Você está na página 1de 25

ANEMIA

HEMOLÍTICA AUTO
IMUNE (AHAI)
Definição:
 AHAI é adquirida de causa
extracorpuscular.

 A sobrevida dos eritrócitos é ↓ devido a


presença de anticorpos produzidos no
próprio organismo.
 Os eritrócitos sensibilizados por anticorpos,
são retirados da circulação através:
fagocitose
ou
sofrem hemólise intravascular na presença
de complemento.
O grau de hemólise depende:
 Tipo e da concentração de anticorpos;
 Distribuição e solubilidade do antígeno;
 Ativação do complemento;
 Atividade das células fagocíticas.
Causas:
 Estresse – cirurgia, gravidez,
traumatismo;
 Tratamento radio e quimioterápico.
Tipos de anticorpos:
 IgG (anticorpos quentes*) – 70% dos
casos
 IgM (anticorpos frios*)
IgG – anticorpos quentes
 Possui alta atividade em temperatura
corporal. 
 Podem ou não fixar o complemento e
na maioria das vezes a hemólise é
extravascular (baço). 
IgM – anticorpos frios
 Possui pouca atividade na
temperatura corporal normal.
 ↑ de atividade em temperaturas
baixas.
 Fixam o complemento e a hemólise é
intravascular. 
Classificação:
 IgG:
1. Idiopática
2. Secundária à uma doença de base:
 Linfomas

 LES

 Infecções virais
Leucemia Linfóide Crônica (LLC).

 IgM:

1. Idiopática
2. Secundária à doenças:
 Pneumonia

 Hemoglobinúria Paroxística a Frio.


Diagnóstico Laboratorial:
 HMG:
Anemia normocítica

Anisocitose (eritrócitos com tamanhos

diferentes)
Macrocitose (↑ do tamanho dos

eritrócitos)
Presença de microesferócitos (Esferócito =

eritrócito de forma esférica que perdeu a


forma bicôncava) 
 Leucocitose (↑ leucócitos) com neutrofilia (↑
neutrófilos)
 Reticulócitos*: ↑↑ = reticulocitose intensa
dependendo do grau de anemia
 Ferro sérico e bilirrubina indireta ↑↑
*Reticulócitos:
 São eritrócitos imaturos.
 A contagem de reticulócitos é usada para:
 determinar se a medula óssea está
respondendo de modo adequado às
necessidades do corpo a produção de
hemácias;
 para esclarecer o mecanismo de diferentes
tipos de anemia;
 Costuma ser pedido junto com a contagem
de hemácias, hemoglobina e o hematócrito.
Contagem:
 Método automatizado.
 Método manual:
Em um tubo colocar 2-3 gotas de azul de

cresil brilhante + 2-3 gotas de sangue com


anticoagulante.
Colocar em banho-maria (37˚C)

durante 20 minutos.
Homogeneizar e fazer esfregaços da

maneira usual.
Contar mil hemácias, em vários campos

microscópicos, anotando o número de


reticulócitos encontrados.
Expressar o resultado em porcentagem.
Cálculo:
 100 x n˚de reticulócitos contados ÷ 1000
 Contagem corrigida:
 % Reticulócitos X Ht paciente
Ht normal (45%)

V.R.: Os reticulócitos compõem 0,5 a 2% da


contagem total de hemácias em adultos.
 Em bebês, a contagem normal de reticulócitos
varia de 2 a 6% ao nascimento, diminuindo
para níveis de adulto em 1 a 2 semanas.
Microesferócitos
Leucocitose com neutrofilia:
Reticulocitose
 Teste de Coombs direto*: (+)

* Teste usado no diagnóstico de doenças auto-


imunes e doença hemolítica do recém-
nascido. Ele detecta anticorpos ligados à
superfície das hemácias.
Tratamento:
 Identificar a doença de base e tratar.
 As transfusões devem ser evitadas →
hemólise.
 Anticorpos quentes (IgG) → Prednisona
(corticóide)
 Anticorpos frios (IgM) → Clorambucil
(quimioterápico)