Você está na página 1de 41

AULA 1 – GENÉTICA

INTRODUÇÃO À GENÉTICA

14/08/2010 Sônia Cristina J. Dias 1


Genética é o estudo de dois
fenômenos distintos

hereditariedade variação

Todas as diferenças ambientais


A tendência de iguais gerar
ou genéticas entre os
iguais – os descendentes =
organismos relacionados pela
semelhantes aos ascendentes
descendência

Informação – diferentes Podem ser devidas ao meio = não


fenótipos – passada de hereditárias ou
pais para filhos pelos Produzidas por alterações na
gametas constituição genética = hereditária
14/08/2010 Sônia Cristina J. Dias 2
A Enquanto a hereditariedade
N está relacionada com a
semelhança entre os
T indivíduos no decorrer das
A gerações
G
Ô Variação é o contrário –
N permite que existam
I diferenças sobre as quais atua
a seleção – ocasiona –
C melhoramento e evolução –
A só será positivo e mantido se a
variação for herdável
S
14/08/2010 Sônia Cristina J. Dias 3
Há cerca de 10 mil anos
– homem se
preocupava – seleção
de plantas e animais
Hipóteses foram
formuladas para explicar
a transmissão das
características hereditárias
ao longo do tempo

Genética recebeu maior


impulso – trabalhos de
Gregor Mendel – final do
século XIX – receberam
crédito apenas no inicio
do século XX
14/08/2010 Sônia Cristina J. Dias 4
Razões para êxito Escolha do material
de Mendel experimental

Ervilha – planta de
Estudou vários
ciclo curto,
caracteres da
descendência
ervilha (sete)
numerosa
14/08/2010 Sônia Cristina J. Dias 5
Reconhecimento do trabalho de Mendel

• Os trabalho de Mendel só foi reconhecido em


1900 – 16 anos após a sua morte (1884);
• Tres pesquisadores : De Vries, Correns e
Tschermark mostraram que a teoria de Medel
era correta
• 1990 = marco zero da genética = nascimento
da genética

14/08/2010 Sônia Cristina J. Dias 6


Importância da genética
• Tem contribuído muito - especialmente na
agropecuária
• Pois o crescimento populacional exerce grande
pressão (Em um dia, a população do planeta é acrescida de 240 mil
habitantes)
• Com o aumento da população há grande demanda de
alimento
• O que possibilita afirmar que o homem dispõe de
tecnologia para produzir alimentos na quantidade e
qualidade necessárias são as experiências do passado
14/08/2010 Sônia Cristina J. Dias 7
- problemas
Quaisde as
saúde da população
consequências do
- a demanda por alimento
- ascrescimento populacional
questões ambientais principalmentedessa
(água) magnitude?
- produção de lixo
- aumento da competição no mercado de
trabalho

ALIMENTO
PARA
TODOS ??????

Crescimento da população humana a partir de 1650 e sua projeção


para o ano de 2025.
14/08/2010 Sônia Cristina J. Dias 8
Importância da genética
• Dentre as tecnologias que contribuem para o
aumento da produção de alimentos se destaca o
melhoramento genético de plantas e animais
• Exemplo: produção de milho hibrido, iniciada
com os trabalhos de G.H. Shull, E.M. East e D.J.
Jones, nas duas primeiras décadas do século XX
• Em Minnesotta (EUA), a produtividade passou
de 2010 Kg/ha em 1930, para aproximadamente
10.000 kg/há em 2010.
14/08/2010 Sônia Cristina J. Dias 9
Até 1940 – produtividade praticamente mesma
Depois – foram recomendados híbridos aos agricultores
– crescimento foi espetacular.
14/08/2010 Sônia Cristina J. Dias 10
Importância da genética
• Expressivo aumento da produtividade = uma
série de práticas culturais e de manejo
• E a inclusão do milho híbrido no sistema
produtivo = responsável por 58% deste ganho
em produtividade.
• Melhoramento genético das plantas tem sido
realizado de várias formas – exemplo -
introdução de genes de resistência a pragas e
doenças, melhorando a arquitetura da planta
14/08/2010 Sônia Cristina J. Dias 11
Importância da genética
• Ex. arroz – antes o cultivo de arroz era realizado
com cultivares de porte alto (PETA) –
DESVANTAGEM – com a adubação nitrogenada
(aumentar a produção), cresciam muito e
acamavam – dificultava os tratos culturais e
colheita.
• Geneticistas conseguiram obter genótipos de
plantas baixas – suportam altos índices de
nitrogênio sem acamar. COMO CONSEGUIRAM?
14/08/2010 Sônia Cristina J. Dias 12
DEE-GEE-WOO-GEN Crescentes de nitrogênio Grande resposta ao
Produtividade muito Crescimento excessivo fertilizante nitrogenado,
baixa Acamavam sem acamar, permitindo
Produtividade de grãos reduzia obter enorme
produtividade de grãos por
área

14/08/2010 Sônia Cristina J. Dias 13


Fonte: Chrispeels e Sadava (1994) .

comparação das cultivares de arroz PETA e IR-8 em doses


crescentes de nitrogênio, tanto em ano agrícola com
pouca ou muita precipitação (chuva)
14/08/2010 Sônia Cristina J. Dias 14
Importância da genética
No Brasil
• O melhoramento genético também assume papel importante
• Há pressão para o incremento na produção de alimentos
• OBJETIVO – melhorar o padrão de nutrição do povo brasileiro,
ampliar as exportações, visando melhorar a balança de
pagamento, reduzir a dependência da importação de alimentos
e combustíveis.
• Como atingir esses objetivos?
• Duas opções: 1. expansão da fronteira agrícola
2. incremento na produtividade.
Em ambos os casos – papel importante está no melhoramento
genético.
14/08/2010 Sônia Cristina J. Dias 15
• Para isso há necessidade de identificar espécies
mais viáveis e também cultivares dentro de cada
espécie mais eficientes para as condições das
regiões utilizadas como áreas dos cerrados.
• EXEMPLO: cultura da soja (espécie originária da China,
adaptada dias longos- +18 horas luz) – leguminosa que até
1970 – concentrava-se no Sul do Brasil – com a
obtenção de linhagens insensíveis ao fotoperiodo
– passou a ser cultivada em quase todo o pais –
aumentando significativamente sua produção –
em 30 anos passou de 2,0 milhões de toneladas
para 60 milhões de toneladas (2009\2010).
14/08/2010 Sônia Cristina J. Dias 16
2019/2020 = Fórum Nacional de Máxima
Produtividade de Soja, organizado pelo
Comitê Estratégico Soja Brasil (Cesb) –
média do concurso foi de
83,1 sacas por hectares

Evolução da produção de soja no Brasil.


Fonte: IBGE ( 2009).

14/08/2010 Sônia Cristina J. Dias 17


Importância da genética
• Outro exemplo – trabalho realizado pela
Empresa Aracruz Celulose – por meio de
seleção em populações introduzidas de
eucalipto associada a propagação assexuada –
obtendo clones – passou de uma
produtividade média de 28 m3\ha\ano de
madeira obtida em 1960 para 45 m3\ha\ano =
aumentou o rendimento da madeira e da
celulose
14/08/2010 Sônia Cristina J. Dias 18
Importância da genética
• Com o advento da biotecnologia como a
engenharia genética – tecnologia do DNA
recombinante – algumas contribuições
importantes têm ocorrido como a produção
de insulina humana e do hormônio de
crescimento – somatostatina.

14/08/2010 Sônia Cristina J. Dias 19


14/08/2010 Sônia Cristina J. Dias 20
14/08/2010 Sônia Cristina J. Dias 21
Variação e seu significado biológico
Genética é a ciência que estuda a
hereditariedade e a variação de
características dos organismos
Variação e seu significado biológico

Hereditaridade: herança = genes

Variação = diferenças ambientais ou


genéticas entre organismos relacionados
pela descendência
Variação e seu significado biológico
Variação ambiental
Flutuações na fertilidade do solo, nutrição, temperatura,
ataque de doenças ou pragas, umidade, etc.

Ex: dois pedaços do caule (manivas) retiradas de uma


mesma planta de mandioca, portanto geneticamente
idênticas, e plantarmos em condições diferentes de
fertilidade, uma das plantas produzirá muito mais raízes
do que a outra

Nunca pode ser transmitida à descendência


Variação e seu significado biológico

Variação genética

Diferenças nas constituições genéticas que surgem


através do mecanismo de mutações.

Pode ser transmitida à descendência = É hereditária

essencial para o melhoramento genético das espécies


e para a evolução de todas as espécies
Variação genética

Existência de variação genética é comum a todas as


espécies biológicas - coloração de flores de roseiras,
coloração de grãos do feijoeiro, altura de árvores de
Pinus, densidade da madeira de eucalipto, teor de
amido em tubérculos de batata, teor de óleo em
sementes de soja, produção de leite em vacas,
coloração da casca do ovo de galinhas,
suscetibilidade ou resistência a certos patógenos

14/08/2010 Sônia Cristina J. Dias 26


Outras definições importantes
• Caráter: Atributos biológicos que identificam
um indivíduo

Ex: Milho:
altura da planta, cor das folhas, tamanho das raízes, cor dos
grãos, tamanho dos grãos, teor de proteínas,
produtividade de grãos, etc.

Ex: Bovino:
Sexo, a cor da pelagem, a presença ou não de chifres, a
produtividade de leite, o teor de gordura no leite, etc.
Outras definições importantes
• Genótipo: constituição genética
• Fenótipo: alternativas de expressão de um caráter
• Gene: segmento de DNA
• DNA: material genético
• Cromossomo: fita de DNA condensado
• Cromatina: ácido nucléico descondensado
• Locus/Locos: Local no cromossomo onde se
localiza um determinado gene
• Germoplasma: conjunto de genótipos
representante de uma espécies
Conservação da variabilidade
genética
• A preservação da variabilidade, ou a conservação dos
recursos genéticos é considerada uma das questões
mais importantes para a sobrevivência da humanidade
• Aconservação das espécies pode ser feita in situ ou ex
situ

14/08/2010 Sônia Cristina J. Dias 30


Conservação da variabilidade
genética
Conservação in situ:
Preservação no ambiente onde a espécie evoluiu.

Conservação ex situ:
Preservação realizada em bancos de germoplasma.

Germoplasma: conjunto de genótipos representativos


de uma espécie.
Conservação da
variabilidade genética
Conservação in situ: preservação no ambiente onde a
espécie evoluiu

Espécies selvagens e parentes das culturas que se auto


perpetuam em ambientes naturais ou agrícolas

Genes dessas espécies transferidos para espécie cultivada


contribuindo:
 tolerância a condições de estresse ambiental;
 Resistência a pragas e doenças;
 Melhor sabor;
 Qualidades culinárias;
 Valor nutricional.
Conservação da variabilidade
genética
Conservação ex situ: preservação em bancos de
germoplasma

Principalmente cultivares primitivas das espécies


mais importantes
Potencial fonte de variação para futuros programas de melhoramento;
Espécies com eminente ameaça de extinção

Banco de germoplasma
 Local onde se armazena o material genético das espécies de
interesse: BANCO DE ALELOS = formas alternativas dos genes =
diversidade genética.
Atividades realizadas em um banco de germoplasma
1. Prospecção e coleta (realizada onde a espécie possui maior variabilidade;
• 2. Introdução, intercâmbio e quarentena - reduzir os riscos de introdução
inadvertida de enfermidades e pragas no país, ou região que recebe o material
genético.
• 3. Caracterização - apresentam descrições sobre resistência às pragas e
patógenos, características de grãos, tolerância a estresses ambientais, etc.
4. Conservação; Banco de sementes, preservação in vivo, cultura de tecidos,
criopreservação de pólen, meristemas, embriões, sêmen e microrganismos.
a) Sementes ortodoxas: que podem ser dessecadas milho, feijão, trigo, arroz,
soja, algodão, etc.
b) Sementes recalcitrantes: morrem rápido café e cacau
• 5. Multiplicação e regeneração - multiplicação é a reprodução de um acesso
para atender à demanda dos melhoristas ou para fins de intercâmbio. A
regeneração é a reprodução de um acesso visando à manutenção da sua
integridade genética e a sua conservação por mais um período de tempo no
banco
Conservação da variabilidade
genética no Brasil
EMBRAPA Recursos Genéticos e Biotecnologia
(CENARGEM): fundada 1974

Acessos de feijão, arroz, cevada, soja, trigo,


sorgo, milho, caupi, algodão, triticale,
amendoim, aveia, etc.

Conservação in vitro de espécies de propagação


vegetativa: mandioca, batata-doce, cará,
batata, banana, morango, aspargo, etc.
Conservação da
variabilidade genética
no Brasil
EMBRAPA Recursos Genéticos e Biotecnologia
(CENARGEM): 1974

Conservação in situ iniciou-se em 1984 com a


criação de 5 reservas genéticas:

Pinheiro-do-paraná, imbuía, erva-mate,


jequitibá, cedro, angico, mogno, etc.
Esquema ilustrativo do silo de sementes de Svalbard. (1) O teto da entrada do silo possui aço altamente refletivo, espelhos e prismas. Nos
meses de verão, a luz polar é refletida enquanto que, nos meses de inverno, mais de 200 cabos de fibras óticas tornam a luz turquesa
esverdeada ou branca. (2) Um túnel de 93,3 m é cortado dentro da montanha e se liga a uma entrada de 26 m para os três silos. Cada silo tem
aproximadamente 10 m de largura, 26 m de comprimento e 6 m de altura. (3) Escritório localizado a 80 m da entrada e que tem como função
receber as sementes dos bancos de germoplasma de todo o mundo e fazer o inventário. (4) O silo tem capacidade para armazenar cerca de 4,5
milhões de amostras de sementes. Cada amostra tem uma média de 500 sementes, totalizando 2,25 bilhões de sementes. (5)As sementes serão
armazenadas a – 18º C, em embalagens de 4 filmes de papel alumínio, colocadas em caixas seladas e colocadas nas prateleiras. Abaixa
temperatura e umidade permitirão pouca atividade metabólica mantendo as sementes viáveis por décadas, séculos ou, em alguns casos,
milênios.

14/08/2010 Sônia Cristina J. Dias 40


O que é genética?
• É o estudo dos genes e de sua transmissão
para as gerações futuras.

• É dividida em:
- Genética Clássica  Mendel (1856 – 1865)
- Genética Moderna  Watson e Crick
(1953).

Você também pode gostar