Você está na página 1de 28

Gramática

Funções sintáticas

Português - Módulos 1/2/3


Funções sintáticas

Internas ao grupo adjetival

Português - Módulos 1/2/3


Funções sintáticas

Funções sintáticas ao nível da frase

Sujeito

Predicado

Modificador (de frase)

Vocativo

Português - Módulos 1/2/3


Funções sintáticas

Funções sintáticas ao nível da frase

SUJEITO
Função sintática desempenhada pelo constituinte de frase que controla a
concordância verbal. Podem desempenhar a função sintática de sujeito
grupos nominais e orações subordinadas substantivas.

Ex.: O Anacleto chegou cedo.


A Leonoreta e o Marcolino ofereceram o jantar.
Quem bem recebe, bem será retribuído.
É de louvar que haja quem preze o convívio e a amizade.

Português - Módulos 1/2/3


Funções sintáticas

Funções sintáticas ao nível da frase


SUJEITO

SUJEITO Constituído por um grupo nominal simples ou por uma oração.


SIMPLES
Ex.: O João encontrou uma carteira.
Quem vai ao mar perde o lugar. [Ele perde o lugar.]
É verdade que existem alguns mistérios. [Isto é verdade.]

SUJEITO Constituído por uma coordenação de grupos nominais, pronomes


COMPOSTO ou de orações ou de combinações destas categorias.
Ex.: O António e o Carlos são atores.
Quem deseja muito e se esforça consegue o que quer.

Português - Módulos 1/2/3


Funções sintáticas
SUJEITO NULO Sujeito sem representação lexical.

a. Sujeito nulo Não tem realização lexical, mas o referente é


SUBENTENDIDO recuperável contextualmente ou pela pessoa verbal.
Ex.: [-] Vamos ao cinema hoje à noite.

b. Sujeito nulo Não tem realização lexical, não tem referência


INDETERMINADO definida e pode ser substituído por perífrases como
alguém, há pessoas que ou há quem.
Ex.: [-] Diz-se que este inverno vai ser muito frio.
[-] Há pessoas que não conseguem fazer isso.

Outro tipo de sujeito indeterminado: sujeito nulo expletivo


Surge em frases com verbos impessoais e não tem qualquer interpretação.
Ex.: [-] Amanheceu muito cedo.
[-] Chove a cântaros.
Português - Módulos 1/2/3
Funções sintáticas

Funções sintáticas ao nível da frase

PREDICADO
É a função sintática desempenhada pelo grupo verbal. Pode ser constituído
apenas pelo verbo ou complexo verbal; pelo verbo ou complexo verbal e os
seus complementos, modificadores ou predicativo do sujeito.
Ex.: A Maria ofereceu um anel à mãe.
Estou muito contente com o teu trabalho.
Aparentemente, todos gostaram do filme.
Agrada-me que penses dessa forma.
Ela ficou satisfeita.

Português - Módulos 1/2/3


Funções sintáticas

Funções sintáticas ao nível da frase

MODIFICADOR (de frase)


Função sintática desempenhada por um grupo adverbial ou preposicional
que afeta toda a frase ou oração. O modificador de frase é um elemento
opcional e a sua omissão geralmente não afeta a gramaticalidade da frase.
Do ponto de vista semântico, representa a atitude do locutor relativamente
ao conteúdo enunciativo (remetendo para valores de avaliação/apreciação,
obrigação, dúvida/certeza, probabilidade/possibilidade, reforço ou restrição
do valor de verdade da proposição), ou a orientação para um dado
domínio.
Ex.: Felizmente, ninguém se magoou.
Tudo está analisado, estatisticamente.
De facto, ninguém estava à espera disto.
Português - Módulos 1/2/3
Funções sintáticas

Funções sintáticas ao nível da frase

VOCATIVO

Função sintática utilizada em contextos de chamamento ou interpelação


do interlocutor. Ocorre frequentemente em frases imperativas, interro-
gativas e exclamativas.

Ex.: Maria, podes passar-me esse livro?


Não repito o que disse, meus senhores!
Ó António, traz esse saco para dentro!

Português - Módulos 1/2/3


Funções sintáticas
Funções sintáticas internas ao grupo verbal
Complemento direto
Complemento indireto

Complemento oblíquo

Complemento agente da passiva

Predicativo do sujeito

Predicativo do complemento direto

Modificador (do grupo verbal)


Funções sintáticas
Funções sintáticas internas ao grupo verbal

COMPLEMENTO
Função sintática de um constituinte obrigatório que é parte integrante do
predicado. O complemento pode ser:

• direto;

• indireto;

• oblíquo;

• agente da passiva.

Português - Módulos 1/2/3


Funções sintáticas
Funções sintáticas internas ao grupo verbal
COMPLEMENTO Complemento selecionado por um verbo transitivo
DIRETO direto. Pode ser:

– um grupo nominal (substituível pelo pronome


pessoal o, a, os, as)
Ex.: O João encontrou uma carteira. [encontrou-a]

– uma oração subordinada substantiva (substituível


pelo pronome demonstrativo átono o).

Ex.: Disse-me que queria falar comigo. [disse-mo]


A Rita entregou-me o disco que lhe emprestei.
[entregou-mo]
Procuramos muitas vezes quem nos ajude.
[procuramo-lo]

Português - Módulos 1/2/3


Funções sintáticas
Funções sintáticas internas ao grupo verbal
COMPLEMENTO Complemento selecionado por um verbo transitivo
INDIRETO indireto, que tem a forma de grupo preposicional e
pode ser substituído pelo pronome pessoal lhe / lhes.
Esta função sintática é também desempenhada pelo
pronome pessoal (me / te / lhe /nos / vos / lhes).

Ex.: O senhor Joaquim telefonou ao meu pai. [telefonou-lhe]


A Rita entregou-me o disco.

Português - Módulos 1/2/3


Funções sintáticas
Funções sintáticas internas ao grupo verbal

COMPLEMENTO Complemento selecionado por um verbo transitivo


OBLÍQUO indireto. Pode apresentar a forma de grupo
preposicional, de grupo adverbial ou da
coordenação destas formas.
Não é substituível pelo pronome lhe / lhes.

Ex.: A semana passada fui ao Porto.


É preciso lembrarmo-nos de que isto é importante.
À saída do cinema, parecia que todos tinham gostado
do filme.
Há muito tempo que moramos aqui.

Português - Módulos 1/2/3


Funções sintáticas
Funções sintáticas internas ao grupo verbal

COMPLEMENTO Função desempenhada por um grupo


AGENTE DA PASSIVA preposicional, introduzido pela preposição por
(simples ou contraída), numa frase passiva.

Ex.: Estas obras foram lidas por toda a turma.


Esta manhã, a sala foi limpa pelas funcionárias.

Português - Módulos 1/2/3


Funções sintáticas
Funções sintáticas internas ao grupo verbal

PREDICATIVO
Função sintática desempenhada por um constituinte selecionado por um
verbo que predica algo acerca do:

• sujeito (com verbo copulativo);

• complemento direto (com verbo transitivo-predicativo).

Português - Módulos 1/2/3


Funções sintáticas
Funções sintáticas internas ao grupo verbal
PREDICATIVO Função sintática desempenhada pelo constituinte
DO SUJEITO que ocorre em frases com verbos copulativos, que
predica algo acerca do sujeito. Pode ser:
– um grupo nominal
Ex.: O Matias é meu primo.

– um grupo adjetival
Ex.: Este livro é fantástico.

– um grupo preposicional
Ex.: A viagem é da vontade de todos.

– um grupo adverbial
Ex.: Não te preocupes, ela está bem.

– uma oração
Ex.: O verdadeiro empenho é aplicar toda a atenção
nos detalhes.
Português - Módulos 1/2/3
Funções sintáticas
Funções sintáticas internas ao grupo verbal
PREDICATIVO DO Função sintática desempenhada pelo constituinte
COMPLEMENTO selecionado por um verbo transitivo-predicativo
(como achar, chamar, considerar, julgar, tratar,
DIRETO
eleger, nomear…) que predica algo acerca do
complemento direto. Pode ser:

– um grupo nominal
Ex.: Todos consideram o Aníbal um amigo extraordinário.

– um grupo adjetival
Ex.: O Lucas acha a Ludovina bastante interessante.

– um grupo preposicional
Ex.: O crítico considerou o filme com muita qualidade.

Português - Módulos 1/2/3


Funções sintáticas
Funções sintáticas internas ao grupo verbal
PREDICATIVO DO Ao contrário de outros constituintes, não é incluído
COMPLEMENTO na pronominalização do complemento direto.
DIRETO
O Lucas acha a Ludovina bastante interessante.

Complemento Predicativo
direto do complemento
direto
O Lucas acha-a bastante interessante.

O Lucas viu a rapariga interessante.


O Lucas viu-a. (Modificador restritivo do nome)

Complemento direto

Português - Módulos 1/2/3


Funções sintáticas
Funções sintáticas internas ao grupo verbal

MODIFICADOR (do grupo verbal)


Função sintática desempenhada por constituintes não selecionados pelo
verbo. O modificador é um elemento opcional e a sua omissão não afeta a
gramaticalidade da frase. Pode assumir a forma de:

– grupo preposicional
Ex.: A multidão acatou a decisão do orador com serenidade.

– grupo adverbial
Ex.: Vou agora levar os livros.

– oração
Ex.: Quando chegou, beijou a Maria.
Português - Módulos 1/2/3
Funções sintáticas

Funções sintáticas internas ao grupo nominal

Complemento do nome

Modificador restritivo do nome

Modificador apositivo do nome

Português - Módulos 1/2/3


Funções sintáticas
Funções sintáticas internas ao grupo nominal

COMPLEMENTO DO NOME
Complemento selecionado por um nome (um nome pode selecionar mais do
que um complemento). Esta função sintática pode assumir a forma de:

– Um grupo preposicional (oracional ou não oracional)


Ex.: A oferta de livros às crianças é muito importante.
A ideia de que o trabalho se faz sozinho é completamente impensável.
Todos ficamos sensibilizados com pedidos de ajuda.

– um grupo adjetival (menos frequentemente)


Ex.: A pesca baleeira tem aumentado de forma preocupante.
O movimento estudantil parece estar a ganhar força.

Português - Módulos 1/2/3


Funções sintáticas
Funções sintáticas internas ao grupo nominal

COMPLEMENTO DO NOME
Pedem complemento os nomes:
1. Derivados de:
– outro nome: O porteiro do hotel teve um desempenho excecional.
– de adjetivos: A alegria das crianças é contagiante.
– de verbos: A redação do texto implicou um trabalho prévio de planificação.

2. Icónicos:
A fotografia dos animais foi a mais elogiada da exposição.

3. Que designam parentesco ou amizade:


No dia do seu aniversário, o primo da Juliana ofereceu-lhe um livro.
Os amigos da jovem organizaram-lhe uma festa-surpresa.
Português - Módulos 1/2/3
Funções sintáticas
Funções sintáticas internas ao grupo nominal

COMPLEMENTO DO NOME
Pedem complemento os nomes:
4. Que regem preposição:
A hipótese de comprar uma 1.ª edição d’ Os Lusíadas foi colocada pelo diretor da
biblioteca.
Por causa do valor da obra, ele teve necessidade de refletir sobre o assunto.

5. Que estabelecem uma relação de:


– parte-todo: Os braços da Joaquina são extremamente longos.
– possuidor-agente-tema: As roupas da Lénia são coloridas.
A obra de Camões é reconhecida internacionalmente.

A epopeia sobre os portugueses tem um valor


cultural inexcedível.
- de fonte-origem: A filigrana de Viana do Castelo é património artístico nacional.
Português - Módulos 1/2/3
Funções sintáticas
Funções sintáticas internas ao grupo nominal

MODIFICADOR
Função sintática desempenhada por constituintes não selecionados pelo
nome. O modificador é um elemento opcional e a sua omissão não afeta a
gramaticalidade da frase.
Pode assumir a forma de grupo nominal, adjetival, preposicional ou de
oração.

Português - Módulos 1/2/3


Funções sintáticas
Funções sintáticas internas ao grupo nominal

Modificador Função sintática de um constituinte que limita ou


restringe a referência do nome que modifica. Como
restritivo
modificadores restritivos podem funcionar:
– grupos adjetivais
Ex.: Aprecio amigos sinceros e leais.

– grupos preposicionais
Ex.: Aquele casaco de flanela é meu.

– orações subordinadas adjetivas relativas restritivas


Ex.: Os livros que estão em cima daquela mesa são da
biblioteca.

Português - Módulos 1/2/3


Funções sintáticas
Funções sintáticas internas ao grupo nominal
Modificador Função sintática de um constituinte que não
restringe a referência do nome que modifica. Na
apositivo
escrita, estes modificadores são separados dos
nomes a que se referem por vírgulas.
Como modificadores apositivos funcionam:
– grupos nominais
Ex.: A pintura, arte da cor, fascina-me.

– grupos adjetivais
Ex.: O luar, claro e cintilante, reflete-se na água.

– grupos preposicionais
Ex.: De raios brilhantes, a Lua ilumina a noite.

– orações relativas explicativas


Ex.: A Lua, que é o astro dos sonhos, inspira muitos
poetas.
Português - Módulos 1/2/3
Funções sintáticas

Funções sintáticas internas ao grupo adjetival

Complemento do adjetivo

COMPLEMENTO DO ADJETIVO
Complemento selecionado pelo adjetivo. Pode ser um grupo preposicional
(oracional ou não) que se encontra à direita do adjetivo, de preenchimento,
muitas vezes, opcional.

Ex.: Os habitantes da cidade mostraram-se surpreendidos com o acontecimento.


A Dona Clotilde ficou felicíssima por ter vencido o concurso.

Português - Módulos 1/2/3

Você também pode gostar