Você está na página 1de 4

Real

Imaginário
Simbólico

e outras dúvidas

Luisa Soalheiro 2020


Real, simbólico e imaginário .
A existência é produto do desejo de um outro.
Freud
Autoerotismo Nova ação psíquica Narcisismo Édipo Amor de objeto

Imaginário
“a criança “procurará” se montar ao olhar Simbólico
EU do outro para que o desejo apareça como faz a sutura da ferida (For da)
forma de confirmação do seu eu (ego).”

Ferida Narcísica
Lacan

Olhar de desejo materno

Imagem das outras pessoas

Saulo Durso
Imagem
Freud – Kojeve/Hegel Ausência de dúvida
Henry Vallon
Fixação Linguagem – duplo sentido
Douta ignorância
Real, simbólico e imaginário .

Realidade
R R
E E
A Imagem Linguagem
A
L
Ausência de dúvida
Fixação duplo sentido L

Tudo que está fora da realidade não existe, mas insiste

“O conteúdo não existe por um lado, mas por outro insiste em ser nomeado, criando uma compulsão à repetição da experiência
que está em seu entorno. Revivência da experiência traumática de maneira compulsiva, a fim de nomear a experiência,
encontrando ela um lugar na cadeia simbólica e cessando assim sua busca para o simbólico.” Saulo Durso
Significante.
O que escutamos da palavra é seu significante, afinal, por mais que o outro saiba o sentido do que diz, eu escutarei a
palavra dentro do universo de palavras que me constituem, por isso é possível dizer que: o emissor pode garantir o que
diz, mas não pode garantir o que o receptor escutou.

Mas lembremos que, mesmo o emissor que “sabe” o que diz, recebeu estes significantes de um Outro, ou seja, o saber está
sempre no Outro, e esse Outro onde está? Saulo Durso

Imaginário
Simbólico

manga doce

manga queimada geada gado

Lugar da dúvida Lugar da certeza