Você está na página 1de 11

Química – Frente 1 (Gabriel)

Módulo 19:

Química
do
Cotidiano I
1. Antiácidos
 Nosso estômago produz ácido clorídrico (HCl) para
realizar a digestão.
 Por razões diversas (tensão nervosa, abuso de comida),
aparece a hiperacidez, ou seja, excesso de ácido (HCl) no
estômago.
 Para combater a acidez, deve-se ingerir uma base fraca
e não tóxica.
 Pode ser utilizada também qualquer substância não
tóxica que reaja com o HCl formando produtos não
nocivos.
A seguir, vamos estudar quais são os principais antiácidos
utilizados para neutralizar o excesso de HCl.
Os antiácidos mais usados são:
 NaHCO3 (Alka Seltzer, Sonrisal)
 CaCO3 (Tums)
 Mg(OH)2 (Leite de Magnésia)
2. Fermento (Pães / Bolos)
I) Fermento Químico
 O fermento químico contém, além do NaHCO3, um
ácido orgânico (ácido cítrico ou tartárico). Dissolvendo
o fermento em água (ou leite), o ácido reage com o sal
bicarbonato de sódio, liberando o gás carbônico (CO 2),
que faz a massa expandir-se. Representando o ácido por
HA, temos:

Lata contendo fermento químico.


 Outro fermento químico utilizado é o bicarbonato de
amônio (NH4HCO3), que se decompõe através do
aquecimento, liberando o gás carbônico (CO 2), amônia
(NH3) e água (H2O).

II) Fermento Biológico


 Certos micro-organismos, chamados de leveduras,
segregam enzimas que catalisam a transformação de
açúcares em álcool e CO2 (que faz a massa crescer).
3. Extintores (Incêndio)
I) Fogo
 O fogo é o resultado de uma reação de queima
(combustão.) Para que essa reação se processe, duas
substâncias obrigatoriamente devem estar presentes:
combustível e comburente.
 Combustível é toda substância que combina com um
comburente (geralmente oxigênio) liberando calor.

 Além dessas duas substâncias, é necessário calor para


iniciar a reação. Surge assim, o “Triângulo do Fogo”.

 Para extinguir a reação é necessário eliminar um dos


três fatores.
Observe que os combustíveis sólidos e
líquidos, primeiramente se transformam
em gás pelo calor e depois inflamam.

II) Reação em cadeia

 Após iniciar a combustão, o calor liberado gera outra


transformação e a reação prossegue em cadeia.

 Para o fogo se manter aceso é necessário que a


reação forneça calor suficiente para continuar a queima
do combustível. Surge assim o “Tetraedro do Fogo”.
Tetraedro do Fogo

III) Incêndio (Classes)


 Os incêndios são classificados de acordo com o tipo e
características do combustível.
 Classes: A, B, C, D e K (ler página 206).
IV) Alguns Extintores
Extintor com carga de pó químico BC:
 O componente é o bicarbonato de sódio (NaHCO 3). É
o extintor de incêndio de líquidos, sólidos, gases
inflamáveis e equipamentos elétricos.

Extintor da classe D:
 Funciona a base de cloreto de sódio (NaCl) que isola o
metal da atmosfera impedindo um maior alastramento.
Extintor (Espuma Química):
 Quando se inverte o extintor, a tampa da garrafa com
H2SO4 é liberada e o ácido reage com o NaHCO3.
 O CO2 produzido exerce pressão e sai misturado com a
solução, for mando uma espuma que evita o contato do
material que está queimando com o oxigênio do ar.
 Esse tipo de extintor não pode ser usado em objetos
ligados à rede elétrica, pois a espuma contém íons que
conduzem eletricidade.
Extintor de espuma mecânica:
 O extintor de espuma química já está obsoleto, pois a
espuma é corrosiva. O extintor de espuma mecânica é
constituído de água, um detergente e gás nitrogênio.
Este tem a vantagem de produzir espuma não corrosiva.