Você está na página 1de 16

Trabalho realizado por:

Ana Freitas Nº1


Joana Dias Nº9
Marina Peixoto Nº15
Marta Ferreira Nº16

Indústria e o desenvolvimento rural


A importância do desenvolvimento rural
• A agricultura portuguesa tem uma fraca viabilidade económica, é
pouco atrativa para a população mais jovem, a população agrícola é
envelhecida, com baixo grau de qualificação e com pouco poder de
compra, o que leva ao abandono das terras e ao êxodo rural.
• Com o desenvolvimento da indústria, por exemplo, pode-se contornar
estes e outros problemas, como forma de desenvolvimento das áreas
rurais.
Objetivos das reformas da PAC

REFORMA
S DA PAC

Reforma de Reforma
2003 2014-2020

Desenvolvimento de atividades Inclusão social;


Uma das bases era a complementares para atenuar/impedir o
Modulação – êxodo rural; O 2º pilar continua a Redução da pobreza;
financiamento do ser o desenvolvimento Desenvolvimento
desenvolvimento A melhoria das condições de vida e de
rural económico das áreas
rural. trabalho da população;
rurais.
A promoção de igualdade de oportunidades.
Valorização das áreas rurais
• A revitalização económica e social das zonas rurais é um imperativo
nacional, na medida em que é fundamental contribuir para a coesão
territorial, aumentando a atratividade e a competitividade destas áreas
enquanto locais para viver, trabalhar e usufruir.
• Torna-se, necessário ter presente as potencialidades associadas à
multifuncionalidade do espaço rural e a consequente promoção de
atividades de diversificação económica.
Valorização das áreas rurais
• A multifuncionalidade das áreas rurais associa-se à pluriatividade das
famílias agrícolas e, consequentemente, do plurirrendimento, através
de atividades alternativas e complementares. Assim, torna-se um
espaço mais atrativo e sustentável através da:
manutenção de biodiversidade;
conservação e valorização do património cultural e do património
paisagístico;
criação de emprego;
fixação de população;
criação de riqueza, através de novas oportunidades de negócio.
A Indústria
• É um conjunto de atividades que tem como objetivo a manipulação e
a transformação de matérias primas para a produção de bens de
consumo.
• A indústria funciona como “motor” de desenvolvimento para qualquer
região, utilizando os recursos naturais aí existentes ou produzidos.
• Nas áreas rurais são frequentes as indústrias associadas à:
Produção agropecuária e agroalimentar;
Exploração florestal;
Extração e transformação.
Consequências da atividade industrial
• Provoca o aumento do emprego;
• Promove a agricultura, a silvicultura, a pecuária (fontes de matéria-
prima);
• Fomenta o surgimento e o desenvolvimento de outras atividades;
• Estimula a criação de riqueza e o desenvolvimento da região;
• Promove a melhoria da qualidade de vida da população.
Desvantagens da atividade industrial
• O abandono das explorações agrícolas leva a que os solos sofram
erosão;
• A desvalorização do património;
• A desflorestação;
• Utilização de solos com boa aptidão agrícola para a construção de
habitações e infraestruturas;
• Poluição ambiental.
Na redução da poluição No aproveitamento dos Na utilização de mão
• Valoriza a preservação e a recursos endógenos de obra intensiva
qualidade ambiental. • Contribui para o Absorve a população ativa
desenvolvimento sustentável local;
(utiliza racionalmente os • Permite o equilíbrio entre os
recursos). vários setores de atividade
(evita o abandono das terras).
Bases da atividade industrial
A energia e o desenvolvimento rural
• É importante a produção de energia a partir de fontes de energia renováveis
para o desenvolvimento sustentável das áreas rurais.

Biomassa Energia solar e eólica Energia hídrica


• Os produtos e resíduos • Existem boas condições • A energia hídrica tem
da floresta constituem para a produção de energias sido desde sempre muito
um enorme potencial numa vasta área do nosso utilizada nas áreas rurais
para a produção de país. para moagem dos cereais
eletricidade. • Portugal é o segundo país e da a azeitona.
da UE com maior
participação na produção
de energia eólica.
Estratégias integradas de desenvolvimento rural
• Uma estratégia de desenvolvimento rural terá, necessariamente, de ter
•subjacente
Melhorar as explorações
o princípio da agrícolas;
sustentabilidade global e assentar numa
•atividade
Garantir agrícola e florestal
a segurança economicamente
e qualidade dos produtos; competitiva,
•ambientalmente equilibradaequitativos
Proporcionar rendimentos e socialmente estável e atrativa.
e estáveis;
• •Pretende potencializar
Sensibilizar os recursos
e consciencializar endógenos
sobre deambientais;
os desafios cada região e garantir
a preservação do património ambiental e paisagístico, reduzindo as
• Promover atividades complementares, geradoras de emprego;
assimetrias regionais.
• Atenuar o êxodo rural e criar uma dinâmica económica e social;
• Melhorar as condições de vida, de trabalho e de igualdade de
oportunidades…
A iniciativa comunitária LEADER
• Na importância do apoio comunitário ao desenvolvimento rural
salienta-se as iniciativas LEADER (Ligações Entre Ações de
Desenvolvimento da Economia Rural), cuja sua ampliação, desde
1991, teve efeitos positivos e ajudou a responder às potencialidades
das zonas de intervenção, que abrangem quase todas as áreas rurais
do país.
• Na programação (2007-2013), a iniciativa LEADER foi integrada
nos programas de desenvolvimento rural financiados pelo
FEADER.
Programa LEADER
• A crescente valorização pela
população das características
associadas aos produtos rurais,
como o artesanato e a
gastronomia, e a crescente procura
Apoia pequenos investimentos nas
das zonas rurais enquanto locais exploração agrícola e em unidades de
de descanso e lazer tem vindo a transformação e comercialização;
potenciar estas áreas no que diz Promove produtos de qualidade
respeito à sua viabilidade certificada e locais;
Incentiva a criação de cadeias curtas e
económica e coesão social. mercados locais;
Estimula a diversificação de
atividades;
Valoriza a preservação e conservação
Plano Estratégico Nacional para o
Desenvolvimento Rural

O aumento da competitividade A gestão sustentável dos espaços A revitalização económica e


dos setores agrícola e florestal rurais e dos recursos naturais social das zonas rurais passa
consolida-se a partir: deverá passar por: por:
do aumento do conhecimento proteger os valores ambientais diversificar a economia rural;
e da melhoria do potencial e paisagísticos em zonas melhorar a qualidade de vida
humano; agrícolas e florestais; nas zonas rurais;
da promoção da inovação; proteger os recursos hídricos e desenvolver competências
da reestruturação e o solo; nas zonas rurais;
desenvolvimento do espaço contribuir para atenuar as aumentar o conhecimento e
físico; alterações climáticas e para o uso melhorar o potencial humano;
da melhoria da qualidade da continuado e sustentável das promover a inovação.
produção e dos produtos terras agrícolas em zonas
agrícolas. desfavorecidas.
PIÓDÃO

Você também pode gostar