Você está na página 1de 16

USINAGEM POR ABRASÃO

Altair Caetano da Silva


Felipe Castilho de Souza Aguiar
Gilvan Ribeiro de Andrade Filho
Irapuã Santos Ribeiro
Jim Carlos E. Hiarita
Comparação entre abrasivos
convencionais e superabrasivos na
retificação de compósitos de SiC-Al
OBJETIVOS

Estabelecer qual componente, matriz ou


reforço, deve ser considerado para a
escolha do tipo de rebolo na retificação de
compósitos de SiC-Al
EXPERIMENTOS
Foram feitos em uma retificadora
horizontal.
Foram usados 4 tipos de rebolos: óxido de
alumínio, carboneto de silício, CBN e
diamante.
Os mesmo parâmetros de retificação
foram usados para cada rebolo:
profundidade de corte, velocidade de corte
e velocidade periférica do rebolo.
MATERIAL RETIFICADO
Foram retificados 2 tipos de compósitos
de SiC-Al, de dimensões 13x23x23 mm.
O compósito 15P tem reforço de pó de
SiC e dureza de 83,4 HRB.
O compósito 15W tem reforço de fibras de
SiC e dureza de 70,5 HRB.
RESULTADOS
Força de retificação
A componente tangencial da força mostra
um pequeno aumento com o aumento do
cavaco removido.
A componente normal exibe um
crescimento significativo.
GRÁFICOS

Óxido de alumínio Carboneto de silício

CBN Diamante
RESULTADOS
Área lisa do rebolo
É a porcentagem de poros obstruídos pelo
cavaco na superfície ativa do rebolo.
Ela exibe um aumento significativo e
depois se estabiliza.
O compósito 15P, sendo mais resistente,
forma cavacos mais longos, tendendo o
acúmulo destes nos grãos.
GRÁFICOS

Óxido de alumínio Carboneto de silício

CBN Diamante
RESULTADOS
Acabamento superficial
É influencia pelo desgaste do rebolo,
alterando com o aumento do volume de
cavaco retirado.
Os rebolos de CBN e de SiC produzem
acabamento superficial melhor no
compósito 15P que no 15W.
Não há diferença significativa no uso do
rebolo de óxido de alumínio e diamante.
GRÁFICOS

Óxido de alumínio Carboneto de silício

CBN Diamante
RESULTADOS
Influência da dressagem do rebolo
As componentes normal e tangencial da
força de retificação, após a dressagem,
apresentam um aumento rápido depois
dos primeiros passes, diminuindo e
tendendo a um valor estacionário.
GRÁFICO

Influência da dressagem nas componentes normal e tangencial da


força específica de retificação para o rebolo de CBN
CONCLUSÃO
A retificação de compósitos de SiC-Al é
influenciada pelo tipo de rebolo e pelo
reforço do compósito (pó ou fibras).
Para os rebolos usados, o carboneto de
silício é a melhor solução para manter as
forças de retificação baixas.
A principal causa da degradação do
rebolo é a obstrução dos poros pelo
cavaco.
CONCLUSÃO
Para o compósito 15P (mais duro), os
melhores resultados para acabamento
superficial e área lisa do rebolo foram
obtidos pelo rebolo de carboneto de
silício; porém o rebolo que apresenta a
menor tendência a acumular cavaco nos
poros é o óxido de alumínio, por ter uma
estrutura aberta de fixação do abrasivo.
CONCLUSÃO
A ductilidade da matriz do rebolo é a
característica que mais influencia a
retificação destes compósitos, influência
maior do que a dureza do reforço.
Testes de retificação a longo prazo devem
ser realizados para avaliar a influência do
reforço no desgaste do grão abrasivo.