Você está na página 1de 40

*Curativo

Mônica F. Groppo
Curativo
É o tratamento dispensado a qualquer
área do corpo que tenha uma solução de
continuidade.

Finalidade do curativo
Promover cicatrização
Tratar e prevenir infecção
Absorver secreções e drenagens
Diminuir a intensidade da dor
Promover conforto
Curativo

Processo de cicatrização:
A pele é dividida em epiderme e derme.

Epiderme: camada mais fina e externa de


tecido de células mortas e queratinizadas.
Derme: camada mais profunda da pele e
fornece apoio e proteção aos músculos,
ossos e órgãos.
Curativo
Função da pele:
Serve como barreira protetora contra os
organismos patogênicos
Proteção térmica
Órgão sensório da dor
Proteção contra desidratação
Funções metabólicas
Processo de Cicatrização
Tipos de Cicatrização:

Primeira Intenção: ocorre quando as bordas do


tecido são apostas ou aproximadas, ausência de
infecção e perda mínima de tecido.
Processo de Cicatrização

Segunda Intenção: quando o processo de cicatrização


necessita de grande quantidade de tecido de granulação
para fechar e ocorre de dentro
para as bordas da ferida, ou seja,
ocorre perda excessiva de tecido,
com presença ou não de infecção.

Terceira Intenção: ocorre a aproximação das bordas da


ferida após o tratamento aberto inicial.
Classificação das feridas:
Quanto ao diagnóstico etiológico: define a origem da doença que desencadeou o
aparecimento da lesão cutânea
Quanto à causa: define o mecanismo da lesão, que pode ser traumática, cirúrgica,
patológica, iatrogênica
Quanto à morfologia: descreve a localização, número, dimensão e profundidade
Quanto ao grau de contaminação: limpa, contaminada, infectada
Quanto à fase cicatricial: caracteriza as fases de inflamatória, proliferativa e
maturação
Quanto à característica do exsudato: aspecto, coloração e odor
Quanto à característica do leito da ferida: necrótico, fibrinoso, granulação e
epitelização
Quanto à cultura da secreção: define o agente etiológico e a antibiotecoterapia
específica
Quanto à evolução da ferida: aguda ou crônica
Quanto ao tipo de cicatrização: primeira, segunda, primeira tardia ou terceira
intenção
Quanto ao tipo de cor: vermelha, amarela e preta
Classificação das feridas:
* Para a obtenção de sucesso no tratamento de
feridas, é necessário saber:

• Tipo de ferida;
• Classificação do grau da lesão;
• Aspecto do leito (pela cor - RYB);
• Localização e posição;
• Tipo de exsudato (Aspecto, quantidade, cor e odor)
Classificação das feridas:

• Identificação do agente etiológico


• Dor/ desconforto do paciente
• Alergias e a sensibilidade da pele
• Tratamento prévio
• Dimensão (CxLxP) e a condição de pele ao redor
• Estado nutricional
Avaliação das feridas:

Ao examinar uma ferida, deve-se levar em consideração as


condições da pele ao redor e a borda da lesão:

• Edema
• Maceração
• Temperatura
• Ressecamento
• Alterações de cor
• Lesões adjacentes
Sistema de avaliação por
cores - RYB
* Sistema Red, Yellow, Black
Sistema de avaliação por
cores - RYB

*É uma forma de avaliação das feridas, através do Conceito


das Três Cores. Deve ser usado para avaliar feridas abertas,
de acordo com as características da lesão quanto a
cicatrização e aos possíveis fatores que estejam interferindo
no processo cicatricial.
Princípios do Sistema - RYB

PROTEGER A VERMELHA

LIMPAR A AMARELA

DESBRIDAR A PRETA
RED

Cor viva, sem odor, limpa e brilhante.


É próprio do tecido de granulação

Vermelho Vivo = Granulação Saudável

Vermelho Profundo = Processo Infeccioso

Vermelho Opaco, Cinza = Retardo da Cicatrização


YELLOW

Aspecto desvitalizado, com exsudato denso de cor variável,


pode apresentar secreção purulenta, com material fibrótico e
de degradação celular.
AMARELO FORTE =

AMARELO AVERMELHADO = Material Fibrótico e de


Degradação Celular

AMARELO CINZENTO =
BLACK

Tecido necrótico (preto, cinza ou marrom). Presença de


exsudato purulento, material fibrótico e de degradação celular

PRETO =
Tecido Necrótico
PRETO CINZENTO =
Cicatrização
Ferida

Qualquer descontinuidade da integridade estrutural e/ou


funcional da pele
Cicatrização

Fisiopatologia

É um processo altamente complexo, sistêmico, caracterizado por


uma série de eventos que tem por objetivo restaurar a ferida.

Fases:

 Resposta Vascular

 Resposta Celular
Fases da Cicatrização

*Hemostática: derivados de sangue

*Inflamatória: reações

*Proliferativa: formação de novo tecido

*Maturação/Remodelação
Fatores que interferem na cicatrização

Fatores Locais:
Vascularização das bordas da ferida;
Grau de contaminação da ferida;
Tratamento das feridas.
Fatores Gerais:
Infecção;
Idade;
Atividade do paciente;
Oxigenação e perfusão dos tecidos;
Nutrição;
Medicamentos;
Estado Imunológico.
Características dos Tecidos

*Vitalizado

*Desvitalizado

*Necrose

*Esfacelo
Características dos Tecidos

 Vitalizado

São tecidos vascularizados, de cor viva, clara e brilhante,


sensíveis à dor.

 Desvitalizado

Caracteriza-se pela falta de vascularização, insensibilidade à


dor, coloração escura e com odor
Características dos Tecidos

Necrose

Termo utilizado para caracterizar camadas em forma de crostas


ou capas de tecidos de consistência dura e seca, coloração preta,
cinza ou marrom, aderida à superfície da ferida
Características dos Tecidos

Esfacelo

Tecido necrosado, consistência delgada, macia e de coloração


amarela ou cinza. Formado por bactérias, fibrina, elastina,
colágeno, leucócitos, fragmentos celulares, exsudato.
Podem estar firmes ou frouxamente aderidos no leito e na borda
das feridas
Exsudato
Ocorre devido à permeabilidade da parede vascular e é
constituído de:

• Fibrinogênio (glicoproteina plasmática) e Fibrina (proteina


fibrosa)
• Tromboplastina
• Plaquetas

Classificado em:

Seroso Sanguinolento Purulento


Exsudato

Material fluido, composto por células que escapam de um vaso,


sanguíneo e se deposita nos tecidos ou nas superfícies teciduais,
como resultado do processo inflamatório.
Complicações na cicatrização

Infecção: drenagem, borda hemorrágica


Deiscência: separação das camadas
Evisceração: protrusão dos órgãos
Fístula: comunicação anormal de segmentos e a superfície da
pele
Curativo
Tipos de curativo
Aberto: é aquele no qual utiliza-se apenas o antisséptico,
mantendo a ferida exposta
Oclusivo: é aquele no qual após a limpeza da ferida e
aplicação do medicamento é ocluído com gaze ou filme
transparente
Seco: é o curativo fechado com gaze ou compressa seca
Úmido: é o curativo fechado com gaze ou compressa
umedecida com pomada ou soluções prescritas
Compressivo: é aquele no qual é mantida sobre a ferida
para estancar hemorragias, eviscerações, entre outros
Drenagens: quando há grande quantidade de exsudato,
utiliza-se drenos, tubos, cateteres ou bolsa de colostomia
Classificação de Acordo com a Forma de Utilização

*Primários - colocados diretamente sobre a ferida e na pele


adjacente

*Secundários - colocados sobre o curativo primário


Apresentação de Produtos

Anti-sépticos:

*Clorohexidina
Eficaz contra bactérias Gram + e Gram –
Baixa toxicidade para células vivas
Efeito reduzido pela presença de pus e sangue
Produtos
*Iodo
*PVPI tópico
Não abrasivo, é inativado por secreções
Desinfeta pele e feridas infectadas
Aplicar em feridas infectadas e remover com SF
0,9% após 2 min
*PVPI degermante
Funciona como detergente para lavar feridas com
odor fétido e tecido necrosado
Produtos

Solução salina a 0,9% - soro fisiológico

Papaína
*Enzima proteolítica derivada do mamão papaya
2% tem ação granulativa
6% desbrida tecido de liquefação
10% desbrida tecido necrótico
Em gel, pasta ou pó
Produtos
* Carvão Ativado
É indicado para feridas exsudativas, limpas ou infectadas,
crônicas ou agudas, superficiais ou profundas e com odor
desagradável, como carcinomas fúngicos, feridas ulcerativas
traumáticas e deiscências cirúrgicas. 
MODO DE USO
1 - A ferida deve ser bem irrigada com solução fisiológica 0,9 % ; 
2 - Secar apenas a região ferida ; 
3 - O Curativo de Carvão Ativado com Prata deve ser aplicado
sobre a ferida.
4 - Fazer a oclusão ( fechar ) 
Produtos

* Hidrogel - Hidrogel com Alginato é um gel constituído por água


purificada, propilenoglicol, carbômero 940, trietanolamina,
alginato de cálcio e sódio, conservantes e carboximetilcelulose
que promove o ambiente úmido ideal para a cicatrização
através da hidratação da ferida.

É indicado para o tratamento de feridas secas, pouco úmidas e


de média exsudação, com presença de tecido inviável (necrose
e esfacelo) e também para o estímulo da granulação e da
epitelização através do meio úmido.
Curativo

MATERIAL:
Bandeja contendo:
Material de curativo: 1 pinça dente de rato, 1 pinça anatômica, 1
pinça Kelly, 1 tesoura
Fita adesiva (micropore, adesivos, filmes, entre outros)
Luvas de procedimento
Solução salina e agulha
Gazes estéreis
Saco plástico para lixo
Tesoura
Outros matérias específicos como: soluções, ataduras, chumaços,
entre outros
Procedimento de Enfermagem
Lavar as mãos e organizar o material
Explicar ao cliente o procedimento e dar assistência às suas
necessidades
Colocar a mesa ao lado da cama próxima ao local em que será
feito o curativo
Solicitar ou auxiliar o cliente a posicionar-se adequadamente
Calçar luvas de procedimento
Abrir o pacote sobre a mesa de cabeceira
Colocar as gazes em quantidade suficiente no campo
Colocar agulha na solução salina
Retirar a fita adesiva, puxando em direção à ferida e remover o
curativo sujo. Utilizar a pinça dente de rato. Molhar o curativo
com solução salina e puxar delicadamente
Procedimento de Enfermagem
Colocar o curativo no saco de lixo
Manter a pinça Kelly na mão dominante e a pinça anatômica
permanecendo no campo para auxílio no preparo de gazes
Limpar e tratar a lesão com as solução salina, seguindo os
princípios do menos contaminado para o mais contaminado, usando
tantas gazes forem necessárias
Secar bem com gaze
Colocar gazes no local da ferida ou incisão, cobrindo-a totalmente
Fixar com fita adesiva
Deixar o cliente confortável e o ambiente em ordem
Dispensar luvas, materiais em local adequado
Lavar as mãos
Proceder a anotação de enfermagem
Registro da evolução no prontuário

Registrar de forma clara e precisa, todo o procedimento


realizado, material utilizado e principalmente as características
do curativo