Você está na página 1de 26

ÁLCOOL

LEGISLAÇÃO APLICÁVEL

LEI Nº20/2002

ARTº 81º, 158º A 164º DO C..E.

D.L. 48/95 DE 15MAR (C. PENAL)

D.R. 24/98 DE 30OUT

Port.ª 1005/98 DE 30NOV

Port.ª 1006/98 DE 30NOV


Art.º 81.º

ILÍCITO CONTRA-ORDENACIONAL

1. TAS ( 0.50 a <0.80 g/l ) OU NÃO QUANTIFICADA


MAS CONSIDERADO INFLUENCIADO PELO
ÁLCOOL EM RELATÓRIO MÉDICO

COIMA – 240 EUROS - GRAVE


INIBIÇÃO - 1 MÊS A 1 ANO

2. TAS ( 0.80 a <1.20 g/l )

COIMA – 360 EUROS - MUITO GRAVE

INIBIÇÃO - 2 MESES A 2 ANOS


CONDUTORES DE VELOCÍPEDES

SANÇÕES REDUZIDAS A METADE (ARTº 96º)

ILÍCITO CRIMINAL

3. TAS  a 1.2 g/l

CRIME – ( Art.º 292.º C.P. )


QUEM É OBRIGADO A FAZER O TESTE ? ( Álcool/ Estupef )
(Artº 158º)

 TODOS OS CONDUTORES
 PEÕES INTERVENIENTES EM ACIDENTE DE TRÂNSITO
 PESSOAS QUE SE PROPONHAM INICIAR A CONDUÇÃO

OS ACTOS SUSCEPTÍVEIS DE FALSEAR RESULTADOS NÃO PODEM PREVALECER


PARA EFEITOS DE PROVA

 A RECUSA, NESTES DOIS CASOS É PUNIDA POR


DESOBEDIÊNCIA (Art.º 348º C. P.)
 A RECUSA NO TERCEIRO CASO LEVA AO IMPEDIMENTO DE INICIAR A
CONDUÇÃO

O MÉDICO QUE SEM JUSTA CAUSA SE RECUSE A PROCEDER ÀS DILIGÊNCIAS LEGAIS


PARA DIAGNOSTICAR O ESTADO DE INFLUENCIADO É PUNIDO POR DESOBEDIÊNCIA.

FISCALIZAÇÃO DA CONDUÇÃO SOB A INFLUÊNCIA DO ÁLCOOL


(Artº 159º)

REALIZADA POR AGENTES DE AUTORIDADE;


EM CASO DE RESULTADO POSITIVO NOTIFICAR DA POSSIBILIDADE DE
REQUERERCONTRAPROVA (MOD III), DAS SANÇÕES DAÍ DECORRENTES E DAS
DESPESAS A PAGAR CASO A CONTRAPROVA DÊ RESULTADO POSITIVO;

A CONTRAPROVA PODE SER EFECTUADA, DE ACORDO COM A VONTADE DO


EXAMINANDO, ATRAVÉS DE NOVO EXAME, EM APARELHO APROVADO OU
ATRAVÉS DA ANÁLISE DE SANGUE;

CONDUZIR DE IMEDIATO AO LOCAL DA CONTRAPROVA;

SE NÃO FOR POSSÍVEL A REALIZAÇÃO DA PROVA POR PESQUISA DE AR


EXPIRADO, DEVE O EXAMINANDO SER SUBMETIDO A COLHEITA DE SANGUE PARA
ANÁLISE OU SE SE RECUSAR DEVE SER REALIZADO EXAME MÉDICO A FIM DE SE
DIAGNOSTICAR O ESTADO DE INFLUENCIADO PELO ÁLCOOL
IMPEDIMENTO DE CONDUZIR
(Artº 160º)

O CONDUTOR QUE APRESENTE RESULTADO POSITIVO NO EXAME, QUE SE


RECUSAR OU NÃO POSSA SER SUBMETIDO A EXAME É NOTIFICADO DO
IMPEDIMENTO DA CONDUÇÃO POR UM PERÍODO DE 12 HORAS, A MENOS QUE
COMPROVE ANTES DE DECORRIDO ESSE PERÍODO QUE NÃO ESTÁ
INFLUENCIADO PELO ÁLCOOL, ATRAVES DE EXAME POR SI REQUERIDO;

QUEM CONDUZIR COM INOBSERVÂNCIA DESTE IMPEDIMENTO É PUNIDO POR


DESOBEDIÊNCIA QUALIFICADA;
EXAMES EM CASO DE ACIDENTE
(Art.º 162º)

CONDUTORES, E PESSOAS QUE SE INTERVENHAM EM ACIDENTES DE TRÂNSITO


DEVEM, SEMPRE QUE O ESTADO DE SAÚDE O PERMITA, SER SUBMETIDOS A
EXAME DE ÁLCOOL.NO AR EXPIRADO;

SE NÃO FOR POSSÍVEL A REALIZAÇÃO DO EXAME NO LOCAL, DEVE O MÉDICO DO


ESTABELECIMENTO OFICIAL DE SAÚDE ONDE OS INTERVENIENTES FOREM
PRESENTES PROCEDER À AMOSTRA DE SANGUE, PARA O MESMO FIM;

SE O EXAME DE PESQUISA DE ÁLCOOL NO SANGUE, NÃO PUDER SER FEITO,


DEVE O MÉDICO PROCEDER A EXAME PERICIAL PARA O MESMO FIM;

OS MORTOS DEVEM TAMBÉM SER SUBMETIDOS AO EXAME ATRAVÉS DE


COLHEITA DE SANGUE;
FISCALIZAÇÃO DA CONDUÇÃO SOB A INFLUÊNCIA DE SUBSTÂNCIAS
ESTUPEFACIENTES OU PSICOTRÓPICAS
(Art.º 163º)

OS CONDUTORES E PESSOAS QUE SE PROPONHAM INICIAR A CONDUÇÃO DEVEM


SER SUBMETIDOS AOS EXAMES LEGAIS PARA A DETECÇÃO DE SUBSTÂNCIAS
ESTUPEFAC. /PSICOT., QUANDO HAJA INDÍCIOS DE SE ENCONTRAREM SOB A
INFLUÊNCIA DESSAS SUBSTÂNCIAS;

INDEPENDENTEMENTE DE EXISTIREM INDÍCIOS OS CONDUTORES E OS PEÕES


INTERVENIENTES EM ACIDENTES DE TRÂNSITO DE QUE RESULTEM MORTOS OU
FERIDOS GRAVES DEVEM SER IGUALMENTE SUBMETIDOS
COMO DEVE O AGENTE PROCEDER ?

NOTIFICAR OS CONDUTORES E PEÕES PARA REALIZAREM O EXAME, SOB PENA


DE DESOBEDIÊNCIA E QUE FICAM IMPEDIDOS DE CONDUZIR POR UM PERÍODO DE
48 HORAS, A MENOS QUE ANTES DESSE PERÍODO O EXAME LABORATORIAL DE
RASTREIO APRESENTE RESULTADO NEGATIVO;

AS PESSOAS QUE SE PROPONHAM INICIAR A CONDUÇÃO E QUE APRESENTEM


INDÍCIOS SÃO TAMBÉM NOTIFICADAS DO IMPEDIMENTO PELO MESMO PERÍODO;

O AGENTE DE AUTORIDADE ASSEGURA O TRANSPORTE DOS EXAMINANDOS AO


HOSPITAL

SE O EXAME LABORATORIAL DE RASTREIO RESULTAR POSITIVO DEVEM OS


EXAMINANDOS SUBMETER-SE A EXAMES COMPLEMENTARES, SOB PENA DE
CRIME DE DESOBEDIÊNCIA

SE OS EXAMES, tal como na pesquisa de álcool ( art.º 162.º ), NÃO PUDEREM SER
EFECTUADOS, DEVE O MÉDICO PROCEDER A OUTRAS AS DILIGÊNCIAS PARA
DIAGNOSTICAR O ESTADO DE INFLUENCIADO POR SUBSTÂNCIAS
ESTUPEFACIENTES OU PSICOTRÓPICAS.
OUTRAS DISPOSIÇÕES
(Art.º 164.º)

EM REGULAMENTO SÃO FIXADOS:

TIPO DE MATERIAL UTILIZADOS NA FISCALIZAÇÃO

MÉTODOS A UTILIZAR NA DETERMINÇÃO DA TAXA


EXAMES MÉDICOS PARA DETERMINAÇÃO DOS ESTADOS DE
INFLUENCIADO (Álcool e Substâncias Estupefacientes ou Psicotrópicas.
CONDUÇÃO SOB O EFEITO ARTº 81º C.E.
DO ÁLCOOL, SUBSTÂNCIAS
ESTUPEFACIENTES OU
PSICOTRÓPICAS
ARTº 158º C.E.

FISCALIZAÇÃO
- TODOS OS CONDUTORES
- PEÕES INTERVENIENTES EM ACIDENTE RÂNSITO
- PESSOAS QUE SE PROPONHAM INICIAR A
DESPISTAGEM CONDUÇÃO
- A RECUSA ( dois 1.ºs casos) DESOBEDIÊNCIA (ARTº
348º DO C.P.)

QUALITATIVO – SD2
NEGATIVO POSITIVO ARTº 1º DR 24/98

TESTE QUANTITATIVO
ARTº 2º DR 24/98
POSITIVO

TAS TAS TAS


0.5 –<0.8 0.8 –<1.20 1.20

GRAVE MUITO CRIME


GRAVE

COIMA COIMA ARTº 292º CP


240 EUROS 360 EUROS 147ºC.E.

DETENÇÃO

REQUER SUMÁRIO
ACEITA
CONTRAPROVA
REQUER
CONTRAPROVA
IMOBILIZAÇÃO
DO
VEÍCULO COMUM

NOTIFICAÇÃO
TAS  1,20

CONFORMIDADE
DETENÇÃO DO CONDUTOR E COM OS ART.ºs
CONSTITUIÇÃO DE ARGUIDO 58º, 255º, 256º, CPP

NOTIFICAÇÃO DO CONDUTOR QUE LHE É


IMPUTADA A AUTORIA DO CRIME PREVISTO E PUNIDO
NO ARTº 292º DO C.P. E QUE PODE REQUERER EXAME
PARA CONTRAPROVA

NOS TERMOS DO ARTº


COMUNICAÇÃO 259º DO C.P.P. PARA
DA DETENÇÃO AO M.P. EFEITOS DO ARTº 254º

LEVANTAR
OBSERVÂNCIA DO
AUTO DE NOTÍCIA. DISPOSTO NO ARTº 243º
DO C.P.P.

APRESENTAR O DETIDO AO M.P., IMEDIATAMENTE,


OU NO MAIS CURTO PRAZO POSSÍVEL, COMPATÍVEL COM O
INÍCIO DO JULGAMENTO OU COM APRESENTAÇÃO AO JUÍZ NO
PRAZO MÁXIMO DE 48 HORAS
TESTE SD-2
QUALITATIVO

POSITIVO

O EXAMINANDO TEM DE REALIZAR O TESTE


QUANTITATIVO ( SE POSSÍVEL DENTRO DE 30m. )

O EXAMINADOR ACOMPANHA O EXAMINANDO E


ASSEGURA O TRANSPORTE.

QUANTITATIVO
ALCOMAT
SERES
DRAGGER
O TESTE QUANTITATIVO CONFIRMA UMA T.A.S.  0,5 g/l

EXAMINANDO

É NOTIFICADO

DAS SANÇÕES LEGAIS

DA POSSIBILIDADE DE REQUERER
CONTRAPROVA
CONTRAPROVA

ANALISADOR QUANTITATIVO – O MESMO OU


OUTRO (PRAZO MÁXIMO DE 15 MINUTOS ).
ANÁLISE DE SANGUE – NO ESPAÇO DE 2 HORAS.
ANEXO I

CONFIRMA

NOTIFICAÇÃO DA
RESPONSABILIDADE DAS DESPESAS
IMPOSSIBILIDADE DE EFECTUAR O TESTE

- MOTIVO DE SAÚDE
- APÓS 3 TENTATIVAS
SUCESSIVAS, FALHADAS
- SINISTRADOS

ANÁLISE DE SANGUE

NO ESPAÇO DE 2 HORAS.

NAS URGÊNCIAS HOSPITARES


IMPOSSIBILIDADE DE ANÁLISE DE SANGUE

SUBMETIDO A EXAME MÉDICO

CONFIRMADAS AS RAZÕES INVOCADAS:: A NÃO CONFIRMAÇÃO:

-MÉDICO ELABORA RELATÓRIO COIMA DE 40 000$00


-DÁ CONHECIMENTO AO EXAMINANDO EXCEPTO SE
-SUBMETE-O A EXAME APROPRIADO SUBMETIDO AO TESTE
DE AR EXPIRADO

EXAME DIRECTO
ANEXOII
SUBSTÂNCIAS
ESTUPEFACIENTES OU
PSICOTRÓPICAS
D.R. 24/98
Port.ª 1006/98

QUEM?

-CONDUTORES E PESSOAS QUE SE


PROPONHAM INICIAR A CONDUÇÃO
-SE EXISTIREM INDÍCIOS DE INFLUENCIADOS

-- CONDUTORES E PEÕES INTERVENIENTES EM


ACIDENTES DOS QUAIS RESULTEM MORTOS OU
FERIDOS GRAVES, MESMO SEM INDÍCIOS
EXAME LABORATORIAL
DE RASTREIO

ANEXO IV
SE SE REVELAR POSITIVO

EXAMES COMPLEMENTARES

ANEXO V
SE O EXAME LABORATORIAL DEMONSTRE POSITIVO

RECOLHA DE SANGUE E URINA – PELO MÉDICO

ANEXO V
ENVIO IML

ANEXO IX

15 DIAS

RELATÓRIO

AUTORIDADE DE FISCALIZAÇÃO

SE CONFIRMA SE NÃO CONFIRMA

AUTO DE CONTRA-ORDENAÇÃO
ALÍNEA C) Nº 5 Art.º 81º C.E. – COIMA DE 360
EUROS
NÃO HÁ PROCEDIMENTO
ALÍNEA J) Artº 147º C.E. - MUITO GRAVE
ART.º 292.º
CONDUÇÃO DE VEÍCULO EM ESTADO DE EMBRIAGUEZ OU SOB A
INFLUÊNCIA DE ESTUPEFACIENTES OU SUBST. PSICOTRÓPICAS

1. QUEM CONDUZIR VEÍCULO COM TAS IGUAL OU SUPERIOR A 1.2 G/L DE


SANGUE É PUNIDO COM PENA DE PRISÃO ATÉ UM ANO OU MULTA ATÉ 120
DIAS.

2. INCORRE NA MESMA PENA QUEM CONDUZIR VEÍCULO NÃO ESTANDO EM


CONDIÇÕES DE O FAZER POR SE ENCONTRAR SOB A INFLUÊNCIA DE
ESTUPEFACIENTES OU SUBSTÂNCIAS PSICOTRÓPICAS, OU PRODUTOS COM
EFEITO ANÁLOGO
ART.º 291.º
CONDUÇÃO PERIGOSA DE VEÍCULO RODOVIÁRIO

QUEM CONDUZIR VEÍCULO COM OU SEM MOTOR:


1. NÃO ESTANDO EM CONDIÇÕES DE O FAZER POR SE ENCONTRAR EM ESTADO
DE EMBRIAGUEZ OU SOB A INFLUÊNCIA DO ÁLCOOL, ESTUPEFACIENTES,
SUBSTÂNCIAS PSICOTRÓPICAS OU PRODUTOS COM EFEITO ANÁLOGO.

2. VIOLANDO GROSSEIRAMENTE AS REGRAS DA CIRCULAÇÃO RODOVIÁRIA


RELATIVAS À PRIORIDADE, À OBRIGAÇÃO DE PARAR À ULTRAPASSAGEM, À
MUDANÇA DE DIRECÇÃO, À PASSAGEM DE PEÕES, À INVERSÃO DO
SENTIDO DE MARCHA EM AUTO-ESTRADA, À MARCHA ATRÁS EM AUTO-
ESTRADAS, AO LIMITE DE VELOCIDADE OU À OBRIGATORIEDADE DE
CIRCULAR NA FAIXA DE RODAGEM DA DIREITA

E
CRIAR DESTE MODO PERIGO PARA A VIDA OU PARA A INTEGRIDADE FÍSICA
DE OUTRÉM OU PARA BENS PATRIMONIAIS ALHEIOS DE VALOR ELEVADO

É PUNIDO COM PENA DE PRISÃO ATÉ 3 ANOS


OU PENA DE MULTA.
ART.º 69º
PROIBIÇÃO DE CONDUZIR VEÍCULOS COM MOTOR

É CONDENADO NA PROIBIÇÃO DE CONDUZIR VEÍCULOS


COM MOTOR POR UM PERÍODO ENTRE TRÊS MESES E
TRÊS ANOS QUEM FOR PUNIDO:
POR CRIME PREVISTO NOS ARTIGOS 291º E 292º

POR CRIME DE DESOBEDIÊNCIA COMETIDO MEDIANTE


RECUSA DE SUBMISSÃO ÀS PROVAS ESTABELECIDAS
PARA DETECÇÃO SOB O EFEITO DE ÁLCOOL,
ESTUPEFACIENTES, SUBSTÂNCIAS PSIC. OU PRODUTOS
COM EFEITO ANÁLOGO.
ARTº 294º
AGRAVAÇÃO, ATENUAÇÃO ESPECIAL E DISPENSA DE PENA

QUANDO OS CRIMES PREVISTOS NOS ART.º 291º E 292º


FOREM COMETIDOS NO EXERCÍCIO DA ACTIVIDADE POR
CONDUTORES DE

VEÍCULOS DE TRANSPORTE ESCOLAR


VEÍCULOS LIGEIROSDE TRANSPORTE PÚBLICO DE ALUGUER
VEÍCULOS PESADOS DE PASSAGEIROS OU DE MERCADORIAS
VEÍCULOS DE TRANSPORTE DE MATÉRIAS PERIGOSAS

O AGENTE É PUNIDO COM A PENA QUE LHE CABE,


AGRAVADA DE UM TERÇO