Você está na página 1de 29

Expositores: Johanny Santiago, Magda Menezes

e Rafael Cunha

MULTIVERSO: RECONSTRUÇÃO DE
MODELO ANÁLOGO AO ESPAÇO
SIDERAL PARA DIVULGAÇÃO DA
CIÊNCIA
Délcio Julião Emar de Almeida
QUE É O UNIVERSO?
Universo é tudo o que existe fisicamente, a soma do
espaço e do tempo e as mais variadas formas de matéria,
como planetas, estrelas, galáxias e os componentes do
espaço intergaláctico.

Universe Webster's New World College Dictionary, Wiley Publishing.


Fonte: www.natgeo.com.br
Estruturas do Universo
o Galáxias
o Sistema Estelar
o Aglomerado Estelar
o Estrelas
o Planetas
o Satélites
o Matéria Escura
Fonte: www.natgeo.com.br
O local da Terra no Universo: Terra - Sistema Solar - Vizinhança estelar - Via Láctea.  
Fonte: Andrew Z. Colvin. Arquivo enciclopédia Livre.
Artigo Universo.
O local da Terra no Universo: Grupo Local – Superaglomerado de Virgem - Superaglomerados
Locais – Universo Observável.
Fonte: Andrew Z. Colvin. Arquivo enciclopédia Livre.
Artigo Universo.
MULTIVERSO: RECONSTRUÇÃO DE
MODELO ANÁLOGO AO ESPAÇO
SIDERAL PARA DIVULGAÇÃO DA
CIÊNCIA

Délcio Julião Emar de Almeida


Reconstrução De Modelo Análogo Ao Espaço Sideral

A Dissertação aborda a reconstrução de um modelo em


três dimensões (3D) em meio fluido, chamado “Planetário
Líquido”, análogo ao espaço sideral que foi concebido
inicialmente para o ensino de ciências em sala de aula.
A metodologia de pesquisa se subdividiu em três pilares
básicos :
• A Reconstrução do modelo como ferramenta de
divulgação cientifica.
• A concepção do espaço de exposição.
• A pesquisa qualitativa sobre o potencial do modelo
como ferramenta de divulgação cientifica.
Reconstrução De Modelo Análogo Ao Espaço Sideral

A pesquisa propõe a expansão desse modelo para


ambientes não escolares e públicos diversos, buscando
verificar seu comportamento como veículo (NAGEM et al.,
2001), ou seja, instrumento análogo ao alvo, que é o
conhecimento que se deseja apresentar, desde então
renomeado como modelo análogo ao espaço sideral 3D
em meio fluido (MAES-3DMF).
 O objetivo principal de sua pesquisa foi:
Efetuar uma análise dos processos de remodelagem do simulador análogo ao
espaço sideral.
 A pesquisa foi estruturada em 6 capítulos, sendo:
1º - Propõe uma tentativa de definir o que sejam as imagens na concepção de
vários teóricos (Abraham Moles, Lucia Santella, Winfried Noth, Jean-Paul
Sartre, entre outros)
2º - Trata da relação entre imagens, analogias, modelos e suas utilizações
como estratégias de ensino (Contextualizar modelos e modelagem e breve
histórico de modelos para explicar fenômenos astronômicos).
3º - Apresenta o que sejam espaços não formais de educação e sua relação
com os modelos de divulgação científicos.
4º - Estrutura metodológica definida para a pesquisa na qual são descritos os
procedimentos e reconstrução do modelo análogo, a concepção do espaço de
exposição e a metodologia qualitativa utilizada para a coleta de dados a
respeito do potencial do modelo.
5º - Mostra os resultados da coleta de dados e análise destes a luz dos
aportes teóricos anteriormente apresentados.
6º - Propõe as considerações finais do processo de pesquisa e as perspectivas
que se vislumbram a partir de possíveis desdobramentos.
METODOLOGIA
A pesquisa se subdividiu em três
eixos principais: a reconstrução do
modelo analógico, a concepção do
espaço de exposição e a pesquisa
qualitativa.
Portanto, a metodologia de pesquisa
se baseou em alguns pilares, a saber:
a revisão da teoria pertinente ao
tema, no intento de dialogar com
correntes teóricas que embasassem a
investigação, a reconstrução do
modelo, a aplicação dos testes para
levantamento de dados para análise,
e a análise dos dados propriamente
dita (Almeida 2012, P.71). .
O Multiverso é definido como...

• Modelo Físico. Modelo, por ser uma construção


analógica articulando teorias e leis (Nagem & Condé, 2011,
P. 13). Físico, representa o mundo físico (Johnson-Laird
1983, P.422).

• Modelo Espacial. As relações entre o mundo físico e o


modelo se dão por meio de representações
tridimensionais (Johnson-Laird 1983, P.422).

• Imagem visual analógica. Visual, porque representa uma


realidade visível em forma tridimensional. Analógica, se
comporta como mediador entre domínios distintos e
favorece a compreensão de conceitos complexos
(Almeida 2012, P.41).
Johnson-Laird (1983, p. 423)
discute que, quando um
modelo espacial
tridimensional ou cinemático
é observado, algumas
características desse modelo
são captadas pelo sujeito
observador, ou seja, as
imagens são recortes, vistas
desses modelos que
representam os estados
físicos do objeto ou evento.
Porque o multiverso é uma
boa ferramenta para a
divulgação científica?
Ramey-Gassert et al. (1994) os espaços
informais promovem aprendizado por
meio da motivação intrínseca e da
curiosidade, possuindo múltiplas formas
de experimentação e exploração.

Os modelos análogos articulam


conhecimentos, traduzindo o modelo
científico e podendo interferir e
modificar o modelo mental que o sujeito
possui sobre o assunto em questão, em
um processo que não se finda com a
visita. Stuchi & Ferreira (2003, p. 216) .
Segundo o aprendido, quais
analogias você conseguiu identificar
no modelo do multiverso?
Analogias no modelo do Multiverso
 Formação do universo, do sistema solar, galáxias,
planetas...
 União das partículas para formar corpos grandes.
 A diferença de densidade das sustâncias no
universo influi na posição dos corpos.
 Atuação da gravidade entre as estrelas e os
planetas de um sistema planetário qualquer
(Oliveira 2010).
 Plano orbital dos planetas (Oliveira 2010).
Fonte: Modelo de estrutura comparativa de semelhanças e diferenças
entre o veículo (modelo) e o alvo (sistema planetário). Oliveira 2010.
Conclusões
 O modelo constitui uma nova ferramenta
pedagógica que poderia auxiliar profissionais de
educação nos processos de construção do
conhecimento (Almeida 2011).

 É também uma ferramenta de divulgação científica


acessível e de fácil compreensão, que se pode
utilizar tanto em espaços formais de educação
como não formais.
Conclusões
• Como modelo de divulgação, pode despertar
o interesse da população em conhecer sobre
assuntos que aparentemente se encontram
limitados a círculos restritos, como
universidades, pesquisadores (Almeida 2011).

• Fornece novas oportunidades de possíveis


pesquisas, por exemplo:
– O estudo das analogias e metáforas
geradas através do modelo multiverso.
– O analise do nome multiverso como
modelo conceitual analógico.
Conclusões
• Fornece possibilidades de expansão do modelo
como ferramenta pedagógica, com a concepção
de kits com vídeos, manuais, além de palestras,
para montagem do referido modelo em escolas,
exposições científicas e museus (Almeida
2011). 

• Da apertura a propostas de atividades na aula


feitas com base ao uso do modelo como
ferramenta pedagógica. Ex. solicitar aos alunos
fazer fotos e apresentar na aula comparando as
formas do modelo análogo com as formas
presentes no espaço sideral real (comparando
assim a efetividade da analogia). 
Conclusões
• Permite a abordagem de temas
multidisciplinares:
– Leis da gravitação universal.
– Formação do universo.
– Nascimento de uma estrela.
– Expulsão gravitacional.
– Vistas no plano.
– Densidade.
– Misturas homogéneas e heterogêneas.
– Corpos fosforescentes.
– Forças de atração eletrostáticas
– Arte
Referências Bibliográficas
• ALMEIDA, Délcio Julião Emar de. Multiverso: Reconstrução De Modelo
Análogo Ao Espaço Sideral Para Divulgação Da Ciência (Dissertação
apresentada ao Curso de Mestrado em Educação Tecnológica). Centro
Federal de Educação Tecnológica de Minas Gerais, 2012.
• OLIVEIRA, Alexsandro Jesus Ferreira de; NAGEM, Ronaldo Luiz. Gênese,
construção e aplicação de modelo analógico para o ensino de conceitos
sobre astronomia. II SENEPT – Seminário Nacional de Educação Profissional
e Tecnológica, 2010.
• Imagens. Délcio Almeida (2011). Arquivo pessoal.
• Universo. Enciclopédia Livre. Acessado em 01/10/17.

Imagens do modelo: ALMEIDA, Délcio Julião Emar de. Arquivo pessoal.


Vídeos recomendados:
• Astronomia temporada 3. Origens NT.
• https://www.youtube.com/watch?v=HiNR74zi8qQ&list=PLUBR4s0w2cG1kyI
2MDBJV0J3B5HuJoB7g
Agradecimentos
Prof. Me. Délcio Julião Emar de Almeida
Prof. Dr. Ronaldo Luiz Nagem
Prof. Ivo de Jesus Ramos.
A todos vocês pela atenção

Você também pode gostar