Você está na página 1de 21

Magmatismo

Clara Peixe março


Manual – p. 107
Em que zonas da Terra se formam magmas?

Colisão
P.O./P.C.
M. Andesítico

Colisão
P.O./P.O.
M. Basáltico

Colisão
P.C./P.C.
M. Riolítico
Manual – p. 108: De que modo as condições ambientais podem favorecer a formação de
magmas?
De que modo as condições ambientais podem
favorecer a formação de magmas?

- Diminuição de PRESSÃO conduz à fusão dos materiais

- A presença de água diminui o PONTO de FUSÃO

Formação de magmas
A Génese da Diversidade de Magmas e a Tectónica de Placas
Magma basáltico Magma Andesítico Magma
Riolítico
■ ≈ 50% SiO2 ■ ≈ 60% SiO2 ■ ≈ 70% SiO2
Composição
■ rico em óxidos de ■ óxidos de Fe, Al e ■ pobre em óxidos de
Fe, Al e Mg Mg Fe, Al e Mg

■ pobre em gases ■ rico em gases ■ muito rico em


gases

Localização ■ Riftes ■ z. Subducção ■ Colisão de placas


(P. oceânica/P. continentais com
■ Pontos quentes continental) formação de cadeias
montanhosas

Origem Fusão parcial do Fusão de crosta Fusão parcial de


peridotito oceânica, crosta rochas da crosta
continental, água e continental (ricas em
sedimentos água e CO2)

Propriedades ■ Magma fluido ■ Viscosidade ■ Magma viscoso


■ Temp: 1200ºC ■ Temperatura ■ Temp: 800ºC
valores intermédios
R. Extrusiva Basalto Andesito Riólito
R. Intrusiva Gabro Diorito Granito
Como se forma a grande diversidade
de rochas magmáticas?

- A partir de diferentes magmas?

- A partir de um só magma?
Diferenciação Magmática
Maior resistência à meteorização Cristalização Fraccionada

Act. 26 – pág. 126


Diferenciação gravítica –
Mistura de magmas – vai
- minerais cristalizados
originar um magma com
depositam-se no fundo
composição diferente
da câmara magmática
Diversidade de rochas magmáticas

Caos de Blocos – granito, Serra de Sintra

Disjunção prismática – basalto, Penedo do Lexim


As rochas magmáticas ou ígneas resultam do arrefecimento e da solidificação do magma:

No interior da Terra – r. intrusivas ou plutónicas


À superfície – r. extrusivas ou vulcânicas
 

A classificação é feita com base na:


•Cor
•Textura
•Composição química e mineralógica
Cor – relacionada com a existência dos minerais mais
abundantes na sua composição.

Minerais Félsicos minerais claros: Félsicos =


Feldspatos
• Quartzo e
• Felspatos ( potássicos – órtoclase; calcossódicos – plagioclases) Sílica
• Moscovite

Minerais Máficos minerais escuros: Máficos =


Magnésio
•Olivinas e
•Piroxenas Ferro
•Anfibolas
•Biotite

Rochas claras – leucocratas, predominam min. félsicos.


Rochas intermédias – mesocratas.
Rochas escuras – melanocratas, predominam os min. máficos.
Textura – é o aspeto geral, microscópico ou macroscópico de uma rocha, resultante da forma,
dimensão, disposição e do grau de cristalização dos minerais que constituem a rocha.

•Textura agranular ou afanítica – minerais muito pequenos que não


se distinguem uns dos outros, mesmo com a ajuda de uma lupa, só são
visíveis ao microscópio.

•Textura granular ou fanerítica – observam-se minerais à “vista


desarmada” e distinguem-se bem uns dos outros.
Composição química e mineralógica – com base na percentagem de sílica consideram-se quatro tipos de rochas magmáticas:
 

Rochas % sílica

Rochas ácidas SiO2 > 70

Rochas intermédias 70 > SiO2 > 50

Rochas básicas 50 > SiO2 > 45

Rochas ultrabásicas SiO2 < 45


As principais famílias de Rochas Magmáticas