Wa o
peso das espiras ativas da mola
 O peso das espiras ativas da mola é dado por
 2 d 2 DN a
Wa 
4

 Sendo  a massa específica do material


 Para obter o peso total da mola, substituir Na por Nt
 Para o caso de uma mola engastada livre, dobrar o número de
espiras ativas no cálculo da freqüência natural
Molas Helicoidais de Compressão (Cont.)

 Resistências permissíveis para molas compressão


 Resistência ao escoamento sob torção para condição estática de
carregamento
Molas Helicoidais de Compressão (Cont.)

 Resistências permissíveis para molas compressão


 Resistência a fadiga sob torção

 Limite de resistência à fadiga torcional em 1000 ciclos


Sms  0,9 Sus  0,9  0, 67 Sut   0, 6 Sut

resist . à
tração
para
1000 ciclos
Dim. de Molas Helicoidais de Comp. a Carga Estática

 Processo iterativo.
 De acordo com os requisitos de projeto, o dimensionamento pode
ser executado de formas diferentes.
 Inicialmente devem ser estabelecidos alguns parâmetros.
 Mais de uma combinação de parâmetros de mola pode satisfazer
qualquer conjunto de requerimentos de operação.
 Utilização de programas computacionais para otimizar os
parâmetros de dimensionamento de mola.
Dim. de Molas Helicoidais de Comp. a Carga Estática

 Exemplo 1
 Projete uma mola de compressão para carga estática em um
intervalo conhecido de deflexão
 A mola deve fornecer uma força mínima de 100 lb e uma força
máxima de 150 lb sobre um intervalo de trabalho de 0,75 in de
deflexão
 Utilizar o fio ASTM A227 por questão de custo, uma vez que as
cargas são estáticas
Dim. de Molas Helicoidais de Comp. a Carga Estática

 Exemplo 2
 Uma mola de extremidades esquadrejadas e esmerilhadas, com
diâmetro de fio de d = 4mm, diâmetro externo Do = 40 mm, 18
espiras totais e comprimento livre Lf = 140 mm foi escolhida
para uma aplicação onde a deflexão inicial é 15 mm e a
deflexão de trabalho é 50 mm. Determine o comprimento
mínimo de trabalho, comprimento fechado, índice de mola e a
constante de mola.
Dim. de Molas Helicoidais de Comp. à Fadiga

 Quando as cargas na mola são dinâmicas, ocorre uma situação de


fadiga.
 O procedimento de projeto é similar ao utilizado para carga
estática, porém com algumas diferenças significativas.
 Uma mola carregada dinamicamente opera entre dois níveis de
força Fmin e Fmax.

 E a partir desses valores são definidas as componentes média Fm e


alternada Fa de força e a razão de força RF
Fmax  Fmin Fmax  Fmin Fmin
Fm  , Fa  , RF  0  RF  0,8
2 2 Fmax
Dim. de Molas Helicoidais de Comp. à Fadiga

 Montagem do diagrama de Goodman torcional

S fw Sus
S fs  0,5
 Sus  0,5S fw
limite à fadiga
torcional do fio
Dim. de Molas Helicoidais de Comp. à Fadiga

 Montagem do diagrama de Goodman torcional com a linha de


carga

Sew Sus
Ses  0,5

limite de resistência
Sus  0,5Sew
à fadiga do fio
Dim. de Molas Helicoidais de Comp. à Fadiga

 Exemplo 3
 Projete uma mola de compressão para carga dinâmica em um
intervalo conhecido de deflexão
 A mola deve fornecer uma força mínima de 60 lb e uma força
máxima de 150 lb sobre um intervalo de trabalho de 1,0 in de
deflexão. A freqüência de excitação de 1000 rpm
 Vida útil de 10 anos é requerida
 Utilizar o fio ASTM A228 jateado, uma vez que as cargas são
dinâmicas
Dim. de Molas Helicoidais de Comp. à Fadiga

 Exemplo 4
 Projete uma mola de compressão para carga dinâmica em um
intervalo conhecido de deflexão
 A mola deve fornecer uma força mínima de 700 N e uma força
máxima de 1000 N sobre um intervalo de trabalho de 22 mm
de deflexão. A freqüência de excitação de 500 rpm
 Vida útil infinita é requerida
 Utilizar o fio musical não jateado, com 10% de interferência,
com extremidades esquadrejadas e esmerilhadas
 Escolher coeficientes de segurança adequados para falhas por
fadiga, escoamento e ressonância.