Você está na página 1de 24

AVALIAÇÃO DO DISPÊNDIO

ENERGÉTICO
• A produção energética nas fibras não
pode ser mesurado diretamente.

• CALORIMETRIA DIRETA
• CALORIMETRIA INDIRETA
CALORIMETRIA DIRETA

Câmara Calorimétrica
CALORIMETRIA INDIRETA

• O metabolismo da glicose
e da gordura de pente da
disponibilidade de O2 e
produz CO2 e H2O.
RAZÃO DE TROCA RESPIRATÓRIA
CALORIMETRIA INDIRETA:
R=VCO2/VO2

• A quantidade de O2 necessária para


oxidar completamente uma molécula de
carboidrato ou gordura é proporcional a
quantidade de carbono existente no
substrato.
R=VCO2/VO2
• GLICOSE: C6H12O6

• 6 O2+ C6H12O6 6 CO2 +6 H2O= 38ATP

• Conseguimos analisar através de quanto CO2 é


produzido.

• R= 6 CO2/ 6 O2= 1,0


R=VCO2/VO2
• Gordura: C16H32O3 (ácido Palmítico)
Utiliza 23 O2 para produzir 129 ATPs.

• Conseguimos analisar através de quanto CO2 é produzido.

• R=VCO2/VO2
• R= 16/23= 0,70
• R=0,70
Equivalência Calórica de R
• O valor de R varia de acordo com o
substrato que estiver sendo utilizado para
produzir energia.
• EX.Se R for 1,0 as células estarão
utilizando somente glicose ou glicogênio .
Equivalência Calórica de R
• Limitações
• Inexatidão (inspirações mais profundas).
• Tecidos / pulmões.
• Exaustão- Ocorre um acúmulo de lactato
e aumenta os níveis de liberação de CO2.

• Repouso R=0,78 e 0,80


Estimativa do Esforço Anaeróbio
• Consumo excessivo de Oxigênio Pós-
Exercício – EPOC;

• Limiar de Lactato.
Consumo de Oxigênio Pós- Exercício
• Déficit de Oxigênio: diferença entre o
oxigênio necessário para uma determinada
taxa de trabalho e o oxigênio realmente
consumido. (mesmo o com oxigênio
insuficiente o ATP é gerado pelas vias
anaeróbias).
• Consumo excessivo de oxigênio pós-
exercício (EPOC- excess postexercise oxygen
consumption.)
Consumo excessivo de oxigênio pós- exercício (EPOC).

• Ressintetizar ATP e CP
• Ressintetizar glicogênio (Ciclo de Cori)
• Oxidar lactato no metabolismo energético
• Repor as reservas de Oxigênio emprestados da
hemoglogina e mioglobina;
• Esforço para eliminar o CO2;
• O aumento da temperatura corporal também exige mais
O2 ;
• Entre outros fatores.
Limiar de Lactato
• É o ponto em que o lactato começa acumular além da concentração de
repouso durante o exercício de intensidade crescente.

• Nas velocidades baixas (0,8 a 1,4m/s) as concentrações de lactato


permanecem na concentração de repouso.

• Aceita-se um valor arbitrário de 2,0 a 4,0 mmol de lactato por litro de sangue
para representar esse ponto.

• O limiar de lactato é expresso em termos de consumo máximo de oxigênio (%


de VO2 max).
• 80% do VO2 max sugere uma maior tolerância ao exercício do que um limiar a
60% do VO2 max.
Concentração = entrada - remoção

Característica da enzima
LDH (lactato
desidrogenase)
TAXA METABÓLICA BASAL- TMB
Equação de Harris-Benedict (1919)
HOMENS: TMB = 66,47 + (13,75 . P*) + ( 5,00 . A*) - (6,76 . I*)
MULHERES: TMB = 655,1 + (9,56 . P*) + ( 1,85 . A*) - (4,68 . I*)
* P = Peso em Kg/ *I = Idade em anos/ *A = Altura em cm
Bibliografia:
1. Harris J, Benedict F. A biometric study of basal metabolism in
man. Washington D.C. Carnegie Institute of Washington. 1919.
2. David C. Frankenfield, MS, RD, Eric R. Muth, MS, and William A.
Rowe, M.D. Harris Benedict Studies of Human.
TAXA METABÓLICA BASAL- TMB
• FAO/WHO/UNU (1985)

Idade Gênero Feminino Gênero Masculino


0 a 3 anos 61,0 x P - 51 60,9 x P - 54
3 a 10 anos 22,5 x P + 499 22,7 x P + 495
10 a 18 anos 12,2 x P + 746 17,5 x P + 651
18 a 30 anos 14,7 x P + 496 15,3 x P + 679
30 a 60 anos 8,7 x P + 829 11,6 x P + 879
+ de 60 anos 10,5 x P + 596 13,5 x P + 487
P = peso corporal em kg
TAXA METABÓLICA BASAL- TMB
• Segundo Schofield (1985)

Idade Gênero Feminino Gênero Masculino

3 a 10 anos [0,085 x P + 2,033] x 239 [0,095 x P + 2,110] x 239

10 a 18 anos [0,056 x P + 2,898] x 239 [0,074 x P + 2,754] x 239

18 a 30 anos [0,062 x P + 2,036] x 239 [0,063 x P + 2,896] x 239

30 a 60 anos [0,034 x P + 3,538] x 239 [0,048 x P + 3,653] x 239

P = peso corporal em kg
TAXA METABÓLICA BASAL- TMB
• Segundo Henry & Rees (1991)
Idade Gênero Feminino Gênero Masculino
3 a 10 anos [0,063 x P + 2,466] x 239 [0,113 x P + 1,689] x 239

10 a 18 anos [0,047 x P + 2,951] x 239 [0,084 x P + 2,122] x 239

18 a 30 anos [0,048 x P + 2,562] x 239 [0,056 x P + 2,800] x 239

30 a 60 anos [0,048 x P + 2,448] x 239 [0,046 x P + 3,160] x 239


P = peso corporal em kg

Segundo Cunningham (1991)


GEDR = 370 + 21,6 (Massa livre de gordura corporal)
Ex. Para um homem pesando 70kg com 21% de gordura corporal, sua Massa Livre
de Gordura (MLG) seria estimada em 55,3 kg e, com isso, seu GEDR seria de: 370 +
21,6 (55,3) = 370 + 1194,48 = 1564,48 kcal
Equivalente Metabólico- MET

Responda:
Cálculo do Dispêndio Energético
Kcal X Kg-1 X h-1
Calcule seu dispêndio energético da prática de 1 hora dos
esportes:
Basquetebol (sem ser jogo) =6,0 METs
Handebol (meia quadra)=8,0 METs
Judô, Jiu- Jitsu, Karatê =10 METs
Moto Cross=4,0 METs
Voleibol de Praia = 8,0 METs
Voleibol de Quadra= 4,0 METs