Você está na página 1de 11

ATENAS, UMA CIDADE-ESTADO DEMOCRÁTICA

Monarquia Oligarquia Tirania Democracia

Atenas foi o primeiro


estado a instituir a
Democracia

Dêmos - povo Kratos - poder

CLÍSTENES Regime político em que o poder de PÉRICLES


governar pertence ao povo, a todos
os cidadãos.
- Um dos mais importantes
- Sucessivas reformas.
governantes de Atenas.
- Instituiu a democracia – igualdade
- Instituiu a remuneração
de direitos de todos os cidadãos.
dos cargos políticos.
DEMOCRACIA

PODER LEGISLATIVO PODER EXECUTIVO PODER JUDICIAL

Assembleias Magistrados Tribunais

Eclésia ou Bulé ou Helieu ou


Assembleia Conselho dos 10 estrategos 10 arcontes Areópago Tribunal
Popular Quinhentos Popular

(Todos os cid. (500 cidadãos) - Funções - Presidiam aos (antigos (600 juízes, cid.
m. de 20 anos) militares tribunais e ao arcontes) M. de 30 anos)
- Votava as leis, - Elaborava as (comandavam culto dos - Julgava os - Julgava a
a guerra, o leis o exército e a deuses crimes relig. e maior parte
ostracismo marinha) - Verif. as leis de morte dos processos
SORTEIO ELEITO SORTEIO SORTEIO

CIDADÃOS
RECONSTITUIÇÃO DE UMA REUNIÃO DA ECLÉSIA

DEMOCRACIA DIRETA
Grupo social Características
- Homens livres;
- Maiores de 18 anos;
- Filhos de pai e mãe ateniense;
Cidadãos - Representam uma minoria (cerca de 10%);
- Possuam direitos políticos, podendo participar nas assembleias, conselhos e
tribunais;
- Os únicos que podiam possuir terras.

- Mulheres, filhas e jovens rapazes (com idade inferior a 18 anos) eram excluídas
Família dos da vida política e cultural;
cidadãos - Direitos muito limitados;
- Viviam na dependência dos pais e dos maridos.

- Estrangeiros que viviam na cidade de Atenas;


- Dedicavam-se ao comércio e ao artesanato;
Metecos - Homens livres sem direitos políticos;
- Pagavam impostos (de residência) e estavam sujeitos ao serviço militar;
- Não podiam ser proprietários de terras nem casar com mulheres atenienses;
- Só excepcionalmente se tornavam cidadãos.

- Grupo mais alargado da sociedade ateniense;


- Eram prisioneiros de guerra, raptados por piratas ou condenados por dívidas;
Escravos - Não eram livres (só excecionalmente conseguiam a liberdade);
- Tinham o trabalho mais duro.
LIMITAÇÕES DA DEMOCRACIA ATENIENSE

O IMPERIALISMO DE ATENAS
SOBRE AS OUTRAS
CIDADES-ESTADO

EXISTÊNCIA DE ESCRAVATURA

APENAS 10% DA POPULAÇÃO


PARTICIPAVA NA VIDA
DEMOCRÁTICA

CONDENAÇÕES AO OSTRACISMO
(EXÍLIO) E À MORTE
DEMOCRACIA
ATENIENSE

CONCEITO ATUAL
DE DEMOCRACIA
A VIDA QUOTIDIANA EM ATENAS
CARACTERÍSTICAS DA ALIMENTAÇÃO:

A alimentação era simples e saudável. Comiam


CARACTERÍSTICAS DA EDUCAÇÃO: pão, vegetais, azeitonas, ovos e pouca carne. O
azeite era muito utilizado, tanto para a cozinha
Até aos 7 anos as crianças eram educadas pela como para a iluminação. Nos grandes banquetes,
mãe. Depois dos 7 anos as meninas os cidadãos recostavam-se em sofás, onde
permaneciam em casa, no gineceu, para se comiam diversas iguarias e bebiam vinho.
tornarem boas mães e donas de casa. Os rapazes
iam para a escola, aprender com os mestres, a
CARACTERÍSTICAS DO ÓCIO/LAZER:
gramática, a leitura, a música (a cítara)… por
forma adquirir harmonia. Aos 12 anos enviava-se
o jovem ao mestre da ginástica. Aos 15 anos Ao contrário das mulheres, o homem ateniense
frequentavam a academia e o liceu, para vivia essencialmente fora de casa. De manhã ia ao
combinar “a mente sã em corpo são”. Aos 18 mercado, passeava na ágora e participava nas
anos cumpriam o serviço militar (duração de 2 actividades da pólis. As tardes eram dedicadas ao
anos). Quando o jovem se libertava da escola, a lazer: ginásios, Teatro, cerimónias religiosas, etc.
pólis obrigava-o a aprender as leis e ensinava-o a Ao fim da tarde começava a refeição principal do
reger a sua vida por elas. dia, muitas vezes sob a forma de banquetes com
música, canto e dança pela noite dentro (as únicas
mulheres que podiam participar eram as
bailarinas que animavam o banquete).
ENCENAÇÃO DE UMA CONVERSA ENTRE UM CASAL ATENIENSE
“MULHERES DE ATENAS”

https://www.youtube.com/watch?v=YE9rfrvyzOo

“Mirem-se no exemplo daquelas


mulheres de Atenas, vivem para os seus
maridos, orgulho e raça de Atenas(…)

Mirem-se no exemplo daquelas mulheres


de Atenas, sofrem pelos seus maridos,
poder e força de Atenas (…)

Mirem-se no exemplo daquelas mulheres


de Atenas, geram pelos seus maridos os
novos filhos de Atenas.”
Augusto Boal e Chico Buarque, 1976.