Você está na página 1de 15

PROPOSTA DE P+L EM UMA EMPRESA DO RAMO

METALÚRGICO NO MUNICÍPIO DE MARINGÁ-PR

Bruna Martins Gomes ; Bruno Sobral


Moreschi ; Gabriel Rodrigues Olimpio ; Ian
Alan Dach Eckelli ;William Yoshio Kawaai
INTRODUÇÃO

As matrizes energéticas, predominantemente, não renováveis, estão ligadas a um padrão de


produção e consumo de energia insustentáveis frente ao desenvolvimento do planeta a longo prazo
(BARBIERI, 2007). A cidade de Maringá é a 3ª maior em número de empresas atuantes no Paraná,
cerca de 26037 empresas no ano de 2017 (IBGE, 2019). Tais empresas são qualificadas como
empreendimentos de pequeno e médio porte na cidade (IGBE, 2019), e apesar de não possuírem
potencial poluidor relativamente pequeno individualmente, quando como um todo, passam a
representar um grande impacto ao meio ambiente do município.
Para o estudo em questão, a adoção das práticas da P+L são motivadas pelos seguintes critérios: 
• Desperdício de matéria-prima na produção sob a forma de resíduos;
• Produção de efluentes líquidos que necessitam de tratamento para disposição;
• Alto consumo de água e energia;
• Alto índice de defeitos na fabricação dos produtos, gerando desperdício de produtos acabados.
ABORDAGEM METODOLÓGICA

• A pesquisa apresentada é caracterizada pelo processo de implantação da P + L


em uma indústria de refusão e extrusão de alumínios. Inicialmente, há a
descrição do conceito e abordagem da Produção Mais Limpa e,
sequencialmente, a coleta dos dados referentes à observação in loco é realizada
através de questionários e documentações realizadas com colaboradores da
empresa. Os questionários foram aplicados por um colaborador que realiza
estágio na empresa e participa das atividades de programação da produção e
gestão da manutenção do processo produtivo da mesma. 
 SUSTENTABILIDADE EMPRESARIAL

• A sustentabilidade empresarial é um modelo flexível as particularidades


exigidas, moldando-se segundo a realidade e necessidade de cada negócio. Ao
longo do aprimoramento de processos de processos produtivos, a
sustentabilidade passa a ser sinônimo de constante melhoria em busca de
processos mais limpos e redução de custos para a empresa (SANTOS e SILVA,
2017).  
PRODUÇÃO MAIS LIMPA

• A produção mais limpa (P+L) se baseia no incremento de ideias ao processo


produtivo que, de alguma forma, atinge sustentavelmente a empresa. A
produção mais limpa possibilita agregar valor aos produtos e serviços, de modo
a diminuir o consumo de recursos naturais e contaminação, prevenindo na raiz
do problema (causa) ao invés de corrigi-los no final do processo. Portanto, a
P+L engloba, também, os níveis estratégicos da empresa
FLUXOGR AMA PAR A O ESTAB ELECIMENTO DE
PR IORIDADES DE P+L NO PR OC ESSO PR ODUTIVO.
PASSOS DE IMPLANTAÇÃO DE UM
PROGRAMA DE PRODUÇÃO MAIS LIMPA
• Dessa forma, para a implantação do P+L, destacam-se os seguintes passos:
• a) Identificar áreas que geram resíduos ou emissões, quantificando e qualificando
por tipo, toxidade e características os poluentes;
• b) Conhecer detalhadamente todos os processos de materiais e energia existentes na
empresa;
• c) Avaliar as principais fontes de poluição ou perdas dentro do fluxo produtivo,
indagando as razões de como e onde elas ocorrem;
• d) Fazer uma escala de prioridades a serem atacadas, começando por localizar as
fontes de desperdícios de recursos e geração de resíduos;
• e) Relacionar as técnicas limpas mais recomendadas para cada caso levantado;
• f) Investigar a viabilidade econômica para a adoção da técnica produtiva menos
poluidora;
• g) Estabelecer um cronograma para a eliminação gradual das substâncias nocivas e
reutilização de materiais e insumos;
• h) Fornecer treinamento, informações, técnicas e recursos financeiros para viabilizar
as mudanças rumo à Produção Limpa.
• i) Levantar as possíveis barreiras e resistências comportamentais, de espaço físico,
de tempo ou de treinamento para fazer as alterações;
• j) Manter todos na empresa informados sobre o andamento do processo, pois isso
ajuda a envolver as pessoas;
• k) Iniciar a implantação efetiva do programa;
• l) Incorporar o conceito de P+L na cultura da organização.
EMPRESA ESTUDADA 

• A empresa foi fundada na cidade de Maringá-PR em 1978 para colocar em


funcionamento um rádio de comunicação "PX", que era utilizado como
diversão para se comunicar com alguns amigos. Atualmente, a empresa está no
ramo de produção de alumínio, responsável pela produção de tarugos que
atendem tanto a demanda interna da empresa, como também presta serviços de
produção de ligas à terceiros.
PROPOSTA DE P+L
PLANEJAMENTO E ORGANIZAÇÃO

• Nesta etapa é necessário o apoio e participação da gerência da empresa  em


busca da aplicação dos conceitos da P+L. Desta forma, ocorre o alinhamento
do planejamento estratégico com a P+L. Visando à minimização das percas
ocasionadas na fundição nos fornos, o objetivo da proposta está voltado para a
adoção de medidas de valorização dos resíduos que são depositados no meio
ambiente neste processo. 
PRÉ-AVALIAÇÃO
 CONCLUSÃO

• O diagnóstico ambiental realizado no processo de fundição é uma ferramenta


decisiva na implementação de ações de redução do uso de matéria-prima e de
minimização da geração de resíduos. Em razão disso, os princípios de
Produção Mais Limpa possibilitam o melhor aproveitamento da matéria-prima
em conjunto com a redução na fonte de resíduos gerados no processo,
reduzindo impactos ambientais e aumentando a competitividade da empresa.
PERGUNTAS?

Você também pode gostar