Você está na página 1de 34

Criação de IDOCS

Transação WEDI

Raquel Pereira da Cunha


Consultora BC
1. Criar segmentos - WE31

2
2a. Criar tipo de Idoc - WE30

3
2b. Adicionar segmento ao IDoc

Criar Segmentos Nome do segmento criado

4
3. Criar o tipo de mensagem -WE81
Novas entradas

Tipo de mensagem Descrição da mensagem

5
4. Associar o tipo de Idoc ao tipo de
mensagem - WE82
Novas entradas

Tipo de Mensagem

Versão
Tipo de idoc

6
5. Criar porta

• Vamos ver aqui portas do tipo File e


tRFC
• Existem ainda outros 3 tipos de portas,
que não trataremos aqui. Vide apostila.

7
5a. Porta do tipo File - WE21

Parâmetros de saída

8
5a.1 Porta File - dados de saída

Diretório no servidor

Nome do arquivo

9
5a.2 Porta File - dados de entrada

10
5b. Porta do tipo tRFC

• Porta tRFC só pode conter o nome de


um destino RFC existente. O R/3 cria
automaticamente um número
começando com A e 9 dígitos.
• O destino RFC pode ser criado na
SM59.

11
5b. Porta do tipo tRFC - WE21

Novas entradas

12
5b. Porta do tipo tRFC - parâmetros
Gerado pelo R/3 após <ENTER>

Descrição da porta
Destino RFC

13
6. Criar Perfil de parceiro - WE20

Novas entradas

14
6a. Perfil de parceiro - dados gerais
Num. Parceiro = Nome Sistema lógico

Tipo parceiro = Logical System LS


Status Ativo

Dados do usuário

15
6b. Perfil de parceiro - dados de saída

Parâmetros de saída

16
6b. Perfil de parceiro - dados de saída

Tipo de mensagem

Porta

Transferir imediatamente

Tipo de Idoc

17
6c. Perfil de parceiro - dados de
entrada

Tipo de mensagem

Process code

18
7. Criar função outbound

• SE37 - Criar uma função que tenha como


parâmetro (em tables) uma tabela interna
com a estrutura do seu segmento.
• Esta função irá chamar a
MASTER_IDOC_DISTRIBUTE, passando
como parâmetros o tipo de Idoc, tipo de
mensagem e o segmento criados.

19
8. Criar um programa para enviar

• Criar um programa ABAP para


preencher o Idoc e chamar a função
criada anteriormente. Este programa
poderá ser executado manualmente, via
job etc., de acordo com a sua
necessidade.
• O que efetivamente envia o Idoc é a
MASTER_IDOC_DISTRIBUTE.
20
9. Visualizando os Idocs enviados

• Entre na WE05 para listar os Idocs


enviados.

• Verifique os status dos Idocs e dê duplo


clique para mais detalhes.

21
10. Criar a função de inbound

• Criar um módulo de função que receba


o Idoc e crie o documento, via call
transaction, Batch input, BAPI, RFC...
• Este módulo de função será associado
a um process code e este será
associado ao parceiro.

22
11. Cadastrar a função como “de
entrada” - BD51

Tipo de entrada = 1 (Entrada individual)


da função

23
12. Associar a função ao tipo de
mensagem - WE57

24
12a. Associar função à mensagem

Categoria = F (função)

função

Tipo de idoc

Tipo de mensagem

25
13. Criar um process code inbound

• O process code de inbound indica para


o parceiro que função fará a entrada do
documento no R/3.
• Ele deve ser associado ao módulo de
função e ao tipo de mensagem.
• Deve ter 4 caracteres

26
13a. Process code - 1a. Tela WE42
Novas entradas

27
13b. Process code 2a. Tela
Gravar

Após gravar, o R/3 entra automaticamente


na transação BD67
para associar o process code
a um módulo de função

28
14. Associar process code à função
Novas entradas

Process code Módulo de função

29
14a. Associar process code à
função - 2a. tela

30
15. Process code x Tipo de
mensagem

Mensagem lógica
cess code

31
15a. Process code x Mensagem
Novas entradas

32
15b. Process code x Mensagem

33
16. Testar inbound a partir de um
arquivo gerado via outbound WE12

34