Você está na página 1de 19

“Oração sacerdotal de

Jesus (parte 1):


A glória de Deus na obra
consumada de Cristo”
João 17.1-8
"Essa é a oração mais magnifica feita
aqui na terra e registrada em todas as
Escrituras. Que privilégio enorme ouvir
Deus, o Filho, conversar com Deus, o Pai.
Aqui entramos no santo dos santos. Aqui
nos curvamos para auscultar os mais
profundos desejos do Filho de Deus antes
de caminhar para a cruz”
(Hernandes Dias Lopes)
“Essa oração que Ele fez na Terra, é a
cópia e o padrão de Sua oração no céu.
Que conforto é esse; quando Satanás
tenta, Cristo está orando. Isso traz muito
conforto”(Thomas Watson)
“O título é adequado, porque nesta
oração o Senhor consagra- se para o
sacrifício em que Ele é, ao mesmo
tempo, sacerdote e vítima. Também é
uma oração de consagração em favor
daqueles por quem o sacrifício é
oferecido - os discípulos que estavam
presentes no cenáculo e os que depois
viriam a crer através do testemunho
deles." (F.F. Bruce)
A glória de Deus na obra consumada de Cristo

“Tendo Jesus falado estas coisas, levantou os olhos ao céu


e disse: Pai, é chegada a hora; glorifica a teu Filho, para
que o Filho te glorifique a ti, assim como lhe conferiste
autoridade sobre toda a carne, a fim de que ele conceda a
vida eterna a todos os que lhe deste. E a vida eterna é esta:
que te conheçam a ti, o único Deus verdadeiro, e a Jesus
Cristo, a quem enviaste. Eu te glorifiquei na terra,
consumando a obra que me confiaste para fazer; e, agora,
glorifica-me, ó Pai, contigo mesmo, com a glória que eu
tive junto de ti, antes que houvesse mundo.” (João 17.1-5)
“Jesus seguia uma agenda e um tempo determinado por
Deus na eternidade. Mas agora a hora havia chegado. Jesus
estava consciente deste momento único na história,
quando daria Sua vida na cruz para redimir a criação caída.
Para cada acontecimento na história há uma hora
determinada por Deus. Há um momento. Há um tempo
determinado pelo Deus onipotente e eterno. Ele é o Senhor
da história. A redenção na cruz foi uma materialização de
um momento do plano soberano e da vontade de Deus. E,
nesse plano, o tempo exato e a hora exata de cada evento
foram determinados e designados pela mão soberana do
Altíssimo. (John Macarthur)
“Mas Deus prova o seu próprio amor
para conosco pelo fato de ter Cristo
morrido por nós, sendo nós ainda
pecadores.” (Romanos 5.8)
“E não há salvação em nenhum
outro; porque abaixo do céu não
existe nenhum outro nome, dado
entre os homens, pelo qual importa
que sejamos salvos.” (Atos 4.12)
“Pois a terra se encherá do
conhecimento da glória do SENHOR,
como as águas cobrem o mar.”
(Habacuque 2.14)
“na tua presença há plenitude de
alegria, na tua destra, delícias
perpetuamente.” (Salmo 16.11)
“Em verdade, em verdade vos digo:
quem crê em mim tem a vida eterna.”
(João 6.47)
“Pelo que também Deus o exaltou
sobremaneira e lhe deu o nome que
está acima de todo nome, para que
ao nome de Jesus se dobre todo
joelho, nos céus, na terra e debaixo
da terra, e toda língua confesse que
Jesus Cristo é Senhor, para glória de
Deus Pai.” (Filipenses 2.9-11)
“Pai, a minha vontade é que onde eu
estou, estejam também comigo os
que me deste, para que vejam a
minha glória que me conferiste,
porque me amaste antes da fundação
do mundo.” (João 17.24)
“Manifestei o teu nome aos homens que me deste
do mundo. Eram teus, tu mos confiaste, e eles têm
guardado a tua palavra. Agora, eles reconhecem
que todas as coisas que me tens dado provêm de ti;
porque eu lhes tenho transmitido as palavras que
me deste, e eles as receberam, e verdadeiramente
conheceram que saí de ti, e creram que tu me
enviaste.” (João 17.6-8)
“assim como nos escolheu, nele, antes
da fundação do mundo, para sermos
santos e irrepreensíveis perante ele; e em
amor nos predestinou para ele, para a
adoção de filhos, por meio de Jesus Cristo,
segundo o beneplácito de sua vontade,
para louvor da glória de sua graça
( Efésios 1.4-6)
“E a vontade de quem me enviou é esta:
que nenhum eu perca de todos os que me
deu; pelo contrário, eu o ressuscitarei no
último dia.” (v.39)

“Ninguém pode vir a mim se o Pai, que


me enviou, não o trouxer; e eu o
ressuscitarei no último dia.” (v.44)
“Olhai para mim e sede salvos, vós,
todos os limites da terra; porque eu sou
Deus, e não há outro.” (Isaías 45.22)
“Imediatamente eu vi o caminho da
salvação. Foi como quando a serpente de
bronze foi levantada, as pessoas olharam
e foram curadas – assim aconteceu
comigo.” (C.H.Spurgeon)
“Paulo diz que Deus nos escolheu em Jesus antes
da fundação do mundo e nos predestinou para
sermos seus filhos para o louvor da glória de sua
graça. Ele escolheu você. Por quê? Para que sua
glória e graça possam ser louvadas e magnificadas.
Sua salvação é glorificar a Deus. Sua eleição é
glorificar a Deus. Sua regeneração é glorificar a
Deus. Sua justificação é para a glória de Deus. Sua
santificação é para a glória de Deus, e um dia, sua
glorificação será um mergulho na glória de Deus.”
(John Piper)

Você também pode gostar