Você está na página 1de 51

Universidade Federal Rural de Pernambuco

Departamento de Biologia
Área de Zoologia
Disciplina: Entomologia II

Ordem Diptera Linnaeus, 1758

Bombomyia discoidea

Professora: Auristela Albuquerque

http://www.diptera.info/news.php
Introdução
 Linnaeus 1758 do grego di = dois, Bombylella atra (male)
e pteron = asa; cerca de 124 mil espécies descritas;
MZUSP (mais de 480.000 exemplares)
 Hábitos e habitat
 Importância
Ecológica (parasitóides, predadores, decompositores,
polinizadores);
Médico-veterinária (vetores de doenças);
Agrícola (pragas de plantas cultivadas);
 Identificação:
Antenas, pernas, nervação das asas e quetotaxia.
Características gerais da Ordem Diptera
 Tamanho variável
De 0,5 a mais de 50 mm de comprimento e de 1 a 100
mm de envergadura;

Mosquito-pólvora (Culicoides sp.) Mydas heros Prety


45 a 60 mm de comprimento e
1 a 2 mm de comprimento (Brasil)
(Brasil 85 mm de envegadura
(Brasil)
Características gerais da Ordem Diptera

 Cabeça

Musca domestica Fannia sp. Culicidae


Consoli e Lorenço-de-Oliveira 1994
 Olhos Compostos

Muscidae Tabanidae Platystomatidae Diopsidae


http://www.sel.barc.usda.gov/Diptera/dips/diopsi.htm
Características gerais da Ordem Diptera

 Ocelos;
 Ptilino – Fissura ptilinal;
 Lúnula;

Oestrus

Drosophilid fly
Musca domestica
Características gerais da Ordem Diptera

http://www.lucianabartolini.net/video/ditteri-vari/nascita-di-una-mosca.html
Características gerais da Ordem Diptera
 Antenas
Simples - longas (6 a 16 antenômeros)
Complexos - curtas (menos de 7 segmentos)

Mycetophilidae Bibionidae Stratiomyidae Tabanidae Asilidae


Mycomyia Bibio Stratiomys Tabanus Asilus
Características gerais da Ordem Diptera
 Antenas

Calliphoridae Tachinidae

Calliphora Epalpus

http://www.diptera.info/photogallery.php?rowstart=90
Características gerais da Ordem Diptera

 Aparelho bucal - METAGNATOS

Tipo Picador-sugador
(hexaqueta) - Adultos

http://academic.uprm.edu/dpesante/0000/capitulo-12.PDF
Hexaqueta - Mosquitos
Características gerais da Ordem Diptera

 Aparelho bucal do tipo Picador-sugador (diqueta)

Stomoxys calcitrans
(Mosca-dos-estábulos)
Musca domestica
Características gerais da Ordem Diptera

 Corpo

 Tórax

Consoli e Lorenço-de-Oliveira 1994


Características gerais da Ordem Diptera

 Asas
Características gerais da Ordem Diptera

 Pernas

Ambulatórias
Tarsos pentâmeros
Pós-tarso:
Horse fly
Garras
Pulvilo
Empódio

Hobber fly
Características gerais da Ordem Diptera

 Abdome
Séssil ou livre, 1º e 2º segmentos fundidos; 4,5 a 11
segmentos visíveis , últimos formam a genitália.
Características gerais da Ordem Diptera
 Reprodução sexuada, oviparidade, Vivipaidade
(Muscoidea) e pedogênese (Cecidomyiidae e
Chironomidae).

Holometabolia Glossina sp.

file:///C:/N%C1DIA/Diptera/Brachycera_2008_1.ppt#541,18,Slide 18
http://blocs.tinet.cat/blog/diario-de-un-fotografo-de-la-naturaleza/category/376/general/2008/02/06/malditos-d-pteros
Características gerais da Ordem Diptera

Ovos:

Aedes sp.
Culex sp.
Anopheles sp.
Família Culicidae

Tabanidae Dermatobia hominis


Características gerais da Ordem Diptera
Larvas:
- Ápodas;
- Eucéfalas, hemicéfalas e acéfalas;
Tabanus
(Tabanidae)

Eristalis sp.
(Syrphidae)
Culicidae
Vermiformes
Limaciformes
Eristalis tenax
(Syrphidae)

bugguide.net/node/view/26680/bgimage
Características gerais da Ordem Diptera
Pupas:
Livres Coarctada

Culicidae Muscidae

Obtectas (Casulo)

Tabanidae
http://creatures.ifas.ufl.edu/livestock/deer_fly_pupa.htm
Características gerais da Ordem Diptera
Emergência do Pupário:
Abertura longitudinal

Abertura em forma de T Abertura circular na


extremidade
ORDEM DIPTERA Linnaeus,1758 (di = dois; ptera=asa)
SUBORDEM NEMATOCERA – antenas mais longas que o tórax
(filiformes ou plumosas); flagelo com 6 a 14 segmentos.

PRINCIPAIS
FAMÍLIAS

Culex
quinquefasciatus

Família Culicidae

Família Tipulidae

Aedes aegypti

Família Ceratopogonidae
Anopheles
(GALLO et all. 2002)
ORDEM DIPTERA Linnaeus,1758 (di = dois; ptera=asa)
SUBORDEM BRACHYCERA – antenas curtas, em geral com
menos de 7 segmentos, com arista ou estilo no último.

►Emergência do adulto através de uma


Divisão abertura em T no pupário.
Orthorrhapha
► Larvas com cabeça diferenciada do corpo Seção
-Eucéfalas Acalyptratae:
moscas sem
Série caliptras
Schizophora:
moscas com Seção
► Emergência do adulto fissura ptilinial Calyptratae:
através de uma abertura moscas com
Divisão circular na extremidade do caliptras
Série
Cyclorrhapha pupário. Aschiza:
►Larvas com cabeça moscas sem
indistinta. fissura ptilinial
Ordem Diptera

Subordem Nematocera

Família Tipulidae

Família Cecidomyiidae

Família Psycodidae

Família Simulidae

Família Ceratopogonidae

Família Culicidae
Ordem Diptera Linnaeus,1758
Subordem Nematocera
Família Tipulidae

 Antenas longas e filiformes;


 Mesonoto com sutura em forma de V no dorso;
 Duas nervuras anais alcançando a margem da
asa;
 Pernas muito longas;
 Aspecto de um enorme mosquito;
 Sem importância econômica. (CARRERA 1980)

http://en.wikipedia.org/wiki/Crane_fly
Ordem Diptera Linnaeus,1758
Subordem Nematocera
Família Cecidomyiidae

 Espécies muito pequenas;


 Apenas uma veia anal tocando a base da asa;
 Rs não ramificada;
 Tíbias sem espinhos;
 Jantrophobia brasiliensis causa galhas ou
cecídias na mandioca;
(GALLO et all. 2002; BUZZI 2002)

http://www.diptera.info/photogallery.php?photo_id=2577
Ordem Diptera Linnaeus,1758
Subordem Nematocera
Família Psychodidae

 Pequenos dípteros;
 Corpo e asas densamente pilosos ;
 Asas ovaladas e pontiagudas;
 Semelhantes a diminutas mariposas;
 Importância médica, veterinária e alguns inofensivos;

Clogmia albipunctata

http://www.diptera.info/photogallery.php?album_id=83
Ordem Diptera Linnaeus,1758
Subordem Nematocera
Família Psychodidae
Flebotomínios
 2 a 3 mm;
 Eixo da cabeça e abdome formando ângulo de 90°;
 Coloração de amarelo a marrom escuro;
 Antenas com 14 flagelômeros cilíndricos;
 Probóscida com comprimento idêntico ao da cabeça;
 Sand flies;
 TRANSMISSORES DAS LEISHMANIOSES. (Marcondes 2001)
Ordem Diptera Linnaeus,1758
Subordem Nematocera
Família Simulidae

 Pequenos;
 Probóscida e antenas curtas;
 Longo palpo maxilar;
 Asas hialinas, largas, recobertas de microtríquias,
com ápice arredondado e lobo anal desenvolvido;
 Blackfly.
 Conhecidos como borrachudos
Ordem Diptera Linnaeus,1758
Subordem Nematocera
Família Ceratopogonidae

 Espécies muito pequenas 1 a 2 mm;


 Coloração escura;
 Cabeça destacada do corpo;
 Olhos bem desenvolvidos (contíguos ou pilosos);
 Ocelos ausentes;
 Antenas maiores que o tórax;
 Asas estreitas, manchadas, com lobo anal pequeno e
veia M ramificada;
 Pernas curtas, largas e sem espinhos.
Ordem Diptera Linnaeus,1758
Subordem Nematocera
Família Culicidae
 Antenas plumosas nos machos e filiformes nas fêmeas;
 Corpo e asas recoberto por escamas; 3ª veia longitudinal
R4+5 reta e colocada entre duas veias forquilhadas;
 Transmissores de viroses (dengue, febre amarela e
encefalites), protozooses (malária) e helmintoses
(filariose);
Família Culicidae

http://i2.tinypic.com/sxg660.jpg
Ordem Diptera Linnaeus,1758
Subordem Brachycera

- Antenas curtas, em geral com menos de 7 segmentos,


com uma arista ou estilo no último segmento.
- Palpos maxilares com um a dois artículos.

Divisão Orthorrapha Divisão Cyclorrhapha


- Larvas hemicéfalas; - Larvas com cabeça não
- Pupa com abertura do diferenciada do corpo;
pupário em forma de T; - Pupas coarctadas com
- Adultos não apresentam abertura circular na
lúnula. extremidade do pupário na
eclosão;
- Lúnula.
Ordem Diptera

Subordem Brachycera

Divisão Orthorrapha

Superfamília Tabanoidea

Família Tabanidae

Família Pantothalmidae

Família Stratiomyidae

Superfamília Asiloidea

Família Asilidae

Família Bombyliidae

Família Mydidae
Ordem Diptera Linnaeus,1758
Subordem Brachycera - Orthorrhapha
Superfamília Tabanoidea
Família Tabanidae

 Grandes e robustas (6 a 30mm de comprimento);


 Corpo de coloração escura, com fina pilosidade e o
abdome ligeiramente achatado;
 Asas com célula discal, caliptras bem desenvolvidas,
R4 e R5 divergentes abrangendo o ápice da asa;
 Empódios pulviliformes;

(GALLO et all. 2002;


CARRERA 1989;
MARCONDES 2003;
BUZI 2002)
Família Tabanidae

 Principais Gêneros:
 Chrysops – pequenas, escuras e asas manchadas
de preto ou marrom;
 Tabanus – coloração pardacenta e manchinhas
claras lateralmente no abdome;

Chisops sp.- Deer fly Diachlorus sp.-


Yellow fly

Tabanus spp.-
Horse fly
http://creatures.ifas.ufl.edu/livestock/deer_fly.htm
Ordem Diptera Linnaeus,1758
Subordem Brachycera - Orthorrhapha
Superfamília Tabanoidea
Família Pantothalmidae
 Grandes (mais de 20mm);
 Célula discal alongada, caliptras reduzidas ou
rudimentares, M3 fechada, R4 eR5 divergentes
abrangendo o ápice da asa;
 Principal espécie:
Rhaphiorrhyncus pictus – Mosca-da-madeira (Broca
que ataca o carvalho, o plátano e a casuarina);
(GALLO et all. 2002, BUZI, 2002)

http://www.diptera.info/photogallery.php?photo_id=2569
Ordem Diptera Linnaeus,1758
Subordem Brachycera - Orthorrhapha
Superfamília Tabanoidea
Família Stratiomyidae

 Tamanho médio e coloração escura;


 Encontradas em flores;
 Larvas se desenvolvem nos mais variados hábitats
(água, esterco e substâncias em decomposição)
(CARRERA 1989, GALLO et all. 2002; BUZI 2002)

Hermetia illucens
Ordem Diptera Linnaeus,1758
Subordem Brachycera - Orthorrhapha
Superfamília Asiloidea
Família Asilidae
 Algumas espécies são robustas e têm o corpo
densamente revestido por pêlos;
 Predadoras (p.e, abelhas e vespas);
 Cabeça com o vértice aprofundado;
 Larvas predadoras que se desenvolvem no solo e na
matéria em decomposição;
(GALLO et all. 2002; CARRERA 1989)

Mallophora
(mimetizam mamangavas) Asilus
http://www.hr-rna.com/RNA/Rfly%20pages/Mallophora%20page.htm
Ordem Diptera Linnaeus,1758
Subordem Brachycera - Orthorrhapha
Superfamília Asiloidea
Família Bombyliidae
 Antenas muitos pequenas e cabeça mais ou menos
esféricas (algumas);
 Olhos não salientes;
 Corpo robusto e piloso;
 R5 terminando após o ápice da asa, 4 ou mais nervuras
terminando após o ápice da asa;
 Encontradas em flores em lugares abertos e ensolarados;
 Larvas predadoras de larvas de insetos e ovos de
gafanhotos;
(CARRERA 1989; GALLO et all. 2002; BUZI 2002)

Lomatia sp.
Bombylius major Bombylius cruciatus
Ordem Diptera Linnaeus,1758
Subordem Brachycera - Orthorrhapha
Superfamília Asiloidea
Família Mydidae
 Muito grandes (até 60mm de comprimento);
 Apresentam quatro artículos antenais muito longos,
antenas dilatadas no ápice;
 Veia R5 terminando no ápice da asa ou antes;
 Larvas se desenvolvem em câmaras de lixo de
sauveiros; (GALLO et all. 2002; CARRERA 1989)
Ordem Diptera

Subordem
Brachycera

Divisão Cyclorrhapha

Série Aschiza

Superfamília
Syrphoidea

Família Syrphidae
Ordem Diptera Linnaeus,1758
Subordem Brachycera – Cyclorrhapha - Aschiza
Superfamília Syrphoidea
Família Syrphidae
 Formas variadas, algumas mimetizam abelhas;
 Antena com arista dorsal
(CARRERA 1989; BUZI 2002)

Pseudodoros clavatus
larvas predadoras
de pulgões;

Eristalis sp.

Ornidia obesa

Volucella sp. http://insectdatabases.oeb.harvard.edu/Caribbean

http://www.bioimages.org.uk/html/P2/P24104.ph http://bugguide.net/node/view/8278
Ordem Diptera

Subordem
Brachycera

Divisão
Cycloorhrapha

Série
Schizophora

Seção
Acalyptratae

Superfamília Superfamília Superfamília Superfamília


Ephydroidea Chloropoidea Tephritoidea Opomyzoidea

Família Família Família Família


Drosophylidae Cloropidae Tephritidae Agromyzidae
Ordem Diptera Linnaeus,1758
Subordem Brachycera – Cyclorrhapha – Schizophora - Acalyptratae
Superfamília Ephydroidea
Família Drosophilidae
 Tamanho bem pequeno;
 Desenvolvem-se em matéria orgânica fermentada;
 Usados em estudos de genética. (CARRERA 1989; GALLO et all. 2002 )

Drosophila melanogaster
Ordem Diptera Linnaeus,1758
Subordem Brachycera – Cyclorrhapha – Schizophora - Acalyptratae
Superfamília Chloropoidea
Família Chloropidae
 Tamanho pequeno;
 Desenvolvem-se em matéria orgânica em decomposição,
raízes, etc.;
 Interesses agrícola e médico; (CARRERA 1989)

Hippelates sp.

Treponema pertenue Pseudogaurax sp. Elachiptera costata


Ordem Diptera Linnaeus,1758
Subordem Brachycera – Cyclorrhapha – Schizophora - Acalyptratae
Superfamília Tephritoidea
Família Tephritidae
 Grande Importância agrícola (Moscas-das-frutas);
 Desenvolvem-se na polpa dos frutos; (GALLO et all. 2002)

Ceratitis capitata Anastrepha fraterculus


(mosca-do-mediterrâneo) (mosca-sul-americana)
Ordem Diptera Linnaeus,1758
Subordem Brachycera – Cyclorrhapha – Schizophora - Acalyptratae
Superfamília Opomyzoidea
Família Agromyzidae
 Moscas pequenas;
 Larvas minadoras das folhas de muitas plantas;
(CARRERA 1989)

Liriomyza sp.

http://www.abbabatatabrasileira.com.br/revista02_022.htm
http://www.diptera.info/photogallery.php?photo_id=3364
Ordem Diptera

Subordem Brachycera

Divisão Cyclorrhapha

Série Schizophora

Seção Calyptratae

Superfamília Muscoidea

Família Oestridae

Família Calliphoridae

Família Muscidae

Família Tachinidae
Ordem Diptera Linnaeus,1758
Subordem Brachycera – Cyclorrhapha – Schizophora - Calyptratae
Superfamília Muscoidea
Família Oestridae
 Miíase Cutânea
Dermatóbia hominis – Mosca-do-berne
Ordem Diptera Linnaeus,1758
Subordem Brachycera – Cyclorrhapha – Schizophora - Calyptratae
Superfamília Muscoidea
Família Calliphoridae

 Moscas-varejeiras, verdes ou azuis com brilho metálico;

Cochliomyia hominivorax
Ordem Diptera Linnaeus,1758
Subordem Brachycera – Cyclorrhapha – Schizophora - Calyptratae
Superfamília Muscoidea
Família Muscidae

Musca domestica

Stomox calcitrans
(mosca-dos-estábulos)

Hematobia irritans
(mosca-dos-chifres)
Ordem Diptera Linnaeus,1758
Subordem Brachycera – Cyclorrhapha – Schizophora - Calyptratae
Superfamília Muscoidea
Família Tachinidae
 Inimigos naturais de muitas pragas importantes;
 Em geral, corpo recoberto por rija pilosidade

(CARRERA 1989)

(mosca-do-amazonas)

http://www.apta.sp.gov.br/cana/anexos/Workshop_Pragas_sessao2_Paulo.pdf