Você está na página 1de 17

FICHA

INFORMATIVA Nº 3

Valor modal*

*
Conteúdo NOVO de 10.º ano introduzido pelas
Aprendizagens Essenciais homologadas em julho de
2018.
Ficha informativa nº 3

Valor modal
Expressão linguística de atitudes e opiniões do falante, ou das entidades

referidas por si, acerca do conteúdo dos enunciados produzidos.

Essas atitudes podem exprimir:

valores de crença – modalidade epistémica;


valores de obrigação ou permissão – modalidade deôntica;
valores de avaliação – modalidade apreciativa.
Ficha informativa nº 3

 Gil Vicente é considerado o pai do teatro


Valor de certeza português.

O locutor assume uma posição


 Estou certo de que as suas obras nos
de certeza e precisão
1. Modalidade obrigam a refletir sobre a vida.
epistémica relativamente à verdade do

conteúdo do seu enunciado.


 Os alunos não leram a obra.
(Exprime um juízo
Valor de probabilidade
de valor acerca da
O locutor não tem a certeza do  Talvez esta matéria seja interessante.
verdade de uma

proposição.)
que afirma, mas tenta chegar a  É provável que os alunos gostem da obra.

uma conclusão a partir de


 O teu livro deve estar na sala.
conhecimentos prévios.
Ficha informativa nº 3

Alguns recursos de expressão da modalidade epistémica:

 adjetivos – verdadeiro, falso, possível, provável;

 advérbios ou locuções adverbiais – possivelmente, provavelmente,

certamente, talvez, sem dúvida, de certeza;

 verbos principais – pensar, achar, crer, considerar;

 verbos auxiliares – poder, dever;

 nomes – possibilidade, probabilidade.


Ficha informativa nº 3

Valor de obrigação
 É obrigatória a leitura da obra.

O locutor procura impor


 Temos de entregar o trabalho até sexta-

2. Modalidade ou proibir a realização de uma feira.


deôntica ação.
(Descreve
 Não escrevas no livro!

situações que Valor de permissão


envolvam  Quem acabou o teste já pode sair.
O locutor concede
imposições ou
autorizações.)
autorização a uma  O professor deixou-nos ouvir música na

ou mais entidades. aula.


Ficha informativa nº 3

Alguns recursos de expressão da modalidade deôntica:

 adjetivos – obrigatório, proibido, necessário;

 advérbios ou locuções adverbiais – obrigatoriamente,

necessariamente, com certeza;

 verbos principais – autorizar, proibir, obrigar, permitir, deixar;

 verbos auxiliares – ter de, poder, dever;

 nomes – obrigação, necessidade.


Ficha informativa nº 3

 Infelizmente, perdi o meu


2. Modalidade O locutor livro preferido…
apreciativa exprime um
juízo de valor  Seria bom que
(Exprime avaliações (opinião ou dramatizássemos a Farsa de
positivas ou apreciação),
Inês Pereira.
positivo ou
negativas sobre
negativo, sobre  Enfrentar o público será um
situações.) uma situação. pesadelo!
Ficha informativa nº 3

Alguns recursos de expressão da modalidade apreciativa:

 adjetivos – bom, mau, agradável, desagradável, horrível;

 advérbios – felizmente, infelizmente; lamentavelmente;

 interjeições – Graças a Deus!;

 verbos principais – lamentar, alegrar-se;

 nomes – maravilha, horror, pesadelo.


Ficha informativa nº 3
CONSOLIDA – Farsa de Inês Pereira
1. Sublinha, em cada expressão retirada da Farsa de Inês Pereira, de Gil
Vicente, os elementos que exprimem o valor modal.

a) «Renego deste lavrar […]» (v. 3)


b) «Acaba esse travesseiro.» (v. 43)
c) «Ui seria algum mochacho / que brincava por prazer.» (vv. 91-92)
d) «Eu vos trago um bom marido / rico, honrado, conhecido.» (vv. 189-190)
e) «Nam qu’elas vinham chentadas / cá no fundo no mais quente.» (vv. 333-334)
f) «Casa filha muito embora.» (v. 700)
g) «Oh que triste despedida.» (v. 924)
Ficha informativa nº 3

2. Faz corresponder a cada expressão da coluna A o respetivo valor modal,


presente na coluna B.

A B

a) «Renego deste lavrar […]» (v. 3)


1. Modalidade epistémica
b) «Acaba esse travesseiro.» (v. 43) (valor de certeza)
c) «Ui seria algum mochacho / que brincava por prazer.» 2. Modalidade epistémica
(vv. 91-92)
(valor de probabilidade)
d) «Eu vos trago um bom marido / rico, honrado,
conhecido.» (vv. 189-190) 3. Modalidade deôntica
(valor de obrigação)
e) «Nam qu’elas vinham chentadas / cá no fundo no mais
quente.» (vv. 333-334) 4. Modalidade deôntica
(valor de permissão)
f) «Casa filha muito embora.» (v. 700)
5. Modalidade apreciativa
g) «Oh que triste despedida.» (v. 924)
Ficha informativa nº 3
CONSOLIDA – Auto da Feira
1. Sublinha, em cada expressão retirada do Auto da Feira, de Gil Vicente,
os elementos que exprimem o valor modal.

a) «Dá-lhe Tempo a essa senhora / o cofre dos meus conselhos […].»


(vv. 484-485)
b) «[…] e podes-t’ir muit’embora.» (v. 486)
c) «Pois bom homem parece ele.» (v. 651)
d) «[…] compradores a comprar / samica ovos e galinhas.» (vv. 829-830)
e) «Pois digo-vo-la verdade / pássaros hei de vender.» (vv. 902-903)
f) «Merenciana deve ter / neste cesto algum cabrito.» (vv. 930-931)
g) «Porque no nosso lugar / nam dão por virtudes pão.» (vv. 958-959)
Ficha informativa nº 3

2. Faz corresponder a cada expressão da coluna A o respetivo valor modal,


presente na coluna B.
A B
a) «Dá-lhe Tempo a essa senhora / o cofre dos meus
conselhos […].» (vv. 484-485) 1. Modalidade epistémica
(valor de certeza)
b) «[…] e podes-t’ir muit’embora.» (v. 486)
2. Modalidade epistémica
c) «Pois bom homem parece ele.» (v. 651) (valor de probabilidade)

d) «[…] compradores a comprar / samica ovos e 3. Modalidade deôntica


galinhas.» (vv. 829-830) (valor de obrigação)

e) «Pois digo-vo-la verdade / pássaros hei de vender.» 4. Modalidade deôntica


(vv. 902-903) (valor de permissão)
f) «Merenciana deve ter / neste cesto algum cabrito.» 5. Modalidade apreciativa
(vv. 930-931)
g) «Porque no nosso lugar / nam dão por virtudes pão.»
(vv. 958-959)
Ficha informativa nº 3
SOLUÇÕES DO CONSOLIDA – Farsa de Inês Pereira
1. Sublinha, em cada expressão retirada da Farsa de Inês Pereira, de Gil
Vicente, os elementos que exprimem o valor modal.

a) «Renego deste lavrar […]» (v. 3)


b) «Acaba esse travesseiro.» (v. 43)
c) «Ui seria algum mochacho / que brincava por prazer.» (vv. 91-92)
d) «Eu vos trago um bom marido / rico, honrado, conhecido.» (vv. 189-190)
e) «Nam qu’elas vinham chentadas / cá no fundo no mais quente.»
(vv. 333-334)
f) «Casa filha muito embora.» (v. 700)
g) «Oh que triste despedida.» (v. 924)
Ficha informativa nº 3

2. Faz corresponder a cada expressão da coluna A o respetivo valor modal,


presente na coluna B.
A B

a) «Renego deste lavrar […]» (v. 3) 5. Modalidade apreciativa


3. Modalidade deôntica
b) «Acaba esse travesseiro.» (v. 43)
(Valor de obrigação)
c) «Ui seria algum mochacho / que brincava por prazer.» 2. Modalidade epistémica
(vv. 91-92) (Valor de probabilidade)
d) «Eu vos trago um bom marido / rico, honrado, 1. Modalidade epistémica
conhecido.» (vv. 189-190) (Valor de certeza)

e) «Nam qu’elas vinham chentadas / cá no fundo no mais 1. Modalidade epistémica


quente.» (vv. 333-334) (Valor de certeza)
4. Modalidade deôntica
f) «Casa filha muito embora.» (v. 700)
(Valor de permissão)
g) «Oh que triste despedida.» (v. 924) 5. Modalidade apreciativa
Ficha informativa nº 3

SOLUÇÕES DO CONSOLIDA – Auto da Feira


1. Sublinha, em cada expressão retirada do Auto da Feira, de Gil Vicente,
os elementos que exprimem o valor modal.

a) «Dá-lhe Tempo a essa senhora / o cofre dos meus conselhos […].»


(v.v 484-485)
b) «[…] e podes-t’ir muit’embora.» (v. 486)
c) «Pois bom homem parece ele.» (v. 651)
d) «[…] compradores a comprar / samica ovos e galinhas.» (vv. 829-830)
e) «Pois digo-vo-la verdade / pássaros hei de vender.» (vv. 902-903)
f) «Merenciana deve ter / neste cesto algum cabrito.» (vv. 930-931)
g) «Porque no nosso lugar / nam dão por virtudes pão.» (vv. 958-959)
Ficha informativa nº 3

2. Faz corresponder a cada expressão da coluna A o respetivo valor modal,


presente na coluna B.

A B
a) «Dá-lhe Tempo a essa senhora / o cofre dos meus 3. Modalidade deôntica
conselhos […].» (vv. 484-485) (Valor de obrigação)
4. Modalidade deôntica
b) «[…] e podes-t’ir muit’embora.» (v. 486)
(Valor de permissão)
c) «Pois bom homem parece ele.» (v. 651) 5. Modalidade apreciativa

d) «[…] compradores a comprar / samica ovos e 2. Modalidade epistémica


galinhas.» (vv. 829-830) (Valor de probabilidade)
e) «Pois digo-vo-la verdade / pássaros hei de vender.» 1. Modalidade epistémica
(vv. 902-903) (Valor de certeza)
f) «Merenciana deve ter / neste cesto algum cabrito.» 2. Modalidade epistémica
(vv. 930-931) (Valor de probabilidade)
g) «Porque no nosso lugar / nam dão por virtudes pão.» 1. Modalidade epistémica
(vv. 958-959) (Valor de certeza)
Ficha informativa nº 3

Fontes:
•Dicionário Terminológico (disponível em http://dt.dge.mec.pt, consultado em
dezembro de 2018).
•Paiva Raposo et al., Gramática do Português, vol. I, Lisboa, Fundação Calouste
Gulbenkian, 2013.
•Mira Mateus et al., Gramática da Língua Portuguesa, 6ª ed., Lisboa, Caminho,
2013.