Você está na página 1de 30

Universidade de Sorocaba

Gestão e Capacitação
Pessoas
Profª Andréia Maria Lins
E-mail =
andreialins.lins@bol.com.br
Aula de 08/03/2013

Andréia Maria Lins


Relações Trabalhistas
 Relações Trabalhistas

 Relações com empregados

 E relações sindicais
Relações Trabalhistas
 Trabalhar em uma organização requer
habilidades, relacionar com colegas e
superiores, atender cliente, focalizar metas e
resultados, sobretudo aculturar-se da
organização.
Tipos Relações Trabalhistas
 Paternalista:

 Autocráticas

 Participativa
Paternalista

 Empresa aceita facilmente as


reivindicações dos trabalhadores;
 Sindicato se fortalece e reivindica cada
vez mais;
 Gera insegurança dos líderes frente às
constantes e diferentes pressões
sindicais
Autocrítica

 Autocrítica
 Postura rígida e impositiva da organização;
 Visa apenas interesses próprios;
 Gera indisciplina e grupos de oposição dentro
do sindicato;
 Liderança “dura”, lida com descontentamento,
insubordinação e revolta dos subordinados
Reciprocidade
 Reivindicações são resolvidas direta e
exclusivamente entre sindicato e direção
da organização;
 Estabelecimento de pacto,e o sindicato
responde pelo cumprimento das
cláusulas,pelos empregados;
 Pouquíssima participação do sindicato e
trabalhadores, gerando desconfiança e
quebra de acordo
Participativa
 Consenso entre as partes estritamente
preventiva e não corretiva, visando a
antecipação aos problemas;
 Líder administra queixas e cumprimento
do Acordo;
 Participação do sindicato, trabalhadores,
líderes e direção da empresa;
 Ocorre em empresas com gestão
participativa de relações trabalhistas
Relações Trabalhistas

 Leis e decretos que definem direitos e


deveres do trabalhador;
 Regidas pela CLT – Consolidação das
Leis do Trabalho (1943);
 Aplica-se apenas a empregados
registrados (CTPS);
 Direitos trabalhistas são irrenunciáveis
Relações Trabalhistas
administram:
 Contratação/Rescisão de contrato;
 Aposentadoria;
 Estagiário - Lei nº 6.494 de 07/12/77, regulamentada
pelo decreto º 84.497 de 18/08/82;
 Trabalho do menor (14 a 18 anos);
 Proteção do empregado(assédio moral, sexual);
 Jornada de trabalho;
 Remuneração;
 Adicionais e encargos sociais;
 Férias
Previdência social
 Subsistência digna para os que não têm mais
condições de trabalhar
 Cobertura para saúde, acidente de trabalho,
invalidez e envelhecimento;
 A previdência oficial impõe filiação obrigatória
aos trabalhadores e é administrada pelo INSS;
 A previdência complementar/privada busca
manter o padrão de vida na aposentadoria.
Relações Sindicais
 Surgiu com a revolução industrial, na
Inglaterra, no século XVIII, com a
implantação do sistemas de
remuneração;
 Organiza os trabalhadores conforme o
instrumento de trabalho ou a matéria a
transformar;
 Existem os sindicatos patronal e o dos
empregados;
Sindicato no Brasil

 Fortalecimento a partir da década de 80;


 Implantação de sistemas participativos
de produção (CCQ);
 Fortalecido pela democracia no
ambiente de trabalho;
 Responsável pelo comando de Greve.
 Negocia para estabelecer Convenções
e acordos coletivos;
Dilema ético

Responda
Dilema ético
O que você acha?

Dilema ético
O que você vai fazer?
Meios de ação sindical

 Greve
 Suspensão temporária, coletiva e
pacífica do trabalho visando conquistar
determinada reivindicação trabalhista,
determinada pelo sindicato ou
trabalhadores (Chiavenato,1999).
 Direito, podendo ser parcial ou integral;
 Último recurso.
Fatores determinantes de greve

 Objetivos – salários, benefícios,


estabilidade, progresso...;
 Subjetivos – categoria sente-se
prejudicada por ação ou decisão de
ordem econômica;
 Políticos - busca de maior
participação, de maior poder.
Piquetes

 colegas grevistas que tentam impedir a


entrada de trabalhadores que não
desejam aderir à greve.
 Tipos – Na entrada da empresa;
- Nas vias de acesso à empresa
Fases do movimento grevista

 Preparação
 Eclosão
 Extensão
Ações do movimento grevista

 Mobilização dos trabalhadores;


 Manifestos;
 Divulgação para a sociedade;
 Comunicados;
 Panfletos;
 Assembléias gerais;
 Articulações políticas.
Formas ilícitas de pressão sindical
 Greve simbólica – parada do trabalho; permanece no local;
 b)Greve de advertência – parada súbita; abandono do local de
trabalho;
 c)Greve de zelo/operação padrão – cuidados exagerados na
execução do trabalho;
 d)Operação tartaruga/greve branca – Trabalho lento, fora das
condições técnicas; queda de produção e qualidade;
 e)Greve relâmpago/operação vaca brava– parada rápida em um
ou mais setores, sem planejamento prévio;
 f)Faltas ou atrasos de pessoal em setores vitais – feitos
voluntariamente;
 g) Paralisação de fornecedores vitais – organizações
intermediárias, fornecedores de matérias-primas ou serviços
indispensáveis;
Formas ilícitas de pressão sindical

 Banimento de horas extras- Recusa por


fazer horas extraordinárias;
 i)Ocupação do local de trabalho –
Duração de certo período de tempo, dias
até, com tendas, faixas, colchões,
assembléias,etc...
 j) Sabotagem – Danificação de
máquinas, instalações, bens da
empresa...
Formas de ação patronal

 Locaute (Lock out) Parada dos trabalhos


e pagamentos, evitando danos à
empresa, após todas as alternativas de
negociação e conciliação;
 2) Lista negra – Relação dos demitidos
por questões sindicais, distribuída entre
as demais do ramo. É ilícita.
Conflitos trabalhistas

 Formas de administrar:
 Ganhar/perder
 Perder/perder
 Ganhar/ganhar
Condições reivindicadas pelos
sindicatos
 Legais;
 Econômicas;
 Físicas;
 Sociais;
 Representatividade no trabalho.
 Banimento de horas extras- Recusa por
fazer horas extraordinárias;
 i)Ocupação do local de trabalho –
Duração de certo período de tempo, dias
até, com tendas, faixas, colchões,
assembléias,etc...
 j) Sabotagem – Danificação de
máquinas, instalações, bens da
empresa...
Convenção ou acordo coletivo

 Cláusulas detalhadas das condições de


trabalho que regerão os contratos
individuais dos empregados das
empresas envolvidas
 Duração máxima de 02 anos;
 Cada categoria tem a sua
 O cumprimento das cláusulas por parte
das empresas é uma obrigação legal;
Negociação coletiva

 Reuniões entre empregados e


empregadores para administrar os
conflitos trabalhistas, através de
consenso ou concessões mútuas,
resultando no acordo coletivo.
Dicas para melhorar as relações
trabalhistas
 Política clara de RH;
 Localizar problemas,definir causas e
implantar soluções;
 Relações amistosas com os representantes
dos empregados;
 Diálogo permanente com o sindicato;
 Treinamento das lideranças para negociar;
 Ponderar as posturas revolucionárias;
 Tratamento igualitário.
Descontos Sindicais
 Contribuição assistencial
 Desconto mensal para os associados ao
sindicato;
 Percentual do piso da categoria, decidido no
Acordo coletivo.
 Contribuição sindical
 Desconto anual correspondente a um dia do
salário;
 Desconto em março, para todos
 Cancelamento anual, por escrito, só até
fevereiro;

Você também pode gostar