Você está na página 1de 18

GRIPE ESPANHOLA

hhj
1918-1919

Francisco, Eduardo Mário, Rafael


ORIGEM E INCÍO

• Estados Unidos Kansas Janeiro de 1918.

• Vírus da influenza H1N1.

• Segundo a teoria o vírus H1N1 sofreu mutação em galinhas e


porcos de granjas, surgindo então uma nova variante da gripe.
PRIMEIROS CASOS
• Em 1 de janeiro de 1918, Condado de Haskell, Kansas foi
registrado o primeiro caso.

• Em 4 de março de 1918, Fort Riley, Kansas um segundo caso.

• Em 11 de março de 1918, primeiro caso em New York sendo


transportado em uma composição ferroviária do exercito que levava
soldados para a guerra.
FIGURA: amontoados de doentes em um local improvisado

FONTE: Google imagem


SINTOMAS
• Dores musculares e nas articulações
• Intensa dor de cabeça
• Insônia
• Febre acima de 38º
• Cansaço excessivo
• Dificuldade para respirar
• Sensação de falta de ar
• Inflamação da laringe, faringe, traqueia e brônquios
• Pneumonia
• Dor abdominal
• Aumento ou diminuição dos batimentos cardíacos
• Proteinúria, que é o aumento da concentração de proteína na urina
• Nefrite.
REMEDIO FAUSOS

FONTE: Google imagem


NOMES A DOENÇA
Durante a Primeira Guerra Mundial, os países aliados frequentemente
chamaram a pandemia de "gripe espanhola." Isso ocorreu
principalmente pois a pandemia recebeu maior atenção da imprensa
na Espanha do que no resto do mundo, uma vez que o país não
estava envolvido na guerra e não havia censura. Na Espanha, recebeu
o nome de "gripe francesa.“ Em Portugal é mais conhecida como
"gripe pneumónica" ou simplesmente "a pneumónica". A Espanha teve
um dos piores surtos iniciais da doença, e autoridades de saúde do
país buscaram chamar a pandemia de "apenas gripe" ou "a gripe", de
modo a evitar o pânico entre a população. (Wikipédia, 2020).
A PRIMEIRA GUERRA MUNDIAL
• A guerra que acontecia desde 1914, foi a responsável pela
disseminação do vírus, pois soldados americanos levavam o vírus
para a Europa.

• No Brasil em 17/09/1918, o navio Britânico, S.S. Demorara


desembarcou em Recife com todos os tripulantes contaminados
assim a gripe chega no Nordeste e se espalha também para o Norte

• O S.S. Demorara, segue para o Rio de Janeiro e depois para a


Argentina e mais outros países da Oceania.

• Em 23/11/1918 o navio chamado Piauí, da Divisão Brasileira de


Guerra chega, também em Recife com 5 combatentes
contaminados.
PRESIDENTE MORRE.

FONTE: Google imagem


A GRIPE NO BRASIL
• Assim como na Europa a gripe não foi levada a sério pois de
principio a doença apresentou-se de forma branda atingindo os
mais velhos, doentes, jovens.

• Devido as péssimas condições nas trincheiras os sodados


contaminados foram as primeiras vitimas da forma mais severa da
doença, sendo eles também responsáveis por espalhar também
essa forma

• No Brasil as primeiras vitimas foram os mais pobres favelados no


dia 07/10/1918, já havia mais de 50 casos nos cortiços em Niterói,
no dia 8 de outubro já eram 88 soldados contaminados na vila
militar, no dia 10 de outubro 400 casos de internação.
FIGURA: NOTÍCIA DO S.S. DEMORARA NO BRASIL

FONTE: Google imagem


• Estima-se que no brasil morreram de 35 há 40 mil pessoas

• No mundo de 50 mil há 100 mil.

• A gripe matou mais que as duas Guerras mundiais e em menos


tempo mais pessoas que a Peste Negra.

• Existe varias controvérsias a respeito da doença.

• De janeiro de 1918 a dezembro de 1920, infectou uma estimativa de


500 milhões de pessoas, cerca de um quarto da população mundial
na época. (Wikipédia, 2020).
FIGURA: Número de mortos em alguns países.

FONTE: Wikipédia, 2020


ONDAS DA DOENÇA.
• Primeira onda: iniciada em março de 1918; sendo mais branda de
início nos Estados Unidos.

• Segunda onda: iniciada em agosto de 1918; despois de percorrer o


mundo volta para os Estados Unidos já causando grande número
de mortos com uma taxa de morte 6% a 8% não sendo mais uma
simples gripe.

• Terceira onda: iniciada em janeiro de 1919; sendo mais modera


levando o desaparecimento da doença.

• Suposto fim da gripe seria a sua alta mortalidade que fazia os


contaminados morrerem logo, outra teoria seria o isolamento total
dos infectados fazendo com que o vírus mortal circulasse menos. A
também as medidas sanitárias impostas na época e o avanço na
medicina sendo essas outras teorias.
FIGURA: imagens para refletir.

FONTE: Google imagem


CONSEQUÊNCIA
• Morte generalizada em todo mundo.

• Grande números de morte de gravidas e abortos.

• Aumento dos índices de incapacidade física.

• Problemas na economia.

• Os mais pobres demoram mais para se recuperarem.

• O esquecimento da doença devido outras posteriores que


mataram milhares nos anos seguintes.
FIGURA: Musica referente a Gripe Espanhola.

FONTE: Google imagem


REFERÊNCIAS
BUENO, Eduardo. GRIPE ESPANHOLA - A GRIPIZINHA QUE MATOU 20 MILHÕES. 2020.
Duração 16: 53. Buenas Ideias. Disponível em: <https://www.youtube.com/watch?
v=Ulta1pNnmzs>. Acesso em 28 de dez. 2020.

Wikipédia. Gripe espanhola. Disponível em <


https://pt.wikipedia.org/wiki/Gripe_espanhola#:~:text=A%20gripe%20espanhola%2C%20tamb
%C3%A9m%20conhecida,da%20popula%C3%A7%C3%A3o%20mundial%20na
%20%C3%A9poca.>. Acesso em 28 de dez. 2020.

BEZERRA, Clarisse. Gripe Espanhola: o que foi, sintomas e tudo sobre a pandemia de
1918. 2020. TUASAÚDE. Disponível em: <https://www.tuasaude.com/gripe-espanhola/>. Acesso
em 28 de dez. 2020.

Gripe Espanhola: a Pandemia que Varreu o Mundo em 1918 - DOC #46. 2020. Sala de Guerra.
Disponível em: <https://www.youtube.com/watch?v=QylAltkkiOg>. Acesso em 28 de dez. 2020

Como surge os vírus. 2020. Mistérios do mundo. Disponível em:


<https://www.youtube.com/watch?v=Mb5zqk2b8C0>. Acesso em 20 de dez. 2020.