Você está na página 1de 49

Roscas

Parafusos ,porcas e arruelas

Prof. Clodoaldo Araujo


Roscas

Rosca é um conjuntos de filetes em torno da superfície


externa ou interna de um cilindro. São fundamentais na
indústria, têm diversas finalidades e três aplicações básicas,
que são elas:

• Ajustar peças com referência entre si;


• Unir peças, permitindo também a desmontagem;
• Transmitir esforços e permitir movimento.

Podemos classificar uma rosca por diversas formas :


2
Rosca interna ou externa
• Rosca externa (Ou macho) – Está presente no corpo de
elementos tais como um eixo. Exemplo: parafuso;
• Rosca interna (Ou fêmea) – Está presente no interior do
corpo de um elemento, como em um furo. Exemplo:
Porca;

3
Sentido das roscas

Na interpretação de uma rosca


,esta sempre vai ser considerada
como sendo à direita, a menos
que seja indicado que ela tem
sentido de enrolamento à
esquerda. Se houver a
necessidade de se inserir rótulos
de identificação, a rosca à direita é
identificada com “RH” no desenho,
e a rosca à esquerda com “LH”.

4
Roscas simples e roscas duplas
• Rosca simples: É composta por uma hélice e o avanço é sempre
igual ao passo;
• Rosca múltipla: Composta por duas ou mais hélices postas lada a
lado. É utilizada quando se desejam movimentos rápidos como em
tampas de tubos de pasta de dente, haste de válvulas, caneta
esferográfica e assim por diante.

5
Perfil de filete
• Rosca quadrangular: É teoricamente a rosca ideal para
transmissão de potência, pois suas faces são praticamente
em ângulos retos em relação ao eixo do parafuso. Mas
também apresenta desvantagens como: Difícil
reprodução, contraporcas não se libertam com facilidade.
Em geral é substituída pela rosca ACME;

6
Perfil de filete
• Rosca ACME ou trapezoidal: É uma adaptação da rosca
quadrangular pois apresenta uma resistência superior,
tem fácil reprodução .Tendo ainda um movimento suave e
uniforme, tem aplicação em fusos de máquinas;

7
Perfil de filete
• Roscas redondas: É geralmente laminada a partir de
chapas metálicas.Tem utilização em lâmpadas e soquetes,
boca de garrafas, fusos CNC e etc ;

8
Perfil de filete
• Rosca triangular: Muito uteis na fixação de peças, por
meio de parafusos e porca.
Roscas Triangulares ainda apresentam subdivisões:

9
Rosca Métrica
• Rosca métrica: É designada pela letra ‘M’ seguida pelo tamanho
nominal e o passo, ambos em milímetros e separados pelo
símbolo X. Exemplo: M20X2 (Rosca métrica com 20 milímetros de
diâmetro e 2 de passo).
A ausência do valor de um passo indica que a rosca especificada é
grossa 

10
Rosca Withworth
• Roscas Withworth :As características principais da British Standard
Whitworth (BSW) ou a forma ou tipo da rosca são que o ângulo
entre os flancos  é 55 graus . A norma britânica para rosca fina
(BSF) tem o mesmo perfil que o BSW porém com mais fios por
polegada (fpp) .

11
Rosca Americana ou Unificada
• Em 1864 na América, William Sellers propôs um outro padrão baseado em
uma forma de rosca com grau alterado para 60º e variações de diâmetros
diferentes. Isto era adotado como o padrão dos EUA e subseqüentemente
desenvolvidos no American Nacional Coarse (ANC) e  Nacional Fine (NF) para
roscas.
Suas notas distinguem-se das utilizadas para rosca métrica por apresentar a
letra U antes das letras que definem as séries após o numeral que indica o
diâmetro da rosca .Assim como a rosca métrica, esta é considerada uma rosca
à direita a menos que haja a adição do símbolo LH (que indica a rosca à
esquerda) à nota da rosca .

12
Roscas para tubos e conexões
• É comum para identificar os tubos em polegadas usando NPS (Nominal Pipe Size) ou
"Tamanho nominal do tubo". O equivalente métrico é chamado DN ou "diâmetro nominal".
As designações métricas estão de acordo com a ISO e aplicam-se a todo o encanamento, gás
natural, óleo para aquecimento, e, além de tubulação diversos usados em edifícios.
Parafusos
Parafusos são componentes mecânicos de fixação, utilizados em uniões em
ligações não permanentes de peças, ou seja, pode ser montada e desmontada.
Os parafusos apresentam três características que os diferencias entre si. Que
são:
•Formato da cabeça: Podem apresentar vários formatos inclusive parafusos
sem cabeça;
•Tipo de rosca e formato do corpo: Cilíndrico ou cônico, totalmente roscado
ou parcialmente roscado;
•Classe de resistência ;

16
18
O que significa 8.8, 10.9 e
12.9
8.8 = 800 N/mm² - 80% da tração
10.9 = 1040 N/mm² - 90% da tração
12.9 = 1220 N/mm² - 90% da tração

As diferenças são :
Quanto menor for a classe de resistência do parafuso,
maior será a sua ductilidade, porém menor será a sua
capacidade de gerar força.
Quanto maior for a classe de resistência do parafuso,
menor será a sua ductilidade, porém maior será a sua
capacidade de gerar força.
O que é Ductilidade?

• É a capacidade de deformação do material até sua


ruptura, sendo que, quanto mais dúctil for o parafuso,
maior será sua capacidade de alongamento sem se
romper.
Parafusos com boa ductilidade podem ser apertados até a
zona elasto-plástica, onde obtêm-se a maior força de
fechamento da junta.
Parafuso cabeça sextavada

Muito usando em uniões que precisão de apertos fortes pela chave de boca
ou estria. Pode ser usado com ou sem porca, sendo que com a ausência da
porca, o rosqueamento ocorre na própria peça. Um exemplo da necessidade da
utilização de porcas juntamente com o parafuso, é em estruturas metálicas.

21
Sextavado interno (Allen)
• Com cabeça cilíndrica com sextavado interno: Em geral, é usado em uniões
que precisão de um grande aperto, mas a situação onde ele é acoplado o
parafuso não dispõe de espaço suficiente para manuseio de ferramentas.

• Sem cabeça com sextavado interno: Serve para travar elementos de


máquinas porém pode ter uma ponta rebaixada para fixar peças sem
danificar a rosca ou uma ponta em grau para fixar e centralizar peças.

22
Parafuso de cabeça com fenda
• Cabeça redonda com fenda: é utilizado em montagens que não sofrem
grandes esforços e da um melhor acabamento à superfície;

• De cabeça escareada chata com fenda: Também utilizado em montagens que


não sofrem grandes esforços e onde a cabeça do parafuso não pode exceder
à superfície da peça;

• Cabeça escareada boleada com fenda: Muito usado em união de peças de


espessura fina, e quanto há necessidade da cabeça do parafuso não aparecer,
ou seja, ficar embutida na peça.

Todos os parafusos desse grupo têm como material de fabricação o aço,


cobre e suas ligas (como latão).Com exceção do parafuso de cabeça escareada
chata com fenda, que pode ser feito também em aço inoxidável e inox.
23
Parafuso prisioneiro

• Utilizado em situações que exigem montagem e


desmontagem constantes, pois a utilização de outro tipo
de parafusos nestes casos pode acabar prejudicando as
roscas dos furos. A rosca dos parafusos prisioneiros
podem ter passos diferentes ou sentidos opostos.

24
Parafusos de rosca soberba para
madeira

Existem vários tipos de parafuso para madeira, e estes são


fabricados em aço e tratados superficialmente para evitar
efeitos oxidantes de agentes naturais. Na mesma linha está o
conjunto parafuso- bucha plástica, que servem para fixação
de elementos em bases de alvenaria. Alguns deles são:
•Cabeça chata com fenda;
•Cabeça quadrada;
•Cabeça oval;
•Cabeça redonda;
•Cabeça sextavada.
25
Exemplos:

26
Porcas
É um componente mecânico, de forma cilíndrica ou prismática, geralmente
metálica com um furo roscado no qual se encaixa um parafuso, um prisioneiro
ou barra roscada. Tem função de aumentar resistências de fixação e de
possibilitar a transmissão de movimento das peças fixadas.
Está sempre ligada a um parafuso. E apresentam diversas formas externas
que variam de acorda com sua aplicação.

27
Curiosidade

• Pode parecer estranho, mas a palavra "porca" provém


justamente do animal. A genitália do porco macho tem
formato que lembra um parafuso que é introduzido na da
porca (animal) para cópula (união) , assim como o
parafuso é introduzido na porca (objeto). 
Classificação das roscas
Classificação das roscas utilizadas nas porcas segundo sua
função
• Função de fixação – Rosca de perfil triangular;
• Função de transmissão de movimento – Rosca de perfil
quadrado, trapezoidal, e especial;

29
Porcas para aperto manual
• Porca borboleta ;

• Porca recartilhada ;

30
Porcas para aperto com chave

31
Porcas porca especiais

32
Porcas ranhuradas

33
Porca cega

34
Porcas autotravante ou Parlok

Essa porca possui um revestimento de nylon ou metal em seu interior, que


trava a porca no parafuso. Usadas para ajuste axial em (eixos de máquinas).
Porcas rápidas
E para situações em que houver a montagem de chapa
em locais de difícil acesso, existem algumas porcas especiais
que podem ajudar neste caso.

36
Arruelas
Tem a função de distribuir, por igual, a força entre a porca, o
parafuso e as partes montadas. São feitas, principalmente de aço-
carbono, cobre e latão. E para selecionar a arruela certa, precisa-se
saber aonde esta será aplicada.
São muito usadas em máquinas que vibram com frequência, pois
durante uma vibração os parafusos tendem a afrouxar, daí a
importância da arruela que previne este possível afrouxamento
evitando acidentes.

37
Arruela lisa
• Ajuda a distribuir o aperto por igual e melhora o aspecto
do conjunto. Usada em maquina que sofre pequenas
vibrações;

38
Arruela de Pressão
• Ela é usada na montagem de conjuntos mecânicos
sujeitos a grandes esforços ou a grandes vibrações. Útil
também como elemento de trava, servindo para evitar o
afrouxamento das porcas e dos parafusos. Um exemplo
de aplicação é em maquina que estão sujeitas a grandes
variações de temperatura, como os automóveis;

39
Arruela Dentada

• Muito usada em equipamentos que estão sujeitos a


grandes vibrações e pequenos esforços, como
eletrodomésticos, painéis automotivos, equipamento de
refrigeração;

40
Arruela Serrilhada
• Tem as mesmas características e funções da arruela
dentada, com a diferença de que suporta esforços um
pouco maiores;

41
Arruela Ondulada

• É usada em chapas finas de acabamento externo,


justamente porque ela não danifica esses
acabamentos.Muito usado em motores elétricos .

42
Arruela com travamento
• A orelha pode ser dobrada sobre um canto vivo da porca
garantindo sua união;

43
Arruela perfilada
• Muito usada em montagem com cantoneiras ou perfis em ângulo
como trilhos pois ela compensa os ângulos e deixa a superfície
perfeitamente paralela onde o parafuso será acoplado;

44
União com parafusos e seus derivados
• Mais importante que saber quais tipos de união é
entender os critérios que cada tipo exija e o modo de
montagem e desmontagem adequada

45
União com parafusos passantes
• Parafuso passa direto pelos furos atravessando toda a
peça, por isso ele precisa de uma porca para fixa-lo. E
dependendo do serviço ele pode precisar de uma arruela
e contra-porca como acessórios.

46
União com parafusos não-passantes

• Parafusos não-passantes – Este não passa pela peça toda,


por este motivo ele não precisa de porca, sendo que o
próprio furo onde se introduz o parafuso que deve ser
roscado, em uma das peças a serem unidas;

47
União com parafuso como pressão

• Parafusos de pressão – É fixado com pressão, onde a


extremidade do parafuso pressiona a peça fixando-a. Esta
também pode ser com ou sem cabeça;

48
Referências Bibliográficas
e Créditos :
• http://pt.slideshare.net/EltonRicardo/elementos-
de-fixao
• http://www.fazfacil.com.br/reforma-construcao/d
uvidas-medidas-tubulacao/
• https://www.youtube.com/watch?v=q3x18M24G0
o
• ftp://ftp.ifes.edu.br/Campus/SaoMateus/Coorden
adorias/Mecanica/Professores/joaopb/Apostila_El
ementos_2011.pdf

Você também pode gostar