Você está na página 1de 18

O mapa da

doença
TIPOS DE DIAGNÓSTICO
REACIONAL
MÉDICO

SITUACIONA TRANSFERENCI
L AL
Diagnóstico
•Facilitador do tratamento
•Conhecimento da doença
•Mudanças na pessoa adoecida

•Diagnóstico psicológico
•Modo de organizar os pensamentos do paciente
•Busca de sentido
•Olhar clínico
•Compreensão das reações a uma determinada
doença/ condição de saúde
Diagnóstico Médico

• Resumo da situação clínica


• Nome da doença
• Situação (aguda/ crônica)
• Sintomas
• Tratamento
• Programação terapêutica
• Medicação
• Aderência
• Prognóstico
• Riscos de contaminação
• Medidas de proteção e comorbidades
Diagnóstico Reacional e Estratégias de Enfrentamento

• Diagnóstico psicológico e particularidades no tratamento de doença


crônica
• Acompanhamento profissional prolongado
• Prevenção de sequelas e cuidados adicionais
• Mudanças na rotina da família
• Ajustamento psicológico de pacientes e familiares
• Vigilância e controle extensivo
• Procedimentos ajustados ao cotidiano da família
Diagnóstico Reacional e Estratégias de Enfrentamento

• Diagnóstico Reacional
• Desenvolvido por Elisabeth Kübler-Ross
• Modo da pessoa lidar com riscos de morte
• São 4 fases
• NEGAÇÃO
• REVOLTA
• DEPRESSÃO
• ENFRENTAMENTO (aceitação final)
Diagnóstico Reacional e Estratégias de Enfrentamento
• Diagnóstico Reacional
Negação

Doença

Depressão
Estratégias de Enfrentamento
• Enfrentamento:
• Conjunto de estratégias para lidar com ameaça iminente
• Cuidador participa e supervisiona os procedimentos do paciente e está sujeito a:
• Estresse
• Ansiedade e depressão
• Sobrecarga de atividades diárias
• Mudanças de comportamento
Diagnóstico Reacional e Estratégias de Enfrentamento

• Ineficácia das respostas habituais no repertório comportamental


do paciente e familiares
• Respostas aprendidas são inadequadas ou insuficientes
• A identificação das estratégias de enfrentamento propicia:
• O conhecimento das implicações psicológicas
• O desenvolvimento de estratégias de intervenção
• A melhora na qualidade de vida
Diagnóstico Reacional e Estratégias de Enfrentamento

• Custos da adesão ao tratamento


• Desafio para controle da adesão
• Risco de consequências não desejadas
• Demora para atingir resultados esperados
• Falta de suporte/ apoio
• Alterações na rotina de vida
• Interrupção dos procedimentos
• Recidivas
• Procedimentos adicionais ao tratamento
• Aspectos psicológicos
• Implicações sociais e afetivas
• Sobrecarga de tarefas
Fatores que ajudam a prever a não-adesão
• Regime de tratamento
• Simples e breve, o mais curto possível
• Adaptação o tratamento ao estilo de vida do paciente
• Uso de recursos instrucionais e cotidianos para facilitar o tratamento
• Simplificação de instruções em linguagem clara
• Assegurar a compreensão das instruções
• Envolvimento de familiares, amigos e outras pessoas no tratamento
• Apresentação de feedback sobre o progresso do tratamento ao paciente
Diagnóstico Situacional

• Panorama da vida do paciente

“ A medicina diagnostica e trata a doença da pessoa, a psicologia hospitalar diagnostica e trata a


pessoa na doença”.

•Diagnóstico reacional: posição da pessoa em relação à doença


•Diagnóstico médico: especificação de como é a doença
•Diagnóstico situacional: amplitude da vida da pessoa e as dificuldades para enfrentamento
Diagnóstico Situacional

CULTURAL

SOCIAL

PSÍQUICO

FÍSICO
Diagnóstico Situacional

Nível Físico Nível Psíquico


Constituição física da pessoa Identificação de mudanças psíquicas a
Relações pessoa-corpo partir do diagnóstico médico
Cuidados pessoais Traços de personalidade
Higiene Conflitos psicodinâmicos
Aceitação corporal/ imagem Condição atual de saúde e
questões psicológicas anteriores
corporal
Doenças mentais
Condição psiquiátrica pré-
existente?
Alterações no estado da
consciência, percepção e
memória, emoção e
pensamento
Diagnóstico Situacional
Nível Social Nível Cultural
Relacionamentos interpessoais e Reconhecimento e validação de
suas exigências nas atividades elementos significativos à pessoa
diárias Religião
Pares Medicina popular
Família Linguagem
Situações financeiras Questões sociais
Situações profissionais Representações sobre o
processo de adoecimento
Diagnóstico Transferencial

• Como são as relações da pessoa diante do adoecimento?

MÉDICO
EQUIPE

PACIENTE

INSTITUIÇÃO FAMÍLIA
PSICÓLOGO
Diagnóstico Transferencial

te-
cien
nto o pa
Solicitação de atendimento e Demanda
Solicitação: pedido

ame açã
Demanda: estado psicológico avaliado

trat à rel
Realidade Institucional
O hospital enquanto organização

tes
A função do Psicólogo Hospitalar

van
As políticas públicas e humanização do atendimento
Outras relações no contexto saúde-doença

rele
Dimensões Institucionais

icos
T óp
Diagnóstico Transferencial
A doença como linguagem
• O que a doença representa?
• O que a doença ensina?
• Qual o papel do Psicólogo Hospitalar neste contexto de
representação?

Você também pode gostar