Você está na página 1de 40

Algoritmos de coordenação da

camada MAC do 802.11


Trabalho de Conclusão de Curso II
Rodrigo Maximo - Gppcom
Conteúdo da Apresentação
• Desafios do Wi-Fi como rede sem fio
• Camada MAC do Wi-Fi
• Conceito de algoritmo distribuído
• Protocolo CSMA-CA
• Cenários de Colisão
• Conceito de QoS
• Protocolos DCF, PCF, EDCA
Trabalhos Relacionados
• BINGMANN, Timo. Accuracy Enhancements of
the 802.11 Model and EDCA QoS Extensions in
ns-3. Tese do Karlsruhe Institute of Telematics.
– Base para esta apresentação

• PERAHIA, E., STACEY. R. Next Generation Wireless


Lans. Cambridge University Press, 2013.
– Maior aprofundamento
Desafios do Wi-Fi como rede sem fio

– Menor confiabilidade
– Pode não haver conectividade entre todos os
membros da rede
– Desprotegida de outros sinais
Quais as soluções?
Confiabilidade

• ACK positivo:

– O recebedor de pacotes notifica o transmissor


quais pacotes foram recebidos corretamente

– Reenvia-se o pacote quando ACK não é recebido


Conectividade entre membros

• Uso de Wi-Fi infra-estruturado

– Opcional

– Tipo mais comum


Interferência e ruído

• Estratégias de modulação e codificação

– DSSS/OFDM

– Códigos convolucionais
Camada MAC
• Também chamada de Data Link no modelo
TCP-IP
• Função de coordenar acesso ao meio
Camadas do Modelo TCP-IP
Algoritmos distribuídos

• Conjunto de normas rígidas a serem seguidas

• Depende da cooperação entre as máquinas da


rede
MAC no Wi-Fi
• Tenta dar uma interface para as camadas
superiores igual aos outros padrões (ex.
Ethernet)

• 48 bits de endereço MAC, do mesmo pool do


Ethernet
CSMA-CA

• Inspirado no CSMA-CD do Ethernet

• Comunicação half-duplex

• Baseia-se em evitar colisões escutando o meio


Escuta ao meio
• Detecção física de portadora:
– Detecção de sinal no meio de transmissão

• Detecção virtual de portadora


– Definida pelo campo duration no cabeçalho MAC
em cada pacote
– NAV: Network Allocation Vector
– Proíbe transmissão por este tempo
Cenários de Colisão
• Duas estações detectam o meio como
disponível

– Solução: Tempo aleatórios de espera (DCF)


Cenários de Colisão
• Problema do nó escondido
– Duas estações se comunicam com uma estação
intermediária, mas não entre si
– Solução: troca de mensagens RTS/CTS
RTS/CTS
• CTS: Clear to Send
– Permite transmissão
• RTS: Request to Send
– Pede para transmitir
Espaço entre frames
• IFS (Interframe Space)
– Tempo de espera após detectar o meio livre
– Deve conter o tempo para:
• Chegada do frame
• Decodificação do frame
Espaço entre frames
• Incrementos de tempo: parâmetro SlotTime
DCF
• Tenta minimizar estatisticamente as chances de colisão

• Espera um tempo fixo + tempo aleatório para


transmitir
– Aumento deste tempo quando há colisão (conceito de
janela de contenção)

• Não garante Quality of Service


– Não limita tamanho do frame nem tempo de transmissão
DCF – exemplo de coordenação usando
backoff

• Etapa 01: A transmite, B e C sorteiam tempos


aleatórios de 5 e 8, respectivamente
DCF – exemplo de coordenação usando
backoff

• Etapa 02: A para de transmitir e sorteia um


tempo aleatório de 9 para retransmitir,
enquanto A, B e C esperam DIFS
DCF – exemplo de coordenação usando
backoff

• Etapa 03: DIFS termina; B, por ter sido


sorteado com o menor tempo de espera,
começa a transmitir
DCF – exemplo de coordenação usando
backoff

• Etapa 04: A e C percebem que B está


transmitindo e param suas contagens de
tempo
DCF – exemplo de coordenação usando
backoff

• Etapa 05: B termina de transmitir e sorteia um tempo


aleatório de 4; A e C percebem que o meio está livre;
todos esperam DIFS antes de recomeçar a contagem
DCF – exemplo de coordenação usando
backoff

• Etapa 06: A e C recomeçam a contagem de


onde pararam, C é o primeiro a zerar sua
contagem
DCF – exemplo de coordenação usando
backoff

• Etapa 07: C começa a transmitir; A e B param


suas contagens de tempo
DCF – exemplo de coordenação usando
backoff

• Etapa 08: C termina sua transmissão, sorteia outro tempo


aleatório; A e B detectam o meio livre; todos esperam
DIFS antes de recomeçar a contagem
DCF – exemplo de coordenação usando
backoff

• Etapa 09: Todos recomeçam a contagem; A e B


terminam suas contagens ao mesmo tempo e
começam a transmitir; colisão ocorre
Quality of Service

• Conjunto de tecnologias que garantem que


um serviço tenha, pelo menos:

– Taxa mínima de transmissão


– Latência mínima (delay)
– Disponibilidade mínima
– Taxa de erro mínima
PCF
• Coexiste com o DCF

• Transmissão de beacons a intervalos regulares

• Contention-Free Period (CFP)


– Estações só podem transmitir um frame quando recebem um
poll do AP.

• QoS inviável
– Não limita tamanho do frame
EDCA
• Evolução do DCF

• Somente usado em períodos com contenção

• Usa TXOPs para controlar acesso ao meio


QoS no EDCA
• Divisão em quatro categorias de tráfego (ACs):
– (3) AC_VO: voz
– (2) AC_VI: vídeo
– (1) AC_BK: tráfego de background
– (0) AC_BE: melhor esforço

• Filas separadas para cada categoria, com um


DCF funcionando em cada uma delas
TXOP
• Tempo que a estação tem para transmitir um
frame ou vários frames em seguida
– Total deve caber no TXOP

• Essencial para o suporte a QoS


– Categorias com maior prioridade têm TXOP maior
QoS no EDCA
• Ao final do período de backoff, um TXOP é
dado para o AC
– Não mais para a estação

• Dada prioridade para ACs de maior valor em


caso de colisão
– O tempo de espera aumenta mais para ACs de
menor valor
QoS no EDCA
QoS no EDCA
QoS no EDCA
Conclusão
• O EDCA é o provável candidato a substituir o
DCF em breve, por sua capacidade de QoS e
de uso justo de recursos usando TXOPs.

Você também pode gostar