Você está na página 1de 11

A antropologia é uma ciência que se dedica ao estudo

do ser humano de forma holística. O termo é de origem


grega e é a junção de anthropos (“homem” ou
“humano”) e de logos (“conhecimento”). A antropologia
é uma ciência integradora que estuda o homem no
âmbito da sociedade e da cultura a que pertence,
combinando perspectivas das ciências naturais, sociais
e humanas.
Por outras palavras, esta ciência estuda a origem e o
desenvolvimento da variabilidade humana e dos modos
de comportamento sociais através do tempo e do
espaço.
A reflexão sobre as sociedades, o homem e o seu
comportamento social é conhecida desde a Antiguidade
Clássica pelo pensamento de grandes filósofos. Em
destaque para o grego Heródoto, considerado o pai da
História e da Antropologia.

O estudo da antropologia envolve a integração de


muitas disciplinas, buscando definir e refletir sobre as
dimensões biologias, culturais e sociais das diversas
comunidades existentes no mundo.
Antropologia é uma junção das palavras gregas anthropos
(homem) e logos (estudo, razão, pensamento).

Antropologia é uma ciência que se dedica ao estudo


aprofundado do ser humano. É um termo de origem grega,
formado por “anthropos” (homem, ser humano) e “logos”
(conhecimento).

A antropologia é a ciência que estuda o homem e a humanidade


como um todo, ou seja, estuda todas as dimensões apresentadas
pela presença do homem na Terra.
Em 1749, Georges-Louis Leclerc foi o
primeiro especialista a considerar a
antropologia como uma disciplina
independente. O seu desenvolvimento
assentava em duas posturas:
enquanto análise da diversidade física
da espécie humana (a anatomia
comparada) e enquanto resultado do
projecto comparativo da descrição da
diversidade dos povos.
Hoje em dia, a antropologia pode dividir-se em
quatro subdisciplinas principais:
1. Antropologia Pré-Histórica: a qual consiste no estudo do homem através

dos vestígios materiais de cunho arqueológico e pertencente a paleontologia

(estudo dos fosseis, vestígios matérias de organismos vivos), pretendendo

reconstituir a vida de sociedades desaparecidas.

2. Antropologia Linguística: estuda a linguagem em todos os seus aspectos;

transitando pela oralidade, escrita, gestual, simbolismo, etc; considerados

patrimônio de uma sociedade e da humanidade, meio de expressão de

valores, crenças e pensamentos; e não apenas meio de comunicação.


 
3. Antropologia Biológica ou Física: estuda a evolução do
homem a partir de seu vinculo fisiológico, da distribuição étnica,
genética, geográfica e ecológica (interação do homem com o
meio ambiente e alterações na natureza para adaptar o espaço
as necessidades humanas).
 
4. Antropologia Cultural ou Social: estuda a totalidade da vida
social humana, seus modos de produção, organização política e
jurídica, sistemas de parentescos, sua sistematização do
conhecimento, crenças religiosas, língua, psicologia, criações
técnicas, cientificas e artísticas.
Atualmente, a Antropologia é vista como uma ciência da
humanidade e da cultura humana, com um campo de
investigação muito mais vasto, abrangendo a totalidade
da cultura através do tempo, do espaço e da própria
história atual, com análises sobre o comportamento
humano dos diversos países e de suas raízes culturais.
O objetivo da Antropologia é o conhecimento mais
profundo da natureza humana .
 
Na verdade, o homem sempre desejou conhecer a si mesmo.
Uma compreensão aprofundada de nós mesmos, adquirida por
nós mesmos, pode aumentar nossas capacidades básicas de
orientar o nosso futuro com maior inteligência a respeito do
destino que queremos atingir e sobre a maneira de o
alcançarmos. Conhecendo a humanidade, podemos compreender
mais eficientemente os problemas humanos e o modo de
enfrentá-los .
ʺ Deus, para a felicidade do homem, inventou a fé e
o amor. O Diabo, invejoso, fez o homem confundir
fé com religião e amor com casamento" 

Machado de Assis